Joaquin Phoenix arrebenta como Coringa em filme homônimo.

[#Joker] Coringa está sambando na cara da concorrencia. E agora?

Coringa está faturando horrores. Em apenas dois finais de semana o filme arrecadou praticamente dez vezes o que custou – com um orçamento de 55 milhões, o longa já soma US$ 543 milhões de bilheterias. Isto coloca Coringa pertinho das bilheterias totais de Logan (US$ 619 milhões), Deadpool (US$ 783 milhões) e Deadpool 2 (US$ 785 milhões), os mais recentes – e lucrativos – filmes baseados em quadrinhos para maiores de 18 anos.

Tendo segurado as arrecadações da estreia da animação de Família Addams e outros filmes como Projeto Gemini, Coringa ainda deve arrecadar mais um bom dinheiro nas próximas semanas. Segundo o especialista Gitesh Pandya, do site Box Office Guru, o timing para a estreia de Coringa foi muito bom. Garantindo ele pelas próximas semanas com mais algumas peças de marketing e o puro boca a boca, a Warner Bros. pode estar seu perto de seu próximo bilhão. A pergunta que fica é: o que ela fará a partir disso?

É sabido que o longa do Palhaço do Crime faz parte de uma iniciativa nova, exclusiva para filmes de público mais seleto e que não almejam se tornarem franquias. Logo, é de se duvidar que Coringa tenha uma sequência. Joaquin Phoenix e Todd Phillips até confirmaram que houve conversas nesse sentido para o caso do longa faturar bastante.

Pôster de Coringa, exaltando o filme com recortes jornalísticos.
Pôster de Coringa, exaltando o filme com recortes jornalísticos.

Entretanto, até que se anuncie algo oficialmente, o que podemos dizer é que esta “DC Black”, como estão chamando, gere outros filmes, com outros personagens e outras abordagens. Pelo menos é esta a promessa. Então nos deparamos com outro questionamento: que tipos de filmes a Warner poderia fazer com propriedades DC para públicos diferenciados? Bem, sendo bem honesto… qualquer tipo.

Dificilmente eles farão isso, mas nada – a não ser eles mesmos – impede que haja investimento em um sci-fi com Adam Strange ou um outro thriller psicológico envolvendo, por exemplo, o Charada. Aliás, vilões do Batman estão entre os que mais cabem neste tipo de proposta, mas depender exclusivamente dele deixará o público do cinema tao alienado quanto o de quadrinhos, que nos últimos se vê envolvido com histórias do Batman até quando não quer.

O Gavião Negro de Bryan Hitch.
O Gavião Negro de Bryan Hitch.

Nos últimos anos tornou-se difícil pedir isso, mas o que esperamos é todo este sucesso faça a Warner pensar. Personagens como Arqueiro Verde, Questão, Mulher-Gato, Zatanna, Vixen, Lois Lane (por que não?) e Exterminador dariam filmes muito bons, fossem eles investigativos, aventureiros ou super-heroicos. Utilizar personagens menores ou inesperados geram um tipo diferente de expectativa do público, podendo surpreendê-los positivamente com a proposta correta para aquele personagem. Imaginem só um filme mitológico sobre o Gavião Negro e a bagagem histórica que ele carrega?

Aqui deste lado, como público, só nos resta esperar. Tanto a maior parte da crítica como o dinheiro estão falando alto com a Warner, mostrando que propostas diferentes podem funcionar muito bem. Agora é com eles.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com