Por onde andava o Quarteto Fantástico?

Esta semana, a Marvel surpreendeu leitores e mídia especializada com o anúncio do retorno da sua primeira família aos quadrinhos pelas mãos do autor Dan Slott e da ilustradora Sara Pichelli. A notícia do retorno do Quarteto Fantástico foi celebrada por fãs de quadrinhos do mundo inteiro; afinal lá se vão quase três anos sem um título da equipe na Marvel.

Aqui fizemos uma breve recapitulação dos últimos acontecimentos envolvendo o Quarteto Fantástico para situar o leitor que se prepara para o retorno de um dos quadrinhos mais queridos da Marvel.

Antes do fim, a renumeração…

Muito antes de vários títulos da Marvel reverterem para sua numeração original como parte da iniciativa editorial Marvel Legacy, o último volume de Quarteto Fantástico escrito por James Robinson e ilustrado por Leonard Kirk teve sua numeração revertida para a original. Na época, o que seria a décima quinta edição de Fantastic Four se tornou a edição de número 642 da revista. A edição iniciava o arco “The end is Fourever” que culminaria no final do título na edição 645 e o fim da passagem de Robinson pela revista.

A última cena com a primeira família da Marvel em uma publicação própria em Fantastic Four #645. Arte: Leonard Kirk.

Apesar de ter escrito histórias que davam pistas de uma dissolução da equipe, (com o Coisa sendo preso por assassinato, Johnny Storm perdendo seus poderes, as crianças da Fundação Futuro sendo levadas em custódia pela SHIELD), o arco de Robinson termina ainda com a equipe reunida, com seus poderes restabelecidos e de volta ao uniforme azul (na época o time usava um uniforme vermelho e preto).

O fim… mesmo

A dissolução do Quarteto Fantástico no antigo universo 616 ocorre de fato nos eventos que precederam a última saga que de fato destruiu e recriou todo o multiverso (agora chamado de omniverso) da Marvel: as Guerras Secretas. O último arco de Jonathan Hickman nos quadrinhos dos Vingadores em 2015 (na época Avengers e New Avengers) chamado Time Runs Out avançava oito meses no futuro da cronologia da editora. Nesta ocasião, os Illuminati liderados por Reed Richards, ainda buscavam sem sucesso uma resolução para as incurssões multiversais que estavam destruindo todas as realidades da Marvel.

Sue Richards interroga Amadeus Cho sobre o paradeiro de Reed e dos Illuminati em Time runs out. Arte: Jim Cheung.

Apelando para métodos extremos (principalmente por conta de Namor) que incluíam destruir outras Terras, utilizar as jóias do infinito e o cubo cósmico e até apelar para os Celestiais; os Illuminati acabam chamando a atenção dos Vingadores e da própria SHIELD. Com isso começa uma caçada ao grupo liderado por Reed, o que ocasiona uma parcial dissolução do Quarteto. Na época Sue Storm se reúne aos Vingadores e é recrutada como agente da SHIELD ajudando nesta caçada por seu marido. Na verdade, Sue se infiltrou em ambas as equipes para dar tempo a Reed e aos Illuminati para chegar a alguma resolução para as incursões. Ao final de Time Runs Out, Vingadores, SHIELD e Illuminati entram em acordo para tentar salvar a Terra 616 da iminente catástrofe que está muito próxima e resolvem agir juntos. O que nos leva a…

Morte e renascimento no Mundo de Batalha

Já que fica claro para todos a impotência de qualquer ser do universo Marvel em evitar a destruição do multiverso pelas incurssões, os heróis da Terra 616 concentram esforços em proteger a população até o final dos tempos além de construir balsas multiversais que possam abrigar o máximo de pessoas possíveis da chegada do fim. Reed e Valéria Richards controem um grande número destas balsas e tentam salvar muitas pessoas neste último esforço.

A última das incursões ocorre justamente entre os dois universos mais importantes do Multiverso da Marvel naquele momento: a Terra-616 e a Terra-1610 (lar de Miles Morales, e os Supremos, também conhecido como Universo Ultimate). A balsa de Reed e sua família é pega no ponto central da fusão entre os dois universos e seu casco não resiste, sofrendo um ruptura e aparentemente matando todos os seus passageiros. Na verdade a ruptura na balsa (que era pilotada por Reed e pelo Pantera Negra) separou Sue, Ben Grimm e a maioria dos jovens da Fundação Futuro dos pilotos, Sue ainda consegue proteger a todos temporariamente com seu campo de força invisível, mas o fim é inevitável.

A destruição da balsa multiversal e a separação de Reed e Sue antes das Guerras Secretas. Arte: Esad Ribic.

Após a destruição do Multiverso a enfraquecida balsa multiversal de Reed Richards chega a seu destino… Os restos de um universo, algo chamado de o Mundo de Batalha. O mundo de batalha é um amontoado de realidades costurado como uma colcha de retalhos por seu rei, deus e soberano: Victor Von Doom. Com o poder obtido dos seres conhecidos como Beyonders (em teoria criadores da existência na Marvel) e escravizando o Homem Molecular a sua vontade, o Doutor Destino cria o mundo de batalha como seu reino. Nesta oportunidade Destino torna Sue Richards sua esposa e Franklin e Valéria Richards seus filhos. Governando com mão de ferro e o poder de um deus em um sistema feudal, Destino impõe sua vontade a grande maioria dos territórios do mundo de batalha através de seus impiedosos barões – vilões do universo Marvel como Apocalipse, o Maestro e o Senhor Sinistro.

É nesta realidade que Reed e alguns outros heróis sobreviventes como os Homens-Aranha (Peter Parker e Miles Morales) despertam cinco anos após os eventos da Crise Multiversal da Marvel. Ao mesmo tempo, uma outra balsa contendo o Reed Richards da Terra-616 (também conhecido como Criador) e o grupo de vilões conhecido como a Cabala, chega ao Mundo de Batalha. O cenário está posto para o início das Guerras Secretas, evento que ao seu final reformula e recria o omniverso da editora como ele é até hoje.

Senhor Fantástico enfrenta o Doutor Destino pelo futuro do Multiverso em Guerras Secretas. Arte: Esad Ribic.

Assim ao curso desta saga, os heróis da editora que sobreviveram a esta catástrofe se organizam e com a ajuda de alguns habitantes rebeldes do Mundo de Batalha e de um improvável Homem Molecular desafiam a tirania do regime do deus Destino. Ao final das Guerras Secretas, em uma batalha furiosa, Destino e o Senhor Fantástico lavam muita “roupa suja” e admitindo que Reed teria feito algo melhor com o poder dos Beyonders, Destino é derrotado. O Homem Molecular, principal fonte de poder de Destino nesta realidade, dá seus poderes a Reed, destruindo o Mundo de Batalha no processo. Com o poder de um deus, o conhecimento e inventividade de sua família, Reed começa a reconstruir todo o novo omniverso da Marvel, começando com a Terra 616.

Meio Quarteto Fantástico

Após as Guerras Secretas, o Quarteto Fantástico nunca existiu de fato. Reed, Sue e as crianças tem paradeiro desconhecido e supostamente estão reconstruindo o onminverso ainda desde 2015. Neste ínterim, Johnny Storm age como embaixador na raça dos Inumanos por um tempo (tendo até um caso com a Rainha Medusa) e também como membro do time unificado de Vingadores e mutantes liderado por Vampira. Ben Grimm, por sua ve,z parte para as estrelas com os Guardiões da Galáxia por um tempo.

A tríade fantástica explora o Multiverso Marvel em Marvel Two-in-One. Arte: Valerio Schiti.

O edifício Baxter é comprado pelo Homem-Aranha com o dinheiro de suas indústrias Parker e fica sob custódia de Peter por um breve período, servindo até como eventual quartel-general dos Vingadores. Após a falência do Aranha e a dissolução das Indústrias Parker, o prédio é novamente posto a venda. Nesta época, Ben e Johnny se reúnem. Atualmente os dois, acompanhados pela cientista Rachna Koul, partem em exploração do Multiverso através do artefato chamado Multisect, deixado como herança por Reed Richards.


Independente dos motivos editoriais para este retorno do Quarteto Fantástico, Dan Slott tem muitas pontas soltas deixadas pelos acontecimentos acima relatados. Além disso existe toda uma parte do novo omniverso da Marvel que intencionalmente ainda não foi explorada com mais profundidade por nenhum autor desde o final das Guerras Secretas. Portanto o novo volume de Quarteto Fantástico aterrissa em terreno extremamente fértil e múltiplas possibilidades para esta nova equipe criativa.

E você, Zeronauta, qual a expectativa para o novo quadrinho do Quarteto? Deixe seu comentário abaixo.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com