Colunas DC Comics Destaque Universo em Crise

[Universo em Crise] Corridas Flash Vs Superman (Parte 5)

Escrito por Ruy, o Renegado

Bem-vindo, Zeronauta! Já falamos bastante sobre as corridas entre o Velocista Escarlate e o Homem de Aço, mas e quanto ao restante da Superfamília e da Brigada Relâmpago? Nesta parte vamos conferir as corridas entre um personagem relacionado ao Flash contra outro que seja associado ao Superman.

Para ler as partes anteriores: Parte 1, Parte 2, Parte 3 e Parte 4.


Superboy and the Ravers #7 (março de 1997) – Superboy x Impulso

Arte: Paul Pelletier

Arte: Paul Pelletier

O segundo Garoto de Aço e os integrantes da festa conhecida como Horizonte de Evento estão aproveitando uma ilha no sul da Califórnia. O Superboy e mais alguns integrantes resolvem ir até Metrópolis e partem numa moto futurística, que pertencia ao qwardiano renegado Kaliber até que ele a perdeu numa aposta para o Meia Vida. Durante sua viagem até a cidade, o grupo fica sabendo que está acontecendo o Festival do Flash, perto de Santa Marta, e vão até lá.

Nota: Nessa época, Wally West era o Flash e protegia Keystone City. Ocorre que o prefeito da cidade botou o Velocista Escarlate pra fora de Keystone, porque o culpava por danos a propriedade pública e privada que aconteciam quando ele detinha uma ameaça ou realizava um salvamento. Os governantes de uma cidade situada na Califórnia, chamada Santa Marta, ficaram sabendo sobe o caso e convidaram o Homem Mais Rápido do Mundo para morar ali. E por pouco tempo, o Flash foi o guardião de Santa Marta, até que voltou a residir em Keystone City.

O Garoto de Aço e sua turma assistem ao Flash fazendo uma apresentação de malabarismo num palco, contudo ele é convocado pela LJA e precisa partir. Impulso está presente e toma o lugar de Wally na apresentação. O Superboy se mostra ao velocista impulsivo e os dois se estranham, mas o mestre de cerimônias pede que os dois disputem uma corrida, para entreter o público.

Lembrando que, nesse tempo, o super-herói do Havaí não tinha supervelocidade: ele tinha sua telecinese táctil, que permitia a ele voar. Portanto, o Impulso vai correndo, enquanto que o Garoto de Aço vai voando. Como o Superboy não chega nem perto da velocidade do neto de Barry Allen, ele é ajudado pela sua turma, que o leva na moto do Meia Vida. E, mesmo assim, Impulso mostra que é muito mais rápido, até que eles chegam onde ficava Coast City, que tinha sido destruída durante a saga O Retorno do Superman, e aí fizeram um tipo de memorial no local. Todos ficam pesarosos com as lembranças do que aconteceu ali e deixam a corrida para outro dia.

Adventures in the DC Universe #14 (maio de 1998) – Superboy/Kon-El x Flash/Wally West

Arte: John Delaney

Arte: John Delaney

Wally West e Linda Park chegam ao Havaí para passar suas férias. Nessa época, a identidade do Flash é de conhecimento público, então vários repórteres vão fazer a cobertura da chegada do Velocista Escarlate ao arquipélago e isso é o assunto da vez em vários noticiários. O clone do Superman fica aborrecido com a atenção excessiva dada ao Homem Mais Rápido do Mundo e decide desafiá-lo para uma corrida e derrotá-lo, provando para todos que ele é o herói número um do Havaí.

Wally não aceita, pois quer aproveitar suas férias. Entretanto, o Garoto de Aço fica pentelhando o casal, aparecendo em todo lugar em que eles vão. Enfim, o Velocista Escarlate se cansa e aceita o desafio. Eles marcam hora e local para começarem a corrida e o Superboy chama toda a imprensa local para presenciarem a competição.

O Homem Mais Rápido do Mundo fica debochando do seu oponente durante a corrida. Enquanto eles correm o Flash vai até a Irlanda e volta, corre de costas e ainda pára pra tomar um café. Até que os dois heróis passam por um vulcão que vai entrar em erupção justo naquele momento. A dupla deixam a competição de lado e se une para impedir a catástrofe: o velocista tira as pessoas das proximidades e o Garoto de Aço detém a erupção.

Assim, nosso dois heróis acertam seus ponteiros e continuam a corrida, no entanto quando vão alcançar a linha de chegada eles criam uma nuvem de poeira tão grande que encobre quem chegou primeiro e impede os repórteres no local de registrarem quem foi o vencedor.

Arte: John Delaney

Arte: John Delaney

Superman v2 #221 e Action Comics #831 (novembro de 2005) – Zoom x Bizarro

Arte: Ed Benes e Dan Jurgens

Arte: Ed Benes e Dan Jurgens

Em Superman v2 #221, o Homem de Aço fica tendo problemas com sua cópia imperfeita em Metrópolis. A Mulher-Leopardo aparece e convida Bizarro para a Sociedade Secreta de Supervilões, mas ele recusa a oferta. No final da edição, a duplicata imperfeita vai atrás da Mulher-Leopardo para entrar na equipe dos vilões, porém a encontra com Zoom e aí decide desafiar o vilão do Flash para uma corrida.

A corrida de fato acontece em Action Comics #831: Bizarro diz que só ingressará nas fileiras da Sociedade se ele vencer o desafio. Os dois vilões passam pelo batmóvel em Gotham City, pelo Gavião Negro e pela Moça-Gavião em Saint Roch e pela Torre Titã em San Francisco. Além disso, eles, percorrem boa parte dos EUA e depois vão até a Europa chegando num vinhedo da região de Champagne, na França. Eles continuam correndo pelo mundo até que chegam às pirâmides do Egito, onde termina a competição. Zoom é o vitorioso. Entretanto, como Bizarro fala de modo contrário e invertido, na verdade ele tinha concordado em se juntar aos demais Supervilões somente se fosse derrotado.

Aí, meu caro Zeronauta, você pára para pensar um pouco: Flash é mais rápido que o Superman, o Velocista Escarlate suava para alcançar o Zoom, e o Bizarro é tão veloz quanto o Homem de Aço. Aí, você chega à conclusão: como o Bizarro conseguiu se emparelhar com o Zoom? Vamos fazer que nem com as histórias da Era de Prata e fingir que não reparamos nesses detalhes, o que importa é a diversão.

Tiny Titans #16 (julho de 2009) – Kid Flash x Supergirl

Arte: Art Baltazar

Arte: Art Baltazar

Embora a capa sugira que a corrida seja somente entre Supergirl e Kid Flash, na realidade teve a participação de quase todos os estudantes da Sidekick City Elementary School.

O Professor de Educação Física é Lobo e ele bota todos os estudantes para realizarem uma corrida em torno do mundo, exceto Ravena, que se recusa a correr e vai para a biblioteca. Um grupo das crianças corre até que chega ao oceano, daí só alguns deles continuam a competição por não precisarem de um barco para atravessar o mar: Mutano, Aqualad, Robin e Lacustre. E a Batgirl, que trapaceia e pilota um batcóptero.

Outro grupo, formado por Donna Troy, Cassandra Sandsmark, Abelha e Estelar encontra com Granada e interrompem a corrida para conversar. Um terceiro grupo, formado por Supergirl, Kid Flash e Inércia está percorrendo um deserto do México e passam por Más e Menos, que resolvem participar da correria.

Enquanto isso, em Sidekick City, Lobo espera pelos alunos lendo seu gibi do Capitão Marvel, mas interrompe sua leitura e vai aguardar o retorno de seus estudantes. Eis que Ravena volta da biblioteca e passa pela linha de chegada segundos antes dos outros, portanto ela é a vencedora.

Isso é tudo por hoje, Zeronauta! E continue correndo!

Arte: Art Baltazar flash vs superman speedy

Arte: Art Baltazar

As colunas do Terra Zero expressam a opinião de seus
colunistas e não necessariamente a opinião do site.
  • Fernando R. Dias

    Sobre a corrida entre BIZARRO v ZOOM!

    Olha, posso estar um pouco enganado, mas esta versão do Bizarro (que foi criada pelo Imperador Coringa) na verdade se mostrou muito mais poderoso que o Superman desta época em vários momentos, chegando a ser afirmado isso tanto pelo Superman, quanto pelo Ignição (outro sobrevivente da realidade do Imperador Coringa).

  • Marcelo Pereira

    De fato, esse Bizarro surgiu nas excelentes sagas Superman Arkhan e Imperador Coringa, ao fim delas alguns personagens supostamente criados pelo Coringa permaneceram como Chama, Ignição e este Bizarro. No entanto, não fica realmente claro se o Coringa criou realmente esses vilões ou os extraiu de continuidades já existentes dentro do UDC. No caso do Bizarro, por exemplo, ele é o mesmo apresentado no Arco do Planeta Bizarro escrito por Geoff Johns e Richard Donner. A explicação para a dimensão de seus poderes, incluindo a velocidade, é que o Bizarro não possui os mesmos escrúpulos do Superman que precisa se conter a maior parte do tempo para evitar machucar gravemente pessoas em sua volta, por exemplo. Não se conhece a verdadeira extensão dos poderes do Homem de Aço, por essa razão ou pelo desenvolvimento natural de seu amadurecimeto. Basta ver que, durante as histórias da Sociedade da Justiça, quando a versão do Reino do Amanhã do Superman, mais velho, experiente muito mais poderosa que o Superman da nossa continuidade, se junta à equipe, há um passagem em que ele deixa a sede da Sociedade voando muito rápido pra salvar uma suicida deixando, inclusive Joel Ciclone pra trás. Na passagem, o próprio Jay Garrick diz, ” ele deve ser rápido como Wally”.