Lanterna Verde: DC volta à Terra Um com nova graphic novel

Parece que foi ontem que anunciamos a chegada da linha Terra Um de graphic novels originais da DC aqui no Terra Zero. Ainda nos chamávamos Multiverso DC na época, e a escolha de J. Michael Straczynski e Shane Davis para cuidar do Homem de Aço e dar uma visão jamais visto para o personagem.

De fato eles o fizeram, mas a polarização acerca do resultado foi imensa, uma que se repetiu com Mulher-Maravilha: Terra Um, mas que não foi tão grande quando o mesmo formato foi dado ao Batman e aos Novos Titãs. Agora é a vez do Lanterna Verde.

De certa forma, era inevitável que isso acontecesse; há cerca de 15 anos uma revolução aconteceu no universo esmeralda quando Geoff Johns assumiu a frente de tudo que envolve essa mitologia na DC, posto que se expandiu e no qual ele permaneceu até uma parte desta década. O Lanterna Verde, como mito e não apenas como personagem, tornou-se muito popular e o anúncio de Terra Um é mais uma prova disso.

Capa oficial de Lanterna Verde: Terra Um, divulgada ontem pela DC.
Capa oficial de Lanterna Verde: Terra Um, divulgada ontem pela DC.

Para esta iniciativa, a DC optou por contar uma origem realmente moderna de Hal Jordan, usando inclusive uma identidade visual, pelo menos até agora, mais verossímil se comparada a programas espaciais e, principalmente, a filmes recentes de ficção científica, talvez incluindo aí até o malfadado Quarteto Fantástico, de 2015.

A sinopse diz que Hal Jordan é um astronauta que vive em uma busca constante por descobertas, prospectando asteroides para a Ferris Galactic. Tudo muda quando ele encontra um poderoso anel verde que veio da Tropa dos Lanternas Verdes, um grupo assassinado pelos mortíferos Caçadores Cósmicos há muitos anos. Sua missão passa a ser restaurar a Tropa, uma que é quase impossível para o destemido Jordan. Nesta nova versão, o personagem não será o aventureiro arrogante de sempre, mas sim um cientista dedicado a novas descobertas espaciais. Portanto, sua abordagem em relação a ter o anel do Lanterna Verde sera completamente diferente.

O casal Gabriel Hardman e Corinna Bechko novamente se une ao colorista Jordan Boyd para trabalharem nesta graphic novel. Os nomes podem parecer estranhos, já que não são de quadrinistas mega badalados da indústria estadunidense, mas os três têm vasta experiência com as majors e com as independentes, inclusive com quadrinhos de Star Wars, que certamente servirão de inspiração para este trabalho.

Não se sabe ainda se esta nova abordagem ao mito dos heróis esmeralda servirá de inspiração para o filme da Tropa agendado para 2020. Contudo, não seria um exagero pensar que alguns dos elementos da HQ possam ir parar na telona. A modernização destes personagens é tão importante para oferecer mais identidade à esta nova versão como utilizar outras fontes na criação de um filme que pretende passar bem longe do longa anterior, lançado em 2011.

Seja como for, Lanterna Verde: Terra Um sai lá fora em março de 2018.