[Emulador de Críticas] Seja Fanboy, Não Seja Babaca

E aí, pessoal! Feliz 2017! Diariamente, a internet tem as mais variadas discussões. Esse mundo de likes, RTs e notificações cada vez nos deixa mais preso a um outro mundo. Aquele que vivemos atrás de nossos monitores, escondendo nossas faces e, muitas vezes, julgando pessoas por seus gostos e amores, sem ao menos ter conhecimento do impacto que isso traz para a vida dos outros. A coisa anda tão louca que estamos criando um clubismo besta quando se trata de HQs, com pessoas sofrendo ataques e linchamentos por não concordarem com os outros e serem, pelo mesmo motivo, diminuídos por conta disso.

Para começar, vamos deixar claro que eu faço brincadeiras sobre Marvel e DC. Porém, são apenas brincadeiras. Nunca irei até uma pessoa para dizer que ela não entende nada de gibi, apenas porque ela não gosta das mesmas coisas que eu considero ótimas. Opiniões e gostos são pessoais. Partindo desse pressuposto, nunca devemos tentar julgar alguém por gostar de A ou de B. Apenas respeitamos e vivemos nossas vidas.

Como essa barreira vem sendo quebrada ultimamente!

A pluralidade da internet é uma ótima ferramenta, se você souber usá-la. Algumas pessoas vão reclamar, dizendo que o mundo era mais simples vinte anos atrás; outras vão dizer que seus gibizinhos não evoluem; outras vão mudar sua vida, deixar as HQs e focar seu trabalho em outras coisas; em contrapartida, vamos ter jovens conhecendo histórias antigas, relacionando com novas, vendo a evolução nessa mídia. Eu acho isso tudo excelente! Uma internet plural nos permite conhecer, tentar entender várias pessoas, conhecer assuntos de perspectivas totalmente diferentes da nossas (isso não é um viral do podcast novo do TZ, mas escute ele, mesmo assim). Tudo isso me atraí, me deixa maluco, querendo interagir com tantas pessoas.

O problema é que tem pessoas que não sabem lidar com essa pluralidade. Sejamos francos, são muitas pessoas. Você gosta de HQs da DC Comics, por exemplo, e o simples fato de você perceber um erro em um planejamento da Marvel cria uma espiral de xingamentos, como clubista, palavras de baixo calão e coisas do gênero. Nessas horas eu penso:
“O que você ganha, fanboy babaca, diminuindo os amiguinhos?”

A ideia da internet sempre foi a de agregar algo ao indivíduo, não de ser um cavalo encilhado, que relincha quando é contrariado. Você pode conviver com o diferente, até porque uma sociedade é feita exatamente dessas coisas.

Para exemplificar: Poucos dias atrás, fiz um vídeo com o Vinicius, do Dois Quadrinhosexplicando os problemas das vendas da Marvel: embasado, baseado em fatos, usando três fontes diferentes, correlacionando dados e, principalmente, checando os fatos. Como acontece normalmente, algumas pessoas questionaram as informações, xingaram nós dois, dizendo que não entendemos nada sobre vendas, ou que não soubemos usar as fontes corretamente. Porém, o quesito “vendas” é uma das minhas poucas especialidades de análise. Quando o faço, é sempre buscando mostrar coerência, agregando fatos e tentando ligar informações aos números que vemos em gráficos.

Talvez o problema da galera, hoje, seja tentar positivar tanto seu discurso que comece acreditar de maneira visceral que seu ponto seja verdade, mesmo que seja uma mentira ou apenas, para usar uma expressão contemporânea, “fatos alternativos” criados em sua cabeça.

Então, vamos ser claros: fatos são reais e, muitas vezes, inquestionáveis. Opiniões são pessoais e devem ser discutidas, mas nunca impostas acima das opiniões dos outros.

Aprenda essas regras e você poderá ser um fanboy feliz na internet. Você vai poder se divertir falando sobre o que você gosta: cronologias, mudanças de personagens e conceitos malucos que os quadrinhos possibilitam.

Então, se você chegou até aqui e está se conscientizando, parabéns! Meu texto surtiu efeito. Caso você não concorde, é a vida que vai te levar a evoluir e, um dia, entender que tudo isso são apenas quadrinhos, feitos para entreter pessoas de todos os tipos, e nada mais que isso. Não é necessário desmerecer os outros para você se sentir melhor.

Até a próxima! E a dica é: Divirta-se mais e brigue menos! Esse é o Pab menos treteiro 2017!

29 Comentários

Clique para comentar

11 + quinze =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com