DCTV: Produtores já pensam no próximo crossover

O chamado DCTV, grupo de programas televisivos da DC que são exibidas pelo canal CW, tem uma tradição de crossovers mais antiga do que os fãs imaginam. Desde que o Flash ganhou seu próprio programa, ele e Arrow fazem crossovers regularmente, abrangendo cada vez mais programas conforme a cartela de seriados aumenta no canal. O mais recente, chamado de Invasion, reuniu os dois e as séries DC’s Legends of Tomorrow e Supergirl.

Contudo, se pensarmos bem, o primeiro crossover se deu antes disso, quando Barry Allen, ainda sem seriado próprio, apareceu em Arrow, quando o programa do Arqueiro Verde ainda estava em sua segunda temporada. Portanto, tendo estabelecido tal tradição, os produtores de todas estas séries já estão pensando no que fazer em 2017 para o final do ano. E o que quer que venha daí, deve ser bem diferente de Invasion.

Cena de Invasion, o ápice nos crossovers do DCTV até agora.
Cena de Invasion, o ápice nos crossovers do DCTV até agora.

Em um bate-papo exclusivo com a revista Entertainment Weekly, o produtor Marc Guggenheim deu algumas dicas do que ele e os outros produtores do DCTV estão tramando para este ano. Ele disse o seguinte:

Se conseguirmos fazer o que as primeiras ideias sugerem, será bem bacana. O crossover é sempre o que fazemos de mais desafiador, mas também dá os resultados mais divertidos. A cada ano sentimento a pressão de fazer algo melhor. Acredito que cada crossover foi melhor que o anterior. Superar o que fizemos ano passado será difícil, pois o que se pode fazer de mais explosivo que uma invasão alienígena?

Estamos com ideias muito, muito empolgantes. Quando estávamos planejando Invasion, Greg [Berlanti] disse que não dava para fazer algo maior que alienígenas. Portanto, a melhor forma de fazer com que o próximo [crossover] fosse épico seria aumentar os riscos emocionais e seus resultados. Este é um comentário bem oblíquo sobre o que estamos pensando para a temporada 2017.

Guggenheim pode ter falado mais do que parece. O que ele sugere indica que as ameaças do novo crossover (ainda sem título) serão mais emocionais e menos bombásticas (visualmente). Ou seja, um ou mais inimigos em comum com todos os personagens deste universo ameaçarão valores e até pessoas que estes super-heróis amam.

Resta saber que vilões serão usados para provocar tamanha ameaça psicológica em tantos heróis diferentes ao mesmo tempo. Mas a pergunta que não quer calar não foi respondida: será que o Superman de Tyler Hoechlin finalmente vai fazer parte de um crossover, mostrando o Superman com uma espécie de Liga da Justiça, possivelmente antes do filme? É esperar pra ver.