[Review] A incrível estreia de The Terrifics, nova HQ da DC

The Terrifics começou a sair ontem nos EUA. Como o ideal é tirar as coisas ruins do caminho logo de cara para que as boas estejam sob os holofotes, que fique claro que a nova investida da DC em personagens e propostas diferenciadas tem sua dose de clichês e demanda uma alta suspensão de descrença. Mesmo assim o título é um dos mais interessantes lançados pela editora nos últimos anos.

Com uma equipe estelar (Jeff Lemire, Ivan Reis, Joe Prado e Marcelo Maiolo), o novo título mensal reúne os personagens Sr. Incrível, Metamorfo, Homem-Borracha e Etérea em uma aventura multiversal gerada diretamente dos eventos da saga Metal, que está há quase um ano em vigor no Universo DC, comandada por Scott Snyder e Greg Capullo.

E não há segredo aqui: a história da primeira edição revolve a solução de mistérios cósmicos que chamam a atenção de Michael Holt (o Sr. Incrível) e os levam diretamente aos laboratórios de Simon Stagg, figura mais que conhecida das histórias do Metamorfo.

Capa de The Terrifics #1, por Ivan Reis, Joe Prado e Marcelo Maiolo.
Capa de The Terrifics #1, por Ivan Reis, Joe Prado e Marcelo Maiolo.

As coisas legais começam a acontecer desde cedo na revista, com os personagens conversando entre eles de forma muito natural. Lemire escreve um roteiro tão bom que nos faz acreditar que este quarteto já trabalha junto há muito tempo, o que obviamente não é o caso. Destacando algumas características mais empáticas deles, o autor canadense nos convence logo de cara que seu time de personagens merece toda nossa atenção, especialmente ao descobrirem um segredo sobre um certo Tom Strong ao navegarem pelo multiverso sombrio…

Pode-se dizer sem medo que a DC está publicando sua versão do Quarteto Fantástico. Qualquer semelhança do Dark Multiverse com a Zona Negativa não é mera coincidência. The Terrifics é formada por quatro membros que se aventuram em histórias de ficção científica assim como suas contrapartes da Marvel. Todavia, cada um desses quatro membros possui natureza e personalidade diferentes o suficiente para fazer desta “versão do Quarteto” algo único. Portanto, a editora está sim preenchendo o buraco quase criminoso deixado pela Marvel graças à ausência de publicações de sua primeira família nos quadrinhos nos últimos anos, e o fez com propriedade.

Apesar da proposta e da execução do roteiro serem muito boas, o destaque vai para a arte. Parte da proposta por esta iniciativa mais diversificada da DC, intitulada Dark Matter, é dar espaço aos desenhistas para que também coescrevam as histórias. E Reis saiu-se muito bem trabalhando em conjunto com Lemire, principalmente por sair da zona de conforto em sua arte. Há anos o brasileiro não trazia novidades para seu traço, mas em The Terrifics dá para ver que houve uma evolução natural de seu estilo e um esmero maior para dar identidade visual singular à revista. O esforço gerou ótimos frutos, com páginas de encher os olhos.

The Terrifics teve um início muito bom, fazendo jus ao título que carrega. Que as próximas edições continuem assim.


Sinopse/Ficha Técnica:
Título: The Terrifics #1
Roteiro: Jeff Lemire
Arte: Ivan Reis e Joe Prado
Cores: Marcelo Maiolo
Páginas: 32
Publicação: DC (Fevereiro de 2018)
Idioma: Inglês
Preço de Capa: US$ 2,99

Juntados pelo destino, unidos pelo espírito de exploração e pela esperança para o futuro, The Terrifics estão ligados ao Dark Multiverse de Metal! Quando o Sr. Incrível, Metamorfo, Homem-Borracha e Etérea se unem por um trágico acidente, nossa equipe de aliados improváveis deve confiar um no outro para voltar para casa. Mas uma revelação surpreendente em sua viagem de volta traz-lhes cara a cara com um novo mistério: onde no universo está Tom Strong?