[Análise] O último trailer de Mulher-Maravilha

Olá, Zeronauta, tudo bem com você? Estou aqui para falar um pouco deste belo trailer que saiu neste sábado, dia 11 de março, de Mulher-Maravilha. Com este, temos agora três trailers oficiais do longa da nossa amada heroína.

Ele começa nos apresentando mais de Themyscira e das Amazonas. Vemos Diana contemplando, quando criança, os artefatos dados pelos deuses às Amazonas. Entre eles, uma espada e um escudo. Nisto, vemos o olhar encantado da pequena princesa sobre os presentes.

Após, vemos Hipólita solicitando que Antíope treine Diana, fazendo com que seu treinamento seja superior ao das demais, para que ela se torne a maior guerreira de todas. Assim, acompanhamos rapidamente seu treinamento até a fase adulta. Estas são as cenas de maior diferencial deste trailer em relação aos outros.

Após isto algumas cenas são repetidas no trailer, como o resgate de Steve Trevor, sua audiência com Hipólita e a decisão de Diana em defender o mundo da guerra, com poucos acréscimos ou variações.

Vemos Diana chegando ao mundo dos homens, na velha Londres, considerando o lugar horrível. Nesta cena fica visível a mudança na paleta de cores, onde saímos da Ilha gloriosa e dourada e com cores vivas, para o mundo sujo, sombrio e feio.

A partir de então, o que temos são flashes de cenas mostradas  nos outros trailers com alguns detalhes a mais ou a menos, como cenas de lutas contra soldados, a Doutora Veneno, guerra, Diana e Steve lutando.

O trailer conseguiu manter a empolgação do público sem precisar revelar muito de sua trama, até agora, o que foi mostrado foi o que todos sabemos e não atrapalhará em nada a surpresa do filme.

Dá para perceber que o filme será sombrio, o que particularmente me agrada, pois é um filme sobre a perda da inocência, tanto do mundo com sua Primeira Grande Guerra, quanto da Diana, ao ver o pior que a humanidade pode oferecer. Além de que, bem, é uma guerra. Elas não são bonitas nem alegres, então o tom sombrio é extremamente aceitável para este filme. Entretanto, vejo que o tom é conduzido com mais sutileza do que em Batman vs Superman, por exemplo. A paleta é escura, mas mais leve, e temos personagens que conseguirão trazer o alívio cômico para melhor (assim espero) fluidez da trama.

Então, Zeronauta, faltam pouco menos de três meses para vermos a obra completa. Estamos na torcida para que o filme esteja à altura da Mulher-Maravilha e para os demais personagens que ganharão filmes solos ou com destaque para equipes femininas após ela.

Qualquer novidade relevante sobre Mulher-Maravilha estará aqui, no Terra Zero. E enquanto o dia 1º de junho não chega, uma dica é conferir alguns quadrinhos da heroína e também seu longa animado.

Ah! Uma curiosidade no trailer.

Hipólita diz que Diana não pode saber a verdade sobre quem é. O que seria? Será que vão seguir o caminho dos Novos 52 sobre a origem da Amazona?

I am Diana of Themyscira, daughter of Hippolyta. In the name of all that is good, your wrath upon this world is over.

Incríveeeel, pra quem ela diz isto? Acredito que pra um certo deus que, como já foi anunciado, dará os ares de sua graça no filme.

 

  • Eduardo

    Não gostei de terem situado MM na Primeira Guerra Mundial. O período original tem mais a ver – as mulheres mais participativas e empoderadas, trabalhando ou como agentes de resistência, arriscando suas vidas pela liberdade e pela justica (e pela paz), e Diana chega a esse mundo para orientar suas irmãs e aprender com elas. Na Primeira Guerra, ela está sozinha (Qual a mulher de destaque no período? Mata Hari?), e, se contarmos que houve outro(s) conflito(s) mundial(ais), dá a impressão de que seu esforço foi inútil e que, envergonhada, só volta em BvS.

    Mesmo assim, torço pra que o filme encontre seu público e faça sucesso.

  • Anderson Ferreira

    Adorei a cara da atriz infantil olhando para a espada é aquele olhar de “Ah mamãe eu vou brincar com essa espada sim!!!”

  • Luiz Felipe Oliveira Champloni

    No trailer dá pra ver que a Diana Kids já usa os braceletes.

    Bem capaz mesmo de usarem a origem Novos 52

  • Daniel Costa

    Na versão original (pré-crise nas infinitas terras), Diana não sabia que era feita de barro,
    talvez seja apresentado isso no filme, acho difícil que ela seja filha de Zeus,
    nos quadrinhos essa versão já caiu!

    • Daniel Assis

      Abandonaram essa versão? Não sabia… Você save em qual edição mudam isso? Gostaria de ler.

      • Daniel Costa

        Nesse arco atual “Mentiras” do DC Rebirth, ela acaba descobrindo que todas as suas memórias são falsas e ela na verdade nunca voltou a Ilha Paraíso depois de deixa-la por causa do Steve Trevor, a edição é : Mulher-Maravilha V5 11 (2016).