Overlook: Bar tem mural esquecido e histórico de quadrinistas

Já imaginou se houvesse um mural como o teto da Capela Sistina só com artes de quadrinistas? Ele existe no Overlook. Há anos. Mas passa despercebido da esmagadora maioria das pessoas há quase tanto tempo quanto existe. Redescoberto pelo New York Times em uma matéria especial no último final de semana, o mural está em neste bar esportivo no centro de Manhattan, com artes figurando coisas como Fred Flintstone, lendas da Revista Mad e Recruta Zero.

A matéria do jornal americano foi pesquisar sobre o mural no bar, uma antiga construção da cidade que já enfrentou até demolições, e continua frequentado por clientes de todos os tipos para assistirem a programas de TV ou jogos esportivos. Algumas destas pessoas, ao entrarem no Overlook, percebem o mural com dezenas de desenhos de algumas das criações mais clássicas da cultura dos Estados Unidos.

Um verdadeiro tesouro do país e da cidade de Nova York, o mural está afundado nas milhares de atrações que existem na maior cidade do mundo. Feito nos anos 1970, ele foi esquecido com o passar dos anos, recuperado apenas agora, na matéria especial do NY Times encabeçada pelo repórter Alex Vadukul.

Foto do mural do Overlook por Adrienne Grunwald, para o New York Times.
Foto do mural do Overlook por Adrienne Grunwald, para o New York Times.

O mural possui diversos desenhos históricos, como: Homem-Aranha de Gil Kane; Recruta Zero de Mort Walker; Dondi de Irwin Haser; Hagar por Dik Browne; uma gag de Sérgio Aragonés; um autorretrato de Al Jaffee; e muitas outras coisas. Jaffee, que está com 97 anos hoje e foi criador de gags históricas da Mad, foi contatado pelo jornal e ficou surpreso ao saber que o mural ainda existia. “Estou curioso para saber quantos de nós que trabalhamos nele [o mural] ainda estão por aí. Pude ter a honra de desenhá-lo ao lado dos meus heróis”, afirmou ao periódico.

Mark Evangelista, um dos proprietários do Overlook, disse que tentou atrair atenção para o mural algumas vezes, mas nunca obteve frutos destas iniciativas. “Ninguém se importa”, desabafou. “Tentei alertar organizações nacionais de cartum e outros grupos sobre isso, mas ninguém se interessa. O bar poderia ser uma espécie de McSorley’s se mais gente soubesse. É uma parte da história de Nova York”.

Se você tiver a chance de conferir o Overlook pessoalmente, confira detalhes e o menu do bar no site oficial deles. E não deixe de conferir a matéria completa sobre a história do bar e de sua arte esquecida na página do NY Times.