[#Superman80Anos] Qual Lanterna Verde deveria estar protegendo Krypton da explosão?

[Nota: Este artigo integra o Superespecial Superman 80 Anos, que fará parte do site até dezembro deste ano. Acompanhem todos os artigos deste especial clicando aqui!]


Esta é uma questão relevante, não é mesmo? Se os Lanternas Verdes protegem setores do Universo de ameaças e tragédias, quem estava lá quando Krypton estava prestes a explodir?

Responsável pelo planeta natal do Superman estava ninguém mais que Tomar-Re. Na cronologia pré-Crise, ele foi o primeiro parceiro de Tropa com quem Hal Jordan se encontrou após virar Lanterna. Isso aconteceu em Green Lantern #6. Ou seja, foi na saudosa Era de Prata dos quadrinhos.

Naquela época, uma nova leva de quadrinhos e artistas estava surgindo. Com ela vieram os pilares da Era de Prata na DC: Lanterna Verde (Hal Jordan), Flash (Barry Allen) e Caçador de Marte. Portanto, algo novo era cimentado mês a mês na história da DC. Contudo, só na transição dos anos 1960 para os 1970 que as coisas mudaram de verdade. Por quê?

Capa de Green Lantern #6, mostrando o surgimento de Tomar-Re, que poderia ter salvado Krypton. Arte de Gil Kane e Joe Giella.
Capa de Green Lantern #6, mostrando o surgimento de Tomar-Re, que poderia ter salvado Krypton. Arte de Gil Kane e Joe Giella.

Porque foi nessa época que os novos talentos surgidos eram fãs das gerações anteriores. Pela primeira vez se tinha fãs de quadrinhos fazendo quadrinhos! Logo, não demorou para que alguém quisesse responder essa pergunta: quem estava protegendo Krypton na época do desastre?

Mais uma vez o lendário autor Elliot S! Maggin veio ao resgate. Ele era da geração de fãs que tinham virado profissionais. Queria responder essa pergunta há muito tempo. Aliás, essa é uma característica dos fãs que se tornaram escritores: explicar buracos cronológicas. Geoff Johns fez fama assim. Maggin não era diferente. E veio antes.

Sendo assim, o autor fez uma história em Superman #257 com apoio de Neal Adams, Dick Dillin e Dick Giordano. Nela descobrimos que Tomar estava quase aposentando quando os Guardiões pensaram em lhe dar uma chance de compensação pelo seu maior arrependimento como Lanterna Verde.

Descobrimos então que eles estavam de olho em um certo Kal-El. O objetivo era esperá-lo crescer para se tornar uma liderança na tropa esmeralda. Em seguida, contudo, notaram que Krypton estava lidando com problemas sérios. Tomar-Re foi incumbido de tentar resolver aquilo – às escondidas, pois kryptonianos odiavam qualquer tipo de ajuda externa.

Infelizmente, quando o dia fatídico chegou, Tomar-Re não foi capaz de usar o elemento que descobriu ser capaz de impedir a explosão…

Os Guardiões explicaram a Tomar o que aconteceu com o bebê. Ele cresceu e se tornou um Salvador! Portanto, o traumatizado Lanterna Verde poderia ficar em paz. No Brasil essa história saiu uma única vez: em Batman (3ª série) nº 85, de 1976, da editora Ebal.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com