Neil Gaiman revela detalhes sobre a série de Sandman da Netflix - imagem mostra o autor sentado em uma poltrona com um livro grande com capa de couro nas mãos

#CCXPWorlds: Neil Gaiman fala sobre Sandman da Netflix

Neil Gaiman é um dos artistas homenageados pela CCXP Worlds – versão virtual da CCXP. Em entrevista no palco Thunder, o autor contou detalhes sobre a série de Sandman, da Netflix.

A entrevista começou com Marcelo Forlani perguntando como Neil Gaiman enxergava o impacto de Sandman para a história dos quadrinhos. De acordo com o autor, a série serviu para quebrar paradigmas e mostrar ao mercado que era possível criar uma série mensal de quadrinhos sem que o enredo fosse um super-herói combatendo o crime da cidade.

Além disto, Neil Gaiman disse que o sucesso das versões encadernadas de Sandman mostravam que histórias em quadrinhos também eram um produto viável para as livrarias. Como exemplo, citou as publicações brasileiras que além das histórias acompanhavam também curiosidades e matérias expandindo o universo de Sonho.

As edições comentadas por Gaiman são as publicadas pela editora Globo, nos anos 1990, e pela Conrad, no início dos anos 2000.

Por que Sandman demorou para ser adaptado?

Quando questionado sobre a adaptação dos quadrinhos feita pela Netflix, cujo lançamento está previsto para 2021, Gaiman disse estar muito satisfeito.

Para ele, não há momento melhor para se ter uma adaptação de suas histórias, pois hoje em dia é possível produzir séries e programas de televisão com orçamentos tão grandes ou até maiores que o cinema.

Ele ainda comentou que o sonho de transportar a série para as telas era antigo e que ele mesmo participou de reuniões com estúdios no início dos anos 2000. Na época, séries como o Senhor dos Anéis e Harry Potter estavam em produção e os estúdios até se mostraram interessados por sua história. No entanto, o fato de Sandman não possuir um único vilão, ou mesmo uma história linear se tornaram empecilhos para os produtores.

Neil Gaiman ainda comentou que, na sua opinião, uma série de televisão seria mais apropriada, tendo em vista que os quadrinhos possuem mais de três mil páginas de histórias.

Autor terá controle total sobre a série

Neil Gaiman também comparou a adaptação de Sandman com outras de suas obras, como Deuses Americanos e Belas Maldições. Sem entrar em detalhes, o autor expressou que diferentemente da primeira série, em que só atuou como consultor, em Sandman ele possui controle criativo.

Ele disse que sua experiência em Belas Maldições trouxeram a experiência necessária para que ele encabeçasse a adaptação de Sandman, afirmando que hoje se sente à vontade para se envolver em questões como o planejamento de orçamentos e nas decisões estratégicas da temporada.

Neil Gaiman ainda revelou detalhes exclusivos, contando que no momento as filmagens estão paralisadas em decorrência da pandemia e que o episódio piloto já está em fase de produção.  Também disse que a primeira temporada de Sandman terá 10 episódios, sendo os três primeiros situados entre as décadas de 1910 e 1930.

Ao que tudo indica, a primeira temporada de Sandman adaptará o arco Prelúdios & Noturnos e mostrará como o personagem Sonho foi aprisionado por um mago que buscava dominar a morte. A sua estreia está prevista para algum momento de 2021.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com