[#NYCC] Battlestar Galactica: Crossover une duas épocas em HQ de Peter David

Como de praxe, a Dynamite Entertainment está aproveitando a semana de uma convenção (a NYCC começa amanhã) para fazer previamente seus principais anúncios. E esta é a vez de Battlestar Galactica, uma das mais cultuadas franquias de ficção científica de todos os tempos. Você, Zeronauta, pode conhecê-los na versão de 2003, com o Almirante Adama e seu filho Lee e a implacável Kara Thrace, a Starbuck. Mas BSG veio muito antes disso, na onde do primeiro Star Wars, em 1978.

A Dynamite vem publicando quadrinhos dos dois âmbitos da franquia há alguns anos, mas esta é a primeira vez que a editora teve liberdade dos detentores da propriedade (o canal Syfy e algumas outras empresas) para fazer um crossover com as duas equipes, a velha e a nova.

A antiga equipe de Battlestar Galactica.
A antiga equipe de Battlestar Galactica.
A nova equipe de Battlestar Galactica.
A nova equipe de Battlestar Galactica.

Nesta nova empreitada quadrinística de Battlestar Galactica, ninguém menos que o veterano autor Peter David, que dispensa qualquer tipo de apresentação para fãs de quadrinhos. Na história proposta por ele, a descoberta de Kali (o último da raça reptiliana que criou os Cylons) serve como catalisador para o encontro da trupe do Comandante Adama (incluindo Apollo e Starbuck), da antiga série, e o Almirante William Adama, com seu filho Lee e a Starbuck, da nova série. Faíscas vão rolar entre os membros estranhamente familiares dos dois times enquanto a ameaça dos Cylons se torna ainda maior com a colisão de universos.

Battlestar Galactica foi uma das séries de TV mais cultuadas da década passada. Além de conseguir transpor conceitos da chamada hard sci-fi para a televisão com naturalidade e facilidade de entendimento, o programa levantou questões importantíssimas para a sociedade do mundo real, como tolerância racial e religiosa, disputa de poder entre Estado e militares, sobrevivência em condições extremas e renascimento social e cultural. Pode ser que a nova HQ, que tem tons aventureiros, não toque tanto nestes temas, mas, sem dúvidas, ela tem potencial para figurar no grande legado que BSG deixou para as pessoas.

O quadrinho chegará ainda neste ano às lojas norte-americanas.

  • Gerson Filho

    Legal que ainda estão fazendo coisas com BSG. Alguns anos atrás a série nova era o carro-chefe do canal SyFy, e de repente desapareceu, nem falaram se foi cancelada ou simplesmente acabou.

    • Rimos muito

      Passa em horários bizarros, com maratonas de 4, 5 episódios de madrugada. Antes passava no horário nobre de 6a feira, substituindo as várias Star Treks que ocupavam esse horário, mas foi se deslocando randomicamente para horários diversos até eu desistir. Felizmente, a minha operadora de tv a cabo tem a opção de gravação da atração independente do horário que passe, e acabei vendo que gravou muita coisa em sequência. Passa até hoje, aliás.

      • Gerson Filho

        Ainda estão fazendo? Eu é que não percebi, rs.

        • Rimos muito

          Das 2 às 5 da manhã numa 4a feira whatever não é pra qualquer um mesmo.