[#TerraZero10Anos] Quando os Super-Gêmeos foram para os quadrinhos

Após o anúncio de que os Super-Gêmeos terão seu primeiro quadrinho mensal na DC, nada melhor que relembrarmos um dos textos mais clássicos do Terra Zero! Neste texto exploramos todas as aparições de Zan e Jayna nos quadrinhos e como elas aconteceram.

O Especial de 10 Anos do Terra Zero republicará alguns dos maiores textos já lançados aqui. Semanalmente, com a hashtag #TerraZero10Anos. Além disso, teremos um item no menu que redireciona para uma página com todas essas republicações. Não percam – e aproveitem para conhecer nossa história!


supergemeos-alex-rossO desenho animado Superamigos conseguiu alavancar uma quantidade de fãs de quadrinhos e super-heróis em geral como poucas vezes se viu no mercado do entretenimento. Uma das coisas mais interessantes dela é que, além dos clássicos heróis da DC Comics, a animação também trazia novos heróis ao melhor estilo Hanna Barbera, e é sobre dois deles que esse artigo trata: os Super-Gêmeos!

No desenho animado eles vieram à Terra do planeta Exxor, e passaram a ajudar a Liga da Justiça (conhecida como os Superamigos) em suas aventuras contra o mal (!!!). O que muita gente não sabe, é que os irmãos gêmeos Zan e Jayna entraram – e, em teoria, ainda permanecem – para o Universo DC regular nos anos 1990, numa revista que nunca saiu no Brasil.

extreme-justice-09-pg10Extreme Justice foi uma facção da Liga da Justiça da América que agia sob sua própria jurisdição e dificilmente se relacionava com a matriz. A equipe era liderada pelo Capitão Átomo e contava ainda com o Besouro Azul, Gladiador Dourado, Maxima e o Admirável – mais tarde juntaram-se à equipe o Nuclear (Ronnie Raymond) e Plastique. A revista era totalmente nos moldes Image em seus primeiros anos, ou seja, personagens de anatomia extremamente exagerada, muita porradaria e pouco conteúdo – o que foi uma pena, já que todos os personagens tinham grande potencial. Mas vamos nos focar na dupla.

Na versão de Extreme Justice vieram também de Exor (desta vez com um “x” só), um planeta no qual os irmãos eram líderes pacíficos. Iniciando uma busca por outras civilizações em outros planetas para possíveis parcerias culturais e comerciais, os irmãos acabam encontrando um povo que oferece tecnologia além do que eles jamais haviam imaginado para seu povo. Entretanto, acabam caindo numa cilada: esse povo queria transformá-los em escravos.

extreme-justice-15-pg02-03

Vale destacar que os poderes deles vêm dos Dez Elementos do Universo (hidrogênio, hélio, oxigênio, carbono, neon, ferro, nitrogênio, silício, magnésio e enxofre), ou seja, não existem apenas Zan e Jayna, mas dez seres conectados entre si. Tanto um como o outro são muito mais poderosos que no desenho animado, com Zan fazendo frente a um certo mutante de gelo de uma outra editora e sua irmã conseguindo se transformar em animais extremamente violentos. No fim das contas, todos os dez se tornam escravos, mas os irmãos conseguem escapar e chegam à Terra.

Um fato interessante é que isso tudo só é revelado 6 edições após a primeira aparição da dupla, mais exatamente em Extreme Justice #15. Zan e Jayna caem na Terra na edição #9 e, não sabendo se comunicar nas ínguas terrestres, eles são hostilizados por cidadãos comuns no meio do Arizona. A utilização de seus poderes, por pura defesa e auto-preservação, acaba chamando a atenção da Justiça Extrema – mas logo no começo da batalha o Besouro Azul acaba retirando uma parte de um cinturão de proteção de Zan, fazendo-o se teletransportar automaticamente de volta para o campo de escravidão. Jayna não quer deixá-lo sozinho e acaba indo por vontade própria até lá também. Os textos foram de Ivan Velez e a arte de Al Rio.

extreme-justice-09-cover extreme-justice-15-cover extreme-justice-17-cover

A ediçaõ #15 tem textos de Robert Washington III e arte de Tom Morgan, equipe que seguiu até o final do título. Nela vemos o monstro que escravizou os dez poderosos de Exor e, com a ajuda da Justiça Extrema, eles são salvos. Com isso, a dupla, após eliminar a possibilidade de voltar ao seu planeta, aceita entrar para a equipe dos heróis terrestres bem como aceitam a proposta para morarem em definitivo na Terra, já que a busca dos heróis também era pela paz. Vale destacar que os primeiros contatos entre terrestres e eles foram feitos através de Skeets, que conhecia a língua deles.

As edições de #16 a #18 mostram como os irmãos entraram para o grupo, aceitaram as primeiras missões e, principalmente, foram adquirindo a cultura da Terra de forma muito divertida e cômica. Mas já era tarde demais: Extreme Justice estava cancelada, com os dois heróis mal aparecendo direito em ação.

extreme-justice-17-pg04

Anos depois a revista Justiça Jovem (Young Justice) trouxe-os novamente, sob a batuta de Peter David, no arco em que o grupo juvenil enfrenta a Imperatriz (Empress). Entretanto, a participação deles é pífia, culminando no total abandono deles nas Hqs até hoje.

young-justice-49-pg20-21

O lado saudosista sempre torce para que um dia alguém saiba escrevê-los – algo me diz que James Robinson seria uma grande opção, por ser alguem preparado para lidar com personagens antigos e tratar bem de legado e história. Por outro lado, sendo um pouco mais frio e crítico em relação a isso, é difícil imaginá-los de forma séria. Quem sabe Keith Giffen os aproveita numa revista da Liga Internacional… =D

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com