[# CCXP2017] Os Destaques do Artists Alley, segundo o Terra Zero

O Artist Alley, também conhecido como o beco dos artistas, é um dos locais mais legais de se visitar na CCXP2017. O local mais plural de todo evento, onde temos diversos ilustradores e roteiristas expondo seus trabalhos e vendendo seus trabalhos autorais.

O Terra Zero fez uma pequena lista de artistas para vocês visitarem as mesas do Artist Alley durante o evento. Confira abaixo:

Camilo Solano

Natural São Manuel, no interior de São Paulo. Sua primeira HQ independente, Inspiração – Deixa entrar Sol nesse porão foi seu trabalho de conclusão de curso que lhe garantiu duas indicações ao 26º Troféu HQMix como “Novo Talento Roteirista” e “Novo Talento Desenhista”. Desde então, lançou Onde eu tavo? em 2013 e Captar ao lado de Thobias Daneluz em 2014, que também foi indicada no 27º Troféu HQMix. Em 2015, lançou o álbum independente Desengano, cujo prefácio foi escrito pelo principal nome do quadrinho underground americano, Robert Crumb. Em 2016, lançou Solzinho e, ao lado do irmão Aldo Solano, lançou Badida. Sua obra procura fazer transparecer as tragicômicas situações do cotidiano de pessoas comuns, que é também o seu universo, conjuntamente à sua necessidade de fazer interagir a música à produção em quadrinhos. A inspiração de Semilunar, publicado pela Balão Editorial, seu debute sendo lançado por uma editora.

Destaques: os gibis Badida, Semilunar e Solzinho

Localização: mesa E43

Pablo Casado e Talles Rodrigues

Casado é natural de Maceió, Alagoas, é coautor e roteirista da série Mayara e Annabelle e coroteirista da HQ Sabor Brasilis.

Rodrigues é Cearense, fortalezense e virginiano. Ilustrador, quadrinista etc. Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Ceará, já produziu as obras “Cortabundas – o maníaco do José Walter”, “Clube dos Monstros dos Bairros distantes”, “7 hábitos dos assassinos altamente eficazes” a Web Comic “Barafunda” e a indicada ao troféu HQ Mix de 2015, “Mayara & Annabelle”. Participa dos coletivos “Organização Fictícia” e “Netuno Press”.

Destaques: Os quatro volumes de Mayara e Annabelle, Cortabundas e Sabor Brasilis.

Localização: mesa H30

2 Minds (Luiza McAllister e Thiago Lehmann)

Luiza McAllister e Thiago Lehmann fundaram o estúdio 2Minds,  são ilustradores e trabalham com concept art e jogos  digitais. Este ano lançaram o volume único do quadrinho Plumba que foi financiado com sucesso no Catarse e disponibilizaram produtos exclusivos para a CCXP.

Destaque: Plumba e prints

Localização: mesa D36

Bianca Pinheiro

Quadrinista e ilustradora e mora em Curitiba. Seus trabalhos mais conhecidos são a série Bear, Mônica – Força e Dora. Está lançando este ano na CCXP a HQ independente Alho-Poró, pelo selo do estúdio La Gougoutte.

Destaques:  os quadrinhos Alho-Poró, Dora e Bear

Localização: mesa H44

Cadu Simões

Simões é historiador por formação e roteirista por insistência. Sua primeira história em quadrinhos criada foi o Homem-Grilo, uma paródia ao universo dos super-heróis. Sua outra principal obra é Nova Hélade, uma HQ que revisita a mitologia grega em um cenário cyberpunk. Também escreve roteiros para o Sideralman e o Demetrius Dante, ambos personagens criados por Will. Foi premiado em 2008 com o Troféu HQ Mix na categoria de Roteirista Revelação. Em 2016 lançou a revista Cosmogonias, uma antologia de algumas de suas HQs curtas. Sua última HQ é Acelera SP, uma ficção distópica ambientada numa São Paulo cyberpunk. É integrante do coletivo de quadrinistas Petisco, que tem como entre suas atividades a publicação periódica de quadrinhos na Internet para leitura online e gratuita.

Destaques: HQ Nova Hélade e Cosmogonias

Localização: C01

Cristina Eiko e Paulo Crumbim

Eiko é viciada em quadrinhos, participou de um fanzine com amigos, fez tirinhas de dor-de-cotovelo e hoje em dia desenha o “Quadrinhos A2”, que criou com Paulo Crumbim em 2010 e até agora conta 5 volumes. Igualmente junto com Paulo, fez “Penadinho – Vida”, uma das Graphics MSP, em 2015. Em 2017, lançou seu primeiro quadrinho “solo”, “Culpa”, da coleção Ugritos (Ugra Press).

Crumbim criou “Quadrinhos A2” em 2010 junto com Cristina Eiko, que atualmente conta hoje com 5 volumes. Em 2015, junto com a Eiko, produziu “Penadinho – Vida” (Graphics MSP). Também é autor de “Gnut”, uma HQ online e impressa, em que cada criatura alienígena tem a sua própria língua.

Destaques: Culpa, Quadrinhos A2, GNUT e CAMBRIA TERRENO .EXE

Localização: A44

Davi Calil

Criador da webcomic Kung Fu Ganja , série publicada ao longo do ano e que terá o lançamento do seu primeiro volume impresso na CCXP 2017. Calil também é um dos fundadores do coletivo Dead Hamster, selo independente por onde publica a maior parte dos seus trabalhos. A hq muda SURUBOTRON e os artbooks PIntura Relâmpago I e II (compilação de pinturas em aquarela, guache e óleo) também estarão a venda no evento. Calil também é autor da hq Uma Noite em L´Enfer e coautor de Quaisqualigundum, que teve roteiro de Roger Cruz

Destaques: os quadrinhos Kung Fu Ganja, Noite em L´Enfer e Quaisqualigundum

Localização: B15

Denis Mello

Destaque da cena carioca de HQs, surgiu no circuito indie em 2010 com uma HQ sobre o conflito Palestina/Israel, e partir daí continuou sua produção underground, pariticpando frequentemente das principais convenções do Brasil, como a própria CCXP, a Game XP e o FIQ. A partir de 2012 com a repercussão de Beladona, parceria com Ana Recalde para o Petisco.org, passou a frequentar premiações, sendo indicado como desenhista revelação no Troféu HQ Mix em 2013, e vencendo em 2015 na categoria web quadrinhos e 2016 como adaptação para outras linguagens. Trabalha atualmente em Teocrasília, uma webcomic sobre um Brasil dominado pela “Bancada da Palavra”. O primeiro compilado impresso será lançado em Janeiro e está atualmente em processo de financiamento coletivo pelo Catarse.

Destaques: Beladona

Localização: G32

Leo Finnochi e Felipe Barros (Change)

Finnochi quadrinista vencedor de 2 prêmios HQMix e animador 2D, trabalhou em diversas séries e longas de animação, como Turma da Mônica, Tromba Trem, Sítio do Pica Pau Amarelo e Historietas Assombradas. Autor do Nem Morto, Guia Culinário do Falido, Guia de Viagem do Perdido e seu novo quadrinho Hell NO! – Meu Pai é o Diabo. Além de ter desenhado histórias pras coletâneas MSP Novos 50, Pequenos Heróis, Futuros Heróis, entre outras. www.leonardofinocchi.com https://tapas.io/series/HellNO

Barros é um publicitário que nunca trabalhou com publicidade e um desenhista que nunca trabalhou com desenho. Ele também é um dos escroques do MdM, o quadrinista do Papai Supimpa e faz quadrinhos para a internet desde 1996, quando a grande rede mundial de computadores era tudo mato. Ele escreveu e desenhou a tira online The Gift, que foi adaptada para um curta animado e foi exibido em 115 festivais pelo mundo, faturando 5 prêmios.

Destaques: Hell NO!, Papai Supimpa, Guia de Viagem do Perdido e  Guia Culinário do Falido

Localização: G43

Julia Bax

Julia Bax, ilustradora de livros e histórias em quadrinhos, cresceu no interior de São Paulo mas mora na capital. Formada em Economia pela USP resolveu abandonar as cifras e se concentrar nas artes. Trabalhou por um tempo para o mercado americano de quadrinhos (Marvel, Devil’s Due, Boom) e ilustrou livros e revistas para as maiores editoras do Brasil. Durante 2 anos publicou uma tirinha mensal no caderno Folhateen da Folha de São Paulo. Publicou dois álbuns no mercado francês para a editora Le Lombard (Pink Daiquiri, Princesse Caraboo). No mercado brasileiro lançou Remy, Quina, e mais recentemente vem trabalhando na sua HQ online Nina & Tomas. O primeiro volume estará disponível na sua mesa na CCXP 2017.

Destaques: Nina & Tomas

Localização: B14

Luciano Salles

Luciano Salles. Foto de Leila Penteado

Salles é quadrinista, ilustrador freelancer da Folha de S.Paulo e 1/3 da Produtora Cultural Memento 832. Autor das histórias em quadrinhos EUDAIMONIA (lançamento na CCXP 2017), Limiar: Dark Matter (2015, Publicação Independente), L’Amour: 12 oz (2014, MINO) indicada ao 27º HQMIX, O Quarto Vivente (2013, Publicação Independente) indicada ao 26º HQMIX e da HQzine Luzcia, a Dona do Boteco (2012, Publicação Independente), indicada ao 27º HQMIX. Participou do livro “Ícones dos Quadrinhos” e do livro “Mônica(s)”. http://dimensaolimbo.com @lucianosalles

Destaques: EUDAIMONIA, L’Amour 12 oz e O Quarto Vivente

Localização: E44

Mary Cagnin

Cagnin é formada em Artes Visuais pela Unesp e atua como ilustradora e quadrinista. Dedica boa parte do seu tempo como contadora de histórias e é também autora do quadrinho Vidas Imperfeitas, publicado pela editora HQM, e de Black Silence, que foi publicado de forma independente. Ganhou o Troféu Angelo Agostini de Melhor Desenhista por Black Silence em 2017 e foi indicada em 3 categorias do prêmio HQMix. Produz conteúdo de arte para seu canal do youtube, como dicas, tutoriais, processos de pintura e ministra cursos para artistas aspirantes na esperança de poder inspirá-los.

Destaques: Black Silence e Vidas Imperfeitas

Localização: F17

Bianca Reis

Quadrinista Bianca, pseudônimo da mineira Amanda Reis, começou a desenhar bem nova, buscando no lápis e no papel uma forma de se expressar que fosse além do que as palavras conseguiam dizer. E, entre linhas, diálogos e cores, ela tem muito o que contar. A artista de 23 anos, estudante do curso de Artes Visuais na Escola de Belas Artes da UFMG, criou a página “Anna Bolenna – A perturbada da corte” no ano de 2013, e desde então vêm colecionando participações em mostras e festivais de literatura e quadrinhos por todo o país. Anna Bolenna, personagem que é o “carro-chefe” das produções de Bianca, é uma história autobiográfica que, de acordo com Bianca, foi criada com o objetivo não só de servir como uma “válvula de escape” para as emoções e sentimentos do cotidiano da autora, mas também como uma forma de ajudar aos leitores que passam pelas mesmas situações. É uma questão de pura empatia.

Destaques: Anna Bolenna

Localização: C31

Letícia Pusti

Ilustradora e quadrinista independente, publica tirinhas na página Another Art Book, onde fala sobre o lado cômico ou depressivo do cotidiano.

Destaques: Another Art Book

Localização: F29

Mylle Silva

Mylle Silva é escritora, roteirista e artesã. Graduou-se em Comunicação Social pela PUCPR e dedica-se à escrita desde que se conhece por gente. Publicou o livro de contos “A Sala de Banho” (2014) e é roteirista das histórias em quadrinhos “A Samurai” (2015), “A Samurai: Yorimichi” (2016) e “A Samurai: Primeira Batalha” (2017 – em produção). Compartilha seu amor pela escrita em cursos e através do site Oficina de Escrita (www.oficinadeescrita.com.br) — SOBRE A HQ A SAMURAI Em 2014, ao participar do Artists’ Alley da CCXP, decidiu escrever o roteiro de A Samurai, sua primeira HQ. Depois de lançar o projeto no Catarse, ser bem aceita pelo público e ter a revista distribuída pela Tambor Quadrinhos, decidiu dar continuidade ao projeto e, em 2016, lançou a HQ A Samurai: Yorimichi. Os dois primeiros volumes da HQ são divididos em oito capítulos cada, cada qual com uma cor predominante e ilustrado por um artista diferente. Em 2017, decidiu fazer um spin-off da HQ, chamado A Samurai: Primeira Batalha, também financiado através do Catarse e com lançamento nacional na CCXP 2017.

Destaques: A Samurai, A Samurai: Yorimichi e A Samurai: Primeira Batalha

Localização: F16

Melissa Garabeli

Garabelli é natural do interior do Paraná, se dedica aos pincéis e aos bichos. Faz quadrinho, livro infantil, livro ilustrado e, vez ou outra, inventa universos de aquarela.

Destaques: Saudade e Onírica

Localização: G09

Raphael Salimena

Faz as tiras do linhadotrem.com.br e a webcomic Vagabundos no Espaço. Tem um grande acervo de tirinhas publicadas no UOL Tecnologia. Criador da webcomic St Bastard, desenhou para edição brasileira da MAD e também lançou a HQ Argos: Um Fim do Mundo Muito Doido.

Destaques: Linha Do Trem – The Best Of e Argos: Um Fim do Mundo Muito Doido

Localização: B07

Rebeca Prado

Mineira, ilustradora, quadrinista e roteirista. Em 2015 lançou o livro Navio Dragão através de um financiamento coletivo e em 2016 repetiu o processo para lançar o volume Baleia #3. Atualmente atende os mercados editorial e publicitário e escreve roteiros para quadrinhos e séries.

Destaques: Navio Dragão e Baleia #3

Localização: D25

Adri A

mora em Osório-RS, é ilustrador, quadrinista e escritor. Desde 2012 publica seus trabalhos nas redes sociais, em zines editados por ele mesmo e já teve contos, ilustrações e HQ’s selecionados por outros coletivos e editoras. Em 2016 lançou a webcomic Cara-Unicórnio, uma sátira aos clichês de super-heróis que também aborda diversidade e visibilidade LGBTQ, e que também terá um livro publicado através de um crowdfunding bem sucedido.

Destaques: Cara-Unicórnio

Localização: C15

Brão Barbosa

é quadrinista tendo seu primeiro trabalho publicado em 2011, “Jesus Rocks”, seguido por “Feliz Aniversário, Minha Amada”, de 2013 e “Reparos” de 2017. Observador por natureza, está sempre em busca de uma história pra contar.

Destaques: Reparos, Feliz Aniversário, Minha Amada e Jesus Rocks

Localização: D30-D31

Mario Cau

Formado em Artes Visuais pela Unicamp, é autor de Histórias em Quadrinhos, ilustrador e professor. Atuante nas HQs nacionais desde 2004, é criador da série “Pieces” e das graphic novels “Pieces – Partes do Todo” e “Morphine”, e coautor de “Dom Casmurro” (com Felipe Greco), “Terapia” (com Rob Gordon e Marina Kurcis), “Quando a noite fecha os olhos” (com André Diniz) e “Monstruário”, seu mais recente projeto,com Lucas Oda. Vencedor dos prêmios Jabuti, HQMIX e Angelo Agostini.

Destaques: Terapia, Monstruário e Pieces

Localização: C02