[Crônicas Atlantes] Aquaman na Era de Prata (Parte 6)

Olá, Zeronauta! Vamos a mais uma parte da matéria sobre o Aquaman na Era de Prata. Caso você não tenha lido as partes anteriores: Parte 1, Parte 2, Parte 3, Parte 4 e Parte 5.

Mera

A Mera da Era de Prata, originalmente, era uma regente de um reino num mundo aquático em outra dimensão, e não a princesa de um reino formado a partir de uma colônia penal atlante. Ela não era uma agressiva e brutal guerreira assassina treinada, como vemos hoje em dia na reformulação feita por Geoff Johns. Mas, sim, uma recatada integrante da aristocracia, que sabia se defender caso fosse necessário.

Os nomes dessa dimensão, do mundo ou do reino de onde sua antiga versão veio nunca foram revelados. O local de onde ela se origina foi referido como “Dimensão Aqua” em títulos de histórias ou pelo narrador delas. E Xebel era o nome do cientista daquela dimensão que inventou uma máquina que criava um portal interdimensional para a Terra.

Primeira Aparição de Mera

A primeira aparição de Mera foi em Aquaman v1 #11, de setembro de 1963. A história começa com Aquaman e Aqualad patrulhando o oceano, até que eles encontram um navio abandonado indo a toda velocidade numa rota de navegação. Os dois nadam até a embarcação para pará-la antes que ela se chocasse com algum outro veículo aquático. Acontece que os super-heróis são capturados momentaneamente por um tipo de tentáculo misterioso; logo depois de conseguirem se soltar, o tal tentáculo se despedaça. Uma porção da água do mar se ergue no ar acima do navio desgovernado e age como uma lente de aumento, intensificando os raios solares sobre a embarcação, esquentando-a e fazendo-a explodir.

Em seguida, nossos heróis escapam do óleo em chamas que vazou do navio e avistam uma mulher nadando para longe numa velocidade muita alta. Eles a perseguem e quando estavam alcançando-a, ela cria uma bolha em torno de si que a faz flutuar no ar. Ocorre que ela se enfraquece, então a bolha some e a mulher cai na água. A estranha revela que a tripulação abandonou o navio porque um incêndio fugiu ao controle e a carga ameaçava , daí ela criou o tentáculo para impedir que o herói marinho e seu pupilo chegassem à nau e a explodiu com a “lente de aumento”.

O Aquaman quer saber como ela pode possuir esses poderes de controle sobre a água. A mulher apresenta-se como Mera, a rainha de um mundo aquático em outra dimensão. Ela explica que todos no seu reino tem a habilidade de comandar a água. O pai dela e rei morrera recentemente, e um compatriota, Leron, estava dando um golpe de estado. Então um cientista chamado Xebel criou um portal para a Terra pelo qual Mera fugiu. Para completar, ela acabou de perder seus poderes sem explicação alguma.

Arte: Nick Cardy
Arte: Nick Cardy

Eis que de repente, vários submarinos começam a ser lançados no ar contra Aquaman, Aqualad e Mera. Eis que surge Leron, o usurpador do trono do mundo de Mera. Os três tentam escapar, porém ele solidifica parte da água, aprisionando-os. Leron quer que Mera seja entregue a ele; contudo, Aquaman controla a fauna marinha e manda vários peixes e golfinhos atacarem o vilão. Com isso, ele perde a concentração: seu controle sobre a água solidificada enfraquece, permitindo que o trio escape. Os animais do oceano são muitos para o usurpador poder lidar; por isso, ele parte para buscar reforços.

Aquaman manda Aqualad e Mera vigiarem Leron enquanto ele parte numa missão desconhecida. Os dois seguem o vilão até o portal: Leron entra nele e volta com três de seus súditos. Mera e Aqualad tentam se distanciar sorrateiramente, mas são notados quando o Aquaman retorna, apesar de conseguirem escapar.

Arte: Nick Cardy
Arte: Nick Cardy

Na próxima vez que se encontram, Arthur Curry avisa a Leron para ir embora ou sentirá os poderes do herói. Ocorre um duelo: o usurpador cria uma espada de água sólida, e Aquaman se protege com um escudo de água sólida. O atlante solidifica água criando um tapete voador e persegue Leron e seus homens jogando bolas de água sólida neles. Seus poderes são demais para os quatro malfeitores, que fogem. Na verdade, os novos poderes do Aquaman eram obra de Quisp, que estava escondido por ali, e o herói pede ao Water Sprite que traga um exército de sua espécie para invadir o reino de Mera e recuperar o trono para ela.

Entretanto, o usurpador se disfarçou com um constructo de água na forma de um tubarão e espionou os heróis. Assim que Quisp partiu para reunir o exército de Water Sprites, Leron o seguiu. Criando uma corrente marinha que pegou o pequenino desprevenido, o vilão lançou Quisp contra um rochedo submarino e o fez desmaiar. Então, os malfeitores vão atrás de Mera outra vez, mas um peixe avisou o Aquaman sobre eles e por isso o grupo do herói decidiu se esconder em terra firme. Eles estavam quase chegando numa ilha quando um dos asseclas de Leron utilizou uma arma que prendeu Aquaman, Aqualad e Mera numa espécie de saco de plástico. E eles são levados através do portal para o mundo aquático de Mera.

Leron mantém Arthur Curry e seu grupo presos numa jaula de coral e quer que o cientista revele como ele cria o portal ou matará os reféns. Mera ordena que Xebel não fale e o usurpador dá ao tal cientista um tempo para pensar. O Aquaman usa sua telepatia para convocar alguns polvos de sua dimensão, que passam pelo portal e vem em seu socorro. Eles põem o sentinela fora de combate e destroem a jaula. O trio foge de volta para Terra, mas são seguidos por Leron e seus capangas.

Eles se escondem numa caverna dentro de uma fissura no fundo do mar. Lá, o Aquaman aproveita para remover uma sujeira do braço de Mera. Imediatamente, os poderes dela retornam. Ela faz a água sugar os malfeitores para dentro de uma caverna enquanto o trio foge para a superfície. Os vilões não desistem e vão atrás de nossos heróis e, na superfície, o super-herói marinho manda dois peixes-espada perfurarem o casco de um navio-cargueiro. Ocorre um vazamento de óleo e isso faz com que o usurpador e seus asseclas percam seus poderes.

O Aquaman percebeu que os poderes de Mera voltaram depois que ele tirou o óleo que estava no braço dela. Segundo ela, somente chumbo neutraliza o controle sobre a água de seu povo; contudo, todo óleo refinado contém uma porcentagem alta de chumbo (essa fraqueza de Mera ao chumbo sumiu com o tempo e não voltou mais a ser mencionada). Eles levam os vilões sem poderes de volta ao portal onde súditos leais de Mera os prendem. Com Leron aprisionado, o golpe de estado chega ao fim.

Arte: Nick Cardy
Arte: Nick Cardy

Esta é a última história em que o Quisp apareceu no Pré-Crise nas Infinitas Terras. Aparentemente, ele é substituído por Mera, pois ele desaparece após ela se tornar uma personagem recorrente e posteriormente fixa no elenco de apoio do Aquaman. Afinal, Quisp era um personagem muito poderoso: com sua ajuda, o Aquaman conseguia tirar de letra ameaças terríveis, e isso limitava as histórias em que ele pudesse ser usado. Em resumo, foi a troca de um personagem com altíssimos poderes de controle sobre a água por outro com poderes bem menores de natureza similar.

Até a próxima, Zeronauta!

1 Comentário

Clique para comentar

19 − 13 =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com