[#Superman80Anos] História sobre holocausto não citava “judeus”?

Este artigo integra o Superespecial Superman 80 Anos, que fará parte do site até dezembro deste ano. Acompanhem todos os artigos deste especial clicando aqui! Ela foi originalmente publicada em 2013, para o especial do filme Homem de Aço, mas, dado os tempos em que vivemos, não poderia passar em branco neste momento.


Lenda Urbana: História sobre holocausto não citava “judeus” nem “alemães”?
Situação: Verdadeiro

Agora não tem mais volta: durante as próximas semanas será impossível não falar do Superman na maioria dos posts do site. Como parte da Maratona Homem de Aço, esta lenda urbana vem lá do começo do blog Robot6, quando o jornalista Brian Cronin ainda estava começando a pesquisar sobre estas curiosidades da indústria dos quadrinhos.

superman-vs-hitler

Em 1998, quando o Superman completava 60 anos de sua criação, a DC tentou uma ideia bastante curiosa. Cada revista mensal retrataria um era do personagem. Action Comics mostraria o personagem dos anos 1970, por exemplo, enquanto Adventures of Superman mostraria nos anos 1960. A mais interessantes delas, no entanto, era a retratação de Man of Steel, que contaria a história “E se… o Superman estivesse no Holocausto?“. Todavia, algo curioso aconteceu neste conto: apesar de falar de um pedaço da história da humanidade (a Segunda Guerra Mundial), ele não mencionava algumas das palavras chave do evento: “judeus”, “alemães” ou “católicos”.

O editor Joey Cavalieri afirmou que baniu estas palavras da história para evitar que leitores mais jovens as associassem de forma errada. “Eu ficaria de coração partido se alguma criança entendesse errado os significados destes termos”, disse.

Jenette Kahn, então presidente da DC, contou à Associated Press que Cavalieri “ficou preocupado que as crianças pudessem absorver aquilo de forma muito estereotipada, repetindo as palavras como se fossem apelidos ruins.” Então, através da arte, os criadores da história tentaram fazer com que os personagens parecessem alemães e judeus.

O líder da organização Jewish Defamation League aceitou a desculpa da DC neste sentido, mas afirmou que “a intenção era boa, mas a execução não foi tão boa assim. Às vezes acaba-se ofendendo justamente ao tentar não ofender”.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com