Dark Nights: Metal - evento cósmico liderado pelo Batman que vai mudar a forma como enxergamos a DC moderna.

[Preview] Dark Nights: Metal ganha prévia e cria dúvidas nos leitores

Falta mais de um mês para Dark Nights: Metal ser lançada, mas a DC antecipou a prévia da primeira edição no último final de semana. Para quem não tem acompanhado a saga, que começou recentemente com a edição especial Dark Days: The Forge, Scott Snyder, Greg Capullo e outros artistas estão investindo pesado em criar um tipo diferente de evento na DC. Quem leu o prelúdio supracitado sabe que ele teve diversas referências à clássica Crise nas Infinitas Terras. Mas não é só isso.

Claro que, com Snyder e Capullo envolvidos, o Batman é o principal personagem desta história. Contudo, eles prometem levar tudo para muito além do universo dele ao apresentar uma prévia do que vem por aí, com direito até ao mapa do Multiverso criado por Grant Morrison em 2014. E se você não sabe muito bem o que está acontecendo, dê uma olhadinha na matéria (em inglês) do Newsarama dissecando o especial Dark Days: The Forge.

Scott Snyder declarou que, apesar da nomenclatura pesada (“dark”), a história não é tão sombria assim. Na verdade, a Batman e a Liga da Justiça descobrirão uma nova parte da cosmologia da DC chamada Dark Multiverse (“Universo Sombrio”). O conceito brinca com a ideia de matéria negra, e Snyder contou que tirou informações para a história vendo a nova versão de Cosmos, apresentada pelo astrofísico Neil deGrasse Tyson. Acima, a prévia mostra a equipe toda se reunindo para entender este lado misterioso do Multiverso.

Como dissemos em março, o projeto tem cara de ser maior do que parece. Na verdade, maior que o próprio Batman, que deve servir apenas como fio condutor da trama. Snyder garante que isso faz parte de seu planejamento a longo prazo com o herói. Ele entrou na DC por volta de meados de 2010 para escrever o herói (na época em que o Batman era Dick Grayson) e nunca trabalhou em histórias de longa duração que envolvessem os conceitos do Multiverso.

Essa ideia essa ideia de Terras paralelas faz parte da DC há décadas, sendo instituída na cronologia oficial nos anos 1950, mas foi com Grant Morrison e Geoff Johns, com suas obras 52, Crise Final e The Multiversity, que a ideia alcançou níveis até então inimagináveis. Snyder parece querer seguir o que foi iniciado por esses caras e fechar seu trabalho com o Batman criando algo épico, com o calibre de uma Crise. A primeira edição, como dissemos, tem referências à Crise original. E não só isso.

Capa de Dark Days: The Forge divulgada pela DC. Arte de Jim Lee e Scott Williams.
Capa de Dark Days: The Forge divulgada pela DC. Arte de Jim Lee e Scott Williams.

A prévia de Dark Nights mostra que vilões de estatura cósmica aparecerão na jornada da Liga, como Mongul. Além disso, Snyder garantiu que o Gavião Negro é importantíssimo para a saga e, partindo da primeira edição dela, lançada há alguns dias, as palavras dele são verdadeiras. O Gavião é fundamental neste primeiro capítulo e o mistério que está dando origem à jornada de Dark Days está relacionado ao metal enésimo, que vem do planeta Thanagar e permite, entre outras coisas, que os habitantes de lá voem com seus equipamentos. Ou seja, é dele que vem o nome da saga: Metal.

A saga também está trazendo clássicos esquecidos da DC para o novo universo pós-Renascimento, como os Desafiadores do Desconhecido, o Tornado Vermelho e até o Homem-Borracha. Todos eles têm parte na história, e o Batman está envolvido com elas, como Snyder afirmou, mas como as peças se encaixam ainda é puro mistério. Sim, muitas dessas ideias darão fruto à iniciativa Dark Matter da DC, que começará mais adiante neste ano, mas, em termos da saga principal, todas as peças estão soltas na mesa sem aparente encaixa. Pelo menos por enquanto.

No fim das contas, Zeronauta, o que o Homem-Elástico fará? Por que ele estava guardado na Batcaverna (que tem uma outra Batcaverna dentro com um Coringa escondido)? Qual será o verdadeiro papel do Gavião Negro na saga? Veremos os antigos Desafiadores do Desconhecido em ação ou apenas a nova geração deles? O Tornado Vermelho poderá usar todo seu potencial em uma saga com essas proporções? O Mundo Bélico de Mongul será importante para quê? O que esconde o lado negro do Multiverso? Como a Liga voltará de uma experiência assim? O que eles descobrirão com o mapa do Multiverso? Veremos mais Terras?

2017 está sendo um grande ano para a DC, leitores. Com a chegada de Metal e Doomsday Clock, as coisas só tendem a ficar ainda mais empolgantes. Continuem ligados no Terra Zero para maiores novidades!

  • Dyno Sampzer

    Não espero nada sensacional, mas o Snyder tem capacidade de entregar algo de qualidade.

  • Hal Jordan

    Estou muito empolgado com tudo isso.

  • Dirty Harry

    E nem sinal dá patrulha do destino…

    • ALBN

      A Patrulha tá lá no Young Animal do Way.

  • Robson

    No slide/foto 7… Como eu gostava desse Starman…

  • Marcelo Pereira

    O Batman sabe de tudo. O Batman está à frente de tudo. O Batman tem uma sala dentro da Fortaleza da Solidão e nem o Superman sabe o que há lá. Realmente eu ando de saco cheio de Batcentrismo, mas estou dando uma chance, pra ver até onde isso vai.

    • Hyoga ™

      Essa é a primeira grande saga do Personagem, As grandes sagas com coisas envolvendo o Multiverso eram sempre com Superman ou lanterna, agr estão expandindo para outros personagens como Flash(Flashpoint) e Dark Days, Alias, superman receberá uma grande saga que é doomsday clock e nego reclamando, Mds cada uma

      • Abner de Almeida

        É que virou moda reclamar do Batman sabe. Se a Wonder woman se tornar tão popular a ponto de ser usada com frequência, pode acreditar que vai começar a aparecer o pessoal dizendo que só usam ela, que estão abusando do roteiro pra favorecer a personagem e blablabla. Eu sou prático, se não gosto nem leio.

        • Marcelo Pereira

          Caras, eu leio Hqs de Super heróis desde 1989, que curiosamente foi o ano do filme de Tim Burton e início dessa grande popularização do Batman. Esse Batcentrismo NUNCA mudou.

  • paulo nogueira

    Vou ler. Mas eu queria mesmo era Multiversity Too, do Morrison! Cadê?

  • TRAVESSEIROMAN

    Batman Lego é o retrato mais fiel do Batman. Hahahaha…

  • Sylas Baker

    Cara, que saga misteriosa. Quem diria que aquilo estava o tempo todo dentro da fortaleza rsrsrsrs.

  • Pingback: DC investe pesadamente na saga Metal em outubro()