[#Review] Dia das Bruxas: Scooby Apocalipse Volume 1

Não importa o quanto Scooby e seus amigos estejam em apuros; suas aventuras estão sempre aí, para alegrar fãs de todas as gerações. O desenho animado surgido nos anos 1960 pelos estúdios Hanna-Barbera, saiu dessa mídia. Virou quadrinhos e até filme live action, com nomes como Freddie Prinze Jr. e Sarah Michelle Gellar no elenco. Isso sem contar os crossovers com outros personagens – como com o Batman, por exemplo. Contudo, uma releitura – nesse nível – era inédita.

Scooby Apocalipse chega com uma bagagem imensa, formada por expectativa, ineditismo e, claro, muito risco. Apesar de fazer todo sentido colocar Scooby-Doo, Fred, Daphne, Velma e Salsicha contra monstros de verdade em um apocalipse real, ninguém podia prever o que sairia nessa história. Passada a expectativa e o lançamento do primeiro volume encadernado no Brasil, não é que ela deu certo?

Capa de Scooby Apocalipse - Volume 1 por Jim Lee, Scott Williams e Alex Sinclair.
Capa de Scooby Apocalipse – Volume 1 por Jim Lee, Scott Williams e Alex Sinclair.

O quadrinho sai desde 2016 nos Estados Unidos e só começou a chegar aqui em maio deste ano. Houve, inclusive, uma falha na distribuição desse material da Hanna-Barbera em alguns lugares. A própria capital paulista, que costuma receber os materiais em dia, viu suas bancas ficarem sem as publicações deste selo. Volumes de Future Quest, Scooby Apocalipse e Flintstones foram adquiridos por muita gente em megastores ou online.

Isso dito, vamos ao que interessa.

Os veteranos Keith Giffen e JM DeMatteis abraçaram a difícil tarefa de fazer uma releitura completa dos amados personagens e se deram muito bem. Alguns traços das personalidades deles foram mudados para favorecer a história, mas sem perder suas características. Salsicha é um hipster que cuida de cachorros; Velma é uma experiente cientista, responsável por um projeto supersecreto; Daphne e Fred comandam um programa jornalístico meio trash, que busca notícias sobrenaturais. No decorrer da aventura, cada personagem questiona seu papel no mundo que está se formando, com humor e naturalidade.

Scooby é uma atração à parte sempre que aparece. Os autores acertaram muito em sua caracterização. Explicando, ele é um “smartdog”, parte dos experimentos em que Velma trabalha. Ele consegue falar algumas palavras e frases simples, comunicando-se também com emoticons flutuantes, após um óculos tecnológico ser implantado nele por Salsicha. Outros smartdogs estão pela história, com destaque para um certo pentelhinho que os fãs do desenho conhecem muito bem.

Apesar desses pontos positivos, a narrativa fere um pouco a proposta do trio criativo. Algumas gags pelas quais Giffen e DeMatteis ficaram famosos nos anos 1980 com a Liga da Justiça Internacional, não funcionam mais. Infelizmente, eles fazem uso desses recursos de forma excessiva, às vezes até inapropriada, tornando alguns diálogos maçantes e desnecessários. Por outro lado, o setting é bacana, trazendo pouco apelo nostálgico e muita novidade. Não se engane: não é apenas uma mistura de Scooby-Doo com The Walking Dead; é o surgimento de um apocalipse tecnológico com repercussões inimagináveis. A sacada da dupla de roteiristas, que misturou a atual paranoia digital com um tema que nunca fica velho na cultura pop (zumbis) foi muita acertada.

Por fim, vale dizer que Howard Porter detona na arte. Ele é um monstro no que faz e de longe foi a escolha mais acertada para desenhar a estreia desta revista.

Leitura mais que recomendada, principalmente para um dia como hoje.


Sinopse/Ficha Técnica:
Título: Scooby Apocalipse – Volume 1
Roteiro: Keith Giffen e JM DeMatteis
Arte: Howard Porter (e outros)
Páginas: 176
Publicação: Panini (Maio de 2018)
Idioma: Português
Preço de Capa (cartonada): R$ 26,90

“Fred. Daphne. Velma. Salsicha. Scooby-Doo. Perambulando pelo mundo em sua característica van verde, a Máquina Mistério, eles resolveram incontáveis crimes e desmascararam suspeitosas atividades sobrenaturais. Mas e se as criaturas horripilantes fossem de verdade? Algo terrível modificou nosso mundo e transformou milhões de pessoas em uma horda de monstros. E apenas cinco pessoas – na verdade, quatro pessoas e cão sarnento – têm o conhecimento, a habilidade e a coragem insana para encarar o fim do mundo. Será que essas crianças enxeridas e sua companhia canina – usando todas as engenhocas incríveis que possuem – conseguirão defender a praga que ameaça o planeta Terra? Só temos uma coisa para dizer sobre isso: CACILDA! Das mentes brilhantes dos quadrinhos JIM LEE e a equipe criativa renomada de KEITH GIFFEN (JUSTICE LEAGUE 3001), J.M. DeMATTEIS (JUSTICE LEAGUE DARK) e HOWARD PORTER (JLA) surge SCOOBY APOCALIPSE, uma nova perspectiva nos mais queridos investigadores de coisas sobrenaturais da história. Prepare-se para um novo Scooby-Doo! Este volume de 176 páginas reúne SCOOBY APOCALYPSE 1 a 6. (SCOOBY APOCALYPSE 1-6)”

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com