[#NYCC Dia 2] Milestone está de volta, na Terra M, com grandes artistas

Após anos de tentativas, erros e acertos, DC e Milestone Media finalmente chegaram a um acordo sobre o retorno do universo criado por Dwayne McDuffie nos anos 1990 aos quadrinhos regulares. Este retorno vem sendo ensaiado há alguns anos, tendo até problemas entre os criadores envolvidos e a esposa de McDuffie, que possui parte dos direitos das propriedades intelectuais e da marca Milestone. Ao que tudo indica, isso foi finalmente resolvido.

Em um histórico painel da NYCC, o cofundador do selo, Reginald Hudlin, anunciou que os personagens estavam passando a integrar o Multiverso da DC na Terra M. Tanto personagens antigos e conhecidos como figuras completamente novas farão parte das futuras publicações, que também terão o envolvimento de Denys Cowan, outro dos fundadores da empresa.

Foto exclusiva do painel da Milestone na NYCC tirada pelo ComicBook.com
Foto exclusiva do painel da Milestone na NYCC tirada pelo ComicBook.com

Tudo começará com a publicação da própria revista Milestone, de Hudlin e Ken Lashley. As histórias do título, que dará vida à Terra M, acontecerão em volta dos heróis Ícone e Rocket, dois dos primeiros personagens criados para o selo. Contudo, outras figuras importantes aparecerão no decorrer da série.

Derek Dingle, que também fez parte do início dessa história, apresentou no painel os próximos talentos a integrarem esta nova cara da Milestone: Alice Randall, Kyle Baker, Greg Pak e o lendário Jim Lee. Seus trabalhos serão:

Static Shock: A nova revista mensal do Super-Choque será produzida por Hudlin e Baker, contando a história de Virgil Hawkins, um menino de 14 anos que ama quadrinhos e ciência e desenvolve poderes elétricos;

Duo: Uma minissérie escrita por Pak, apresentando uma bizarra história de um casal que divide o mesmo corpo por toda a eternidade;

Love Army: Uma minissérie com uma história de Hudlin, sobre um exército secreto de mulheres com habilidades incríveis. Seu objetivo? Proteger o planeta;

Earth M: Uma série de Hudlin e Alice Randall estrelada por uma misteriosa nova vigilante.

Jim Lee, animado como de costume, afirmou a todos que “Sabemos que os fãs esperaram muito pelo retorno da Milestone Media e estamos muito empolgados por colaborar com Reggie e Denys na construção da Terra M. Este mundo apresentará personagens icônicos, que os fãs conhecem e amam, com conceitos novos, ousados e originais, a fim de criar uma plataforma dedicada à inclusão e grandes narrativas.” Lee fará capas para algumas das revistas, mas não será artista de nenhuma delas.

Infelizmente os brasileiros tiveram pouco – ou quase nenhum – contato com o Universo Milestone, já que nada do material original chegou a ser publicado aqui. Fundada especialmente por Dwayne McDuffie, mas sem diminuir a importância de seus sócios e parceiros Denys Cowan, Derek Dingle e Michael Davis, a editora (que era subsidiada pela DC desde o começo) prezava /por contar histórias contemporâneas, inclusivas e que questionassem temas sociais relevantes para o mundo real. Um dos grandes escritores da DC no momento (e veterano neste campo), Christopher Priest participou de toda a criação do universo naquela época.

A parceria com a DC, que surgiu com o nascimento da Milestone Media, foi inédita para a época, pois ela tinha absoluta independência editorial, mas era publicada pela gigante do mercado. Os lucros eram proporcionalmente divididos enquanto os criadores podiam reter absoluto controle de suas criações.