Batman #50: Casamento, a cena final e a reviravolta da HQ

Cuidado: este artigo contém spoilers sobre Batman #50, lançada hoje nos Estados Unidos com o desfecho do casamento entre Batman e Mulher-Gato.

Batman e Mulher-Gato experimentam suas roupas em arte de Mikel Janín.
Batman e Mulher-Gato experimentam suas roupas em arte de Mikel Janín.

Não aconteceu. Fãs esperaram meses pela união entre Batman e Mulher-Gato, algo que no passado já fez parte da cronologia da DC em uma Terra paralela, mas ele não foi consumado. Isso confirmou os spoilers divulgados pelo jornal New York Times no último final de semana.

Mas por que a união não aconteceu? E o que virá a seguir, agora que a tão falada “chocante e última página” da HQ foi revelada?

Primeiramente deve-se explicar por que o casamento foi cancelado.

Bruce e Selina organizaram-se para casar em uma cobertura. Ao amanhecer, contudo, quando a hora está chegando, ela desiste do matrimônio, deixando Bruce Wayne para trás – e solteiro. O que a levou a essa decisão envolve ninguém menos que Holly Robinson. Buscando uma forma de se sentir mais confortável com o grande passo que estava dando, Selina, no carro com Holly a caminho da celebração, abre suas dúvidas para a amiga: “Sou uma heroína?”. “Você não tem que ser?”, responde Holly, já sabendo que tipo de atitude a amiga tomaria. E tomou mesmo. Selina desistiu do casamento para continuar em seu novo caminho, que veremos na nova revista mensal Catwoman.

Arte de Batman #50 por Mikel Janin.
Arte de Batman #50 por Mikel Janin.
Arte de Batman #50 por Mikel Janin.

Pode parecer simples, mas não é. As dúvidas de Selina refletem sua humanidade e temas recorrentes em toda a passagem do escritor Tom King pela revista do Batman até agora – principalmente o de que não pode haver, ao mesmo tempo, um Bruce Wayne feliz e um Batman determinado e focado em sua missão. Isso foi visto desde o início do Renascimento da DC, com aliados do Morcego questionando até quando ele levaria essa vida – um questionamento feito de forma parecida pelo escritor Grant Morrison, quando ele escrevia esse mesmo título na década passada – e até vislumbres de realidades paralelas em que Bruce Wayne era feliz por não ter se tornado o Batman.

Contudo, o que mais chamou atenção na revista foi a página final. O encontro entre Holly Robinson e o vilão por trás de tudo que aconteceu nos últimos dois anos de cronologia do Batman: Bane!

A arte mais chocante de Batman #50, por Mikel Janin.
A arte mais chocante de Batman #50, por Mikel Janin.

Sim, esta é Holly Robinson dando satisfações a Bane. O cancelamento do casamento – e tudo que aconteceu na revista do Morcego desde o início até Batman #50 – foi planejado por ele, com o objetivo de quebrar o Batman. Se fisicamente Bane não conseguiu, foi psicologicamente. Utilizando todos os recursos à sua disposição: Pirata Psíquico, Charada & Coringa, jogos mentais perpetrados por Holly, o Batman de Flashpoint… Tudo para que culminasse em Bruce Wayne pulando de um prédio após ser rejeitado por sua amada.

Isso obviamente gera uma série de questionamentos, que podem ou não ser respondidos por King a partir de agora:

  • Coringa e Charada criaram uma guerra apenas para favorecer Bane? Estava tudo bem entre os dois o tempo todo?
  • Sempre foi intenção do Bane deixar o Pirata Psíquico ser “resgatado” por Batman e Mulher-Gato?
  • O surgimento de Gotham e Gotham Girl foi manipulado por ele, assim como as consequências para os dois?
  • Como o Batman de Flashpoint foi colocado nisso?
  • O que diabos Skeets está fazendo ali e como Bane o conseguiu?

Dentre outras…

Seja como for, Tom King tem um planejamento para até 100 edições de Batman. É bem provável que Bruce e Selina se casem em algum momento. Por enquanto resta saber o que Bane fará a partir agora.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com