[#Breaking] Cerebus volta em setembro

A maior série de quadrinhos independentes dos EUA, aquela que não iria voltar, voltará. Dave Sim anunciou que Cerebus está de volta em setembro, com Cerebus in Hell #0. A edição é o prelúdio do que aconteceu com o personagem após o fim da série, na edição #300, de março de 2004, depois de quase três décadas em publicação. Além de roteiro e arte de Sim, vários artistas ainda não revelados contribuirão com a revista.

STL015969

Confira a sinopse traduzida:

O primeiro novo quadrinho de Cerebus desde 2004! Onde será que Cerebus esteve desde que morreu, há doze anos atrás? Estaria ele no inferno? Purgatório? Limbo? Em uma discoteca dos anos 80 com ligações com Encontros Imediatos de Terceiro Grau e Henry Kessinger? Em algums discoteca grega antiga com ligações com Platão, Sócrates e Aristóteles? Em alguma discoteca dos anos 90 com ligações com The Stone Roses, os Happy Mondays, e Oasis? Ele estaria preso dentro de sua própria discoteca no feed do Twitter de Cerebus Online? Bem, seja lá onde estiver, ele mereceu, então sinta-se à vontade para rir de seu infortúnio! Este one-shot tem ligação direta com Cerebus in Hell?, uma minissérie de quatro edições que sai em 2017, celebrando o 40º aniversário de Cerebus!

Dave Sim também divulgou um sketch há algum tempo atrás, em razão da Torontocon, no Canadá, sua terra natal, com uma prévia do que pode ter acontecido com ele…

Cerebus_In_Hell_DaveSim
Foi um mau destino?

O personagem existe desde 1977, e foi, durante quase toda a sua existência, uma parceria de Sim com o artista Gehrard, que fazia os cenários de quase todos os números. Sem conseguir manter a publicação quinzenal o tempo todo, por vezes o canadense acelerava o processo de produção para que pudesse terminar a história em 2004, na edição #300, quando o personagem-título morreu.

A publicação, a maior já registrada na cena independente estadunidense, foi marcada por muitas polêmicas. Cerebus em si é um aardvark, um mamífero hermafrodita que não pode se auto-fecundar por um acidente que causou danos ao seu útero na infância. Além disso, ele é amoral, misantropo e sempre fala de si mesmo na terceira pessoa. Na edição #186, Dave Sim extravasou sua misoginia através de um alter ego. Na edição #265, ele foi além, criticando abertamente o feminismo, colocando nele a culpa pela degradação moral da sociedade ocidental. Esses posicionamentos continuam causando reações negativas até hoje.

A revista tem lançamento previsto para o dia 28 de setembro, pela editora do próprio Sim, a Aardvark-Vanaheim.

1 Comentário

Clique para comentar

7 − três =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com