[Universo em Crise] O Guardião (Parte 1)

Olá, Zeronautas! Foi noticiado que o James Olsen assumirá a identidade heróica de Guardião no seriado da Supergirl. O que vocês acham disso? E quem é o Guardião? Vamos descobrir!


O Guardião da Era de Ouro

O Guardião original foi um personagem criado por Jack “O Rei” Kirby e Joe Simon durante a Era de Ouro, e sua primeira aparição foi na revista Star Spangled Comics #7, de abril de 1942. O Guardião se assemelhava ao Capitão América: ambos eram lutadores e carregavam um escudo. Ocorre que o Capitão América também foi criado por Kirby e Simon, só que o criaram antes do Guardião, em março de 1941.

Arte: Jack Kirby
Arte: Jack Kirby

Na primeira história do herói urbano, presenciamos sua origem. Ele era Jim Harper, um policial novato que fazia rondas num bairro chamado de Beco do Suicídio, uma vizinhança barra pesada e de pessoas de baixa renda. A cidade a que esse bairro pertencia raramente era mencionada nas histórias e, quando isso acontecia, o nome da cidade mudava. Na primeira história a cidade é chamada de York City e, numa outra, de Central City.

À noite, o patrulheiro retornou à delegacia depois de sua ronda, trocou-se e estava voltando para casa quando é emboscado por um grupo de bandidos que lhe dá uma surra violenta. Jim se levantou e cambaleou para sua casa. No caminho, passou na frente de uma loja de fantasias.

Arte: Jack Kirby
Arte: Jack Kirby

O policial invadiu a loja, que estava fechad,a e pegou alguns itens: um capacete dourado, as partes azuis e amarelas do seu traje, e um escudo dourado. O escudo, coincidentemente, tinha o formato do distintivo de policial do Jim Harper. Ele deixou o dinheiro pelas mercadorias em cima do balcão e partiu.

Harper procurou pelos bandidos que o surraram e os encontrou em um bar, jogando sinuca. Agora, era a vez de Jim surrá-los. Após a briga, o policial disfarçado encontrou com os criminosos um dinheiro que ele reconheceu, pelo número de série nas notas, fazerem parte do montante pago como resgate em um sequestro. O herói amarrou os infratores e partiu, ao ouvir a sirene da polícia se aproximando, não sem antes se identificar como o Guardião.

Arte: Jack Kirby
Arte: Jack Kirby

No dia seguinte, um quarteto de garotos desajustados que trabalhavam vendendo jornais no Beco do Suicídio, vendiam uma edição com uma manchete na primeira página sobre o Guardião ter detido uma gangue de sequestradores. Eles são Tommy Tompkins (o líder do grupo), Big Words (muito inteligente), Gabby (sempre empolgado e falador), e Scrapper (o durão). Big Words, no Brasil, é chamado de Gênio, e Scrapper, de Faísca. Esses garotos não conseguiram muito dinheiro vendendo jornais e decidiram realizar um roubo, mas são presos pelo policial Harper.

O juiz decidiu mandá-los para uma instituição correcional, onde eles permaneceriam até fazerem 21 anos, a maioridade nos EUA. No entanto, Jim Harper conversou com o juiz e o convence a aliviar os garotos e deixá-los sob sua custódia, mas o juiz estipulou um período de custódia de seis meses, para que eles mostrem melhoria na sua conduta. Assim que saíram do tribunal, Jim tentou dar dinheiro a eles para comprarem gibis e irem ao cinema, porém os garotos recusaram e partiram, dizendo que sabiam como conseguir dinheiro.

Arte: Jack Kirby
Arte: Jack Kirby

Depois, os quatro depenaram um carro e levaram as peças que conseguiram para vender num desmanche. Entretanto, o bandido lá ficou, sabendo que eles estavam sob tutela de um policial e não queria comprar as peças, com medo de se meter em encrenca. Os meninos insistiram e o criminoso os chamou para participarem de um golpe.

Jim Harper, enquanto isso, foi destacado para fazer a ronda num bairro boêmio; lá, ele encontrou os quatro garotos fazendo truques de malabarismo, entretendo a multidão por dinheiro. Só que esse show era uma distração para que bandidos promovessem um assalto sem serem notados. O lance deu errado: quando os meliantes fugiram, o dono do estabelecimento assaltado gritou por socorro e levou um tiro de um dos assaltantes. Jim tentou intervir, contudo os ladrões correram no meio da multidão, que se juntou para ver o show dos meninos e, por isso, o policial não pode atirar, por ter medo de acertar um inocente. Os bandidos atiraram em pessoas da multidão durante a fuga e partiram num carro. Os cúmplices mirins também se mandaram do local.

Mais tarde, os garotos foram até o desmanche pra pegar sua parte. Eles estavam muito descontentes por gente terem se ferido e reclamaram com o infrator, que, por sua vez, decidiu eliminar os meninos para que eles não o denunciassem. Nesse instante, o Guardião invadiu o desmanche e nocauteou o marginal. O herói queria prender o chefão e os quatro meninos decidiram ajudá-lo. Eles seguiram o patife do desmanche até as docas.

Arte: Jack Kirby
Arte: Jack Kirby

O Guardião deixou os seus novos ajudantes nas docas e partiu num barco atrás do criminoso até uma ilha próxima com um farol. Os garotos desobedeceram às ordens e foram até a ilha também. O herói foi emboscado no farol e capturado. Pela janela, os meninos espreitaram a sala onde estavam o Guardião e os meliantes e foram notados pelo herói que lhes enviou instruções num palavreado difícil e rebuscado que somente o Gênio era capaz de compreender.

Arte: Jack Kirby
Arte: Jack Kirby

Depois de alguns momentos, os garotos entraram na sala e partiram para cima dos malfeitores. O Guardião também entrou na briga e, durante o confronto, chegou a guarda-costeira e prende os marginais. Acontece que as instruções do Guardião eram para que os garotos alterassem a luz do farol para vermelha, o que chamou a atenção da guarda-costeira e fez com que ela fosse até lá investigar. O herói conseguiu escapulir do local.

No dia seguinte, os garotos estavam no seu ponto de venda de jornais e vendem um para o policial Harper. Eles repararam que Jim Harper tinha um curativo no queixo, justamente onde o Guardião levou um golpe, e passaram a suspeitar que ele fosse o herói.

Arte: Jack Kirby
Arte: Jack Kirby

Esse grupo de garotos passa a ser chamado de Newsboy Legion (Legião Jovem ou Legião dos Jornaleiros) e ajudam ativamente o Guardião em suas histórias. Eles sempre desconfiam que o Guardião seja o Policial Harper, embora não tenham certeza, e ele não chega a revelar sua identidade secreta aos garotos durante a Era de Ouro. Uma curiosidade é que, no título das histórias, era mostrado que elas eram histórias da Legião Jovem, das quais o Guardião participava.

Eles participaram de muitas aventuras juntos contra os bandidos do Beco do Suicídio ou expondo esquemas criminosos durante esse período, alguns exemplos: ocorre uma armação e Jim Harper é preso por corrupção e a Legião Jovem tenta inocentá-lo (Star Spangled Comics #9); a Legião é enviada para um reformatório repleto de crueldades (Star Spangled Comics #11); Tommy, Gênio, Faísca e Gabby publicam seu próprio jornal (Star Spangled Comics #13); Faísca tem um sonho onde os nazistas conseguiram dominar os EUA (Star Spangled Comics #19); Jim Harper e a Legião vão tirar férias numa fazenda nos arredores de uma cidade pequena (Star Spangled Comics #25); a Legião apresenta um programa de rádio (Star Spangled Comics #31).

Espero que tenha curtido, Zeronauta! Aguardem a próxima parte!

3 Comentários

Clique para comentar

16 − quinze =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com