[#Entrevista] Felipe Smith e o retorno do Motorista Fantasma

Robbie Reyes chegou ao universo Marvel em 2014 durante a primeira iniciativa Marvel NOW! de forma tímida, porém incisiva. O Motorista Fantasma, desde seu início, foi recebido pelo público com um misto de curiosidade e alguma desconfiança, por se tratar de uma guinada total em relação às encarnações anteriores do personagem. Pouco a pouco, o leitor Marvel mais atento pôde observar que a proposta criativa de Felipe Smith Tradd Moore era uma ruptura nos moldes de tramas prévias envolvendo esta franquia. Com isso, um quadrinho que tinha muita personalidade, uma pegada visceral, uma apresentação diferenciada e um elenco 100% novo ganhou inércia e um público cativo.

Durante as Guerras Secretas, o personagem Reyes também fez sua participação no título Ghost Racers e, cercado de quase todas as encarnações do Motoqueiro Fantasma, ainda assim se destacou entre elas. Agora em 2016, neste novo universo pós-Guerras Secretas, Robbie Reyes está de volta.

Motorista Fantasma-3
Motorista Fantasma. Arte: Felipe Smith.

Aqui falamos exclusivamente com o criador do Motorista Fantasma, Felipe Smith, que finalmente retorna para este novo volume do quadrinho do piloto, agora com ilustrações de Danilo Beyruth e muitas novidades.

Terra Zero: Robbie Reyes é um novo personagem, empolgante e muito amado. Desde o início deste universo Marvel pós-Guerras Secretas, as pessoas se perguntavam onde ele estaria. O que você pode nos dizer sobre este novo volume do título do Motorista Fantasma?

Felipe Smith: A primeira coisa que posso te dizer é que estamos muito animados em continuar a saga de Robbie Reyes como o Motorista Fantasma.

Na nossa nova série periódica, Robbie se ajustou a sua nova vida como protetor de Hillrock Heights e chegou a um ponto de equilíbrio em relação a sua ligação com o espírito de Eli Morrow, seu tio satanista assassino serial. Para salvar a alma de seu irmãoznho Gabe da danação eterna nas mãos de Eli, assim como as encarnações prévias do Motoqueiro Fantasma, Robbie se vê fazendo um pacto com um força maligna que claramente não tem seu bem estar como interesse principal.

Será interessante ver como essa parceria com o sanguinário espírito de Eli termina.

Motorista Fantasma - 1
Uma das primeiras transformações de Robbie no Motorista Fantasma. Arte: Tradd Moore.

Por que demorou tanto para a Marvel trazer de volta o Motorista Fantasma depois de Guerras Secretas?

Eu não tenho certeza se a Marvel deve ser responsabilizada por esta demora (risos)! Eu acredito que o atraso do retorno de Robbie aos quadrinhos foi devido às agendas mais do que qualquer coisa. Enquanto eu escrevia All-New Ghost Rider Ghost Racers para a Marvel, adicionalmente ainda tinha um emprego em tempo integral com animação, fazendo o design das Tartarugas Ninja para o desenho do canal Nickelodeon.

Isto pode tornar as coisas bem difíceis em termos de agenda… Quando você tem dois empregos, mas a Marvel expressou seu interesse em me manter no quadrinho e no comando do Motorista Fantasma, ao invés de achar outro talento para continuar a história de Robbie. Eles optaram por trabalhar de acordo com a minha agenda, o que eu apreciei muito.

Por favor, nos diga que teremos elementos de Ghost Racers neste quadrinho!

(Risos) Não posso confirmar nem negar se haverão elementos de Ghost Racers na nossa nova série, mas isto soa divertido, não é mesmo?!

Qual a influência do seu tempo vivendo e trabalhando no Japão no seu modo de escrever e desenhar?

Nos quatro anos em que vivi no Japão, escrevendo e desenhando meu mangá original Peepo Cho, eu aprendi a criar conteúdo de entretenimento com prazos extremamente apertados, equilibrar múltiplas linhas narrativas em uma trama unificada e coesa, assim como aspectos mais técnicos de desenho como leiaute de página e como guiar efetivamente o olhar do leitor através de uma página para obter a reação desejada.

O que mais influenciou meu trabalho após trabalhar no Japão é este único conceito: Independente do tema, trama, ou mensagem subliminar, o protagonista é a parte mais importante de um quadrinho.

O personagem é a chave.

Quando escrevo Robbie Reyes como Motorista Fantasma, eu sempre foco nele como protagonista, um pouco mais do que em sua persona como Motorista Fantasma. Por mais legal e cheio de ação que esta história seja, em seu coração, tudo é sobre quem Robbie é como pessoa, suas escolhas na vida e seu relacionamento com seu irmão mais novo Gabe e seu odioso tio Eli.

Motorista Fantasma 2
Robbie Reyes, possuído pelo espírito de Eli Morrow. Arte: Tradd Moore.

Você já era familiarizado com o trabalho de Danilo Beyruth antes deste colaboração? Pessoalmente, achamos que seu estilo de arte combina perfeitamente com seu jeito de escrever e com este personagem. Você concorda?

Sim! O trabalho de Danilo é sensacional! Eu não conhecia seu trabalho antes de ter a chance de colaborar com ele no Motorista Fantasma mas, após ver as amostras de seu trabalho que o editor Mark Paniccia me enviou, eu sabia que o negócio ia funcionar.

A diagramação de painéis do Danilo é sempre interessante e dinâmica, e sua forte descrição de espaço físico e ação nas páginas farão um papel indispensável para trazer as aventuras de Robbie à vida. Mal posso esperar para vocês verem o que ele está aprontando.

Então, as pessoas já estão perguntando se veremos Kamala Khan neste quadrinho, então tenho de perguntar isso me desculpe… (risos)

Eu absolutamente amaria trazer Kamala Khan para a série de Robbie!

O momento em que vi uma fan art desses dois no Tumblr eu soube que havia um potencial muito sério para uma história em conjunto e mal podia esperar para fazer isso acontecer.

Essas fan arts começaram a brotar imediatamente após o lançamento de All-New Ghost Rider e isso me fez prontamente ler Ms. Marvel e ver sobre o que era a história da Kamala. Como muitos outros, eu rapidamente me apeguei à moça nativa de Nova Jersey e percebi que ela e Robbie tinham muitas coisas em comum assim como diferenças que os faziam facilmente personagens complementares. Os editores Mark Paniccia e Emily Shaw enxergaram uma chance para isto duranteGuerras Secretas e me deram a luz verde para escrever a minha história curta de “fã para fã” com Kamala e Robbie, que foi colorizada lindamente por Val Staples. E então isso aconteceu.

É claro, os eventos de Guerras Secretas não são canônicos, não fazem parte da continuidade real do Universo Marvel. Então, tecnicamente, eles nunca se conheceram. Mas eu adoraria escrever uma história na qual eles realmente se conheçam pela primeira vez.

Secret_Wars_Secret_Love_Vol_1_1
Robbie Reyes e Kamala Khan, o casal eleito pelos fãs em “Secret Wars Secret Love”. Arte: David Nakayama.

Qual a principal diferença entre este elenco e esta história em comparação com o último volume de Ghost Rider?

Alguns personagens do volume anterior (All-New Ghost Rider) retornarão, mas nós veremos muito novos personagens, assim como rostos familiares do universo Marvel nesta nova série!

Além disso, nossa primeira edição introduzirá um novo vilão na Marvel em uma história curta escrita por mim e ilustrada pelo cocriador do Motorista Fantasma e extraordinário artista, Tradd Moore! Não percam!

Acho que o Espírito da Vingança trabalha melhor sozinho, mas você enxerga Robbie se juntando a algum time neste novo universo Marvel?

Apesar do Motoqueiro Fantasma tradicionalmente trabalhar sozinho, ele se uniu a outros heróis no passado, resultando em histórias muito divertidas.

É importante notar também que Robbie Reyes tecnicamente não é um Espírito da Vingança, então sua dinâmica é muito diferente de seus antecessores. Robbie tem o poder do espírito de Eli Morrow, seu falecido tio assassino e satanista, o que o faz muito imprevisível em comparação aos Motoqueiros Fantasmas. Diferente dos outros Motoqueiros, Robbie não é motivado pela vingança e sim pela sede de sangue de um assassino serial.

Eu não posso dizer se Robbie se unirá a algum time no novo universo Marvel, mas ele definitivamente encontrará outros heróis Marvel, como Hulk e Wolverine, muito em breve.

Robbie e Gabe Reyes
Robbie e Gabe Reyes. Arte: Tradd Moore.

Você ficou surpreso com o quanto as pessoas gostam de Robbie Reyes? Como é ver uma criação sua ganhando tanta inércia e aceitação do público?

Eu mesmo sou um grande fã do Robbie! Então me deixa extremamente feliz ver outras pessoas apreciá-lo tanto quanto eu mesmo. Isto me deixa muito contente.

Às vezes eu compareço a convenções de quadrinhos para assinar revistas e ocasionalmente faço alguns desenhos aqui e ali. Eu me pedem muitas vezes para desenhar o Robbie Reyes, e eu sempre pergunto se devo desenhá-lo transformado no Motorista Fantasma ou não. Mais da metade das vezes eles querem o desenho na forma humana.

Ele se transforma em uma caveira cascuda cromada e demoníaca em chamas (o que é visualmente impactante), mas eles preferem ver Robbie que, em essência, é um cara comum.

Qual a importância de ter dois personagens latinos, sendo um deles mentalmente deficiente, em um quadrinho popular da Marvel?

Apesar de eu ter nascido e morar nos Estados Unidos, eu fui criado em Buenos Aires, na Argentina, e cresci em um país latino, então escrever um personagem dos EUA com descendência latina é muito natural para mim. Eu acho que é essencial que os quadrinhos, assim como em qualquer outra forma de arte, sejam diversificados e representem nosso mundo e seus habitantes. Robbie e Gabe Reyes (e todas as características que os definem) são uma parte importante do todo e fico satisfeito de fazê-los parte integral do universo Marvel que se expande.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com