Arte promocional de DC Universe Rebirth por Ivan Reis.

Rebirth: mais páginas, Johns explica detalhes e soluções para duplicatas

A imprensa especializada norte-americana já recebeu edições de DC Universe Rebirth para resenhas e ações promocionais. Portanto, no último final de semana, começaram a circular na Internet as primeiras informações sobre a grande mudança planejada pela DC em toda sua linha de publicações. Os fãs terão acesso à publicação a partir de quarta-feira (25) nas comic-shops e plataformas digitais.

Atenção: a partir daqui haverá comentários sobre os spoilers de DC Universe Rebirth divulgados no último sábado (21).

alerta-spoiler
Em conversa com o jornal USA Today, Geoff Johns, que além de escritor da revista e arquiteto de todo o Rebirth é também o diretor criativo do grupo DC Entertainment, explicou suas escolhas para a história e o que ela representa para o futuro da DC. Segundo ele, “algumas coisas estavam faltando [no Universo DC]. Não apenas personagens, mas também aquela sensação de esperança e otimismo”.

O Wally West original voltando em DC Universe Rebirth. Arte de Ethan Van Sciver.
O Wally West original voltando em DC Universe Rebirth. Arte de Phil Jimenez.

Johns explicou que o retorno do Wally West original é uma forma de simbolizar a perspectiva do leitor mais antigo, aquele que conhece toda a história da DC e está tentando se manter apegado ao que existia antes. O Newsarama também divulgou mais um detalhe: a real confirmação de que sim, teremos DOIS Wally Wests em Rebirth. Enquanto o garoto que estreou nos Novos 52 ficará na equipe de Novos Titãs de Damian Wayne, que estreiam em outubro. O velho Wally, por sua vez, irá reunir-se com os Titãs originais na série Titans, escrita por Dan Abnett e desenhada por Brett Booth, e que começa em julho.

A explicação, segundo o site, é simples: na reinserção do mais rápido de todos os velocistas, o antigo Wally fala que “era tão próximo a Iris quanto a Daniel”. Assim, os dois Wally seriam primos que nunca se conheceram, filhos de Rudy West (antigo) e Daniel West (Novos 52), ambos irmãos de Iris West, namorada de Barry Allen. Ambos são homônimos por terem recebido o nome do falecido avô, Wallace West.

Além disso, o autor também deu detalhes da utilização do Dr. Manhattan na história:

Ele representa uma forma cínica de ver a vida, é o contraste do que esperamos colocar nos títulos da DC pós-Rebirth. Se for pra ter um conflito entre otimismo e pessimismo, precisamos de um personagem que represente a forma cínica de ver a vida. Sei que é meio louco, mas ele pareceu o personagem certo para isso.

Na história, o Dr. Manhattan intercede nos momentos entre o fim da saga Flashpoint e o começo dos Novos 52, essencialmente “roubando histórias e históricos” de alguns personagens, o que resultou em versões mais jovens e menos experientes dos super-heróis da DC. “Na minha cabeça, momentos que conectavam esses personagens foram perdidos. O amor foi perdido e a missão do Rebirth é recuperar esse amor, é reconectar os personagens”, afirmou Johns. Em seguida, o autor terminou a entrevista indicando que o planejamento do Rebirth pode chegar a até dois anos.

O USA Today aproveitou para divulgar uma prévia completa da revista, com nada menos que 12 páginas. Elas podem ser vistas abaixo. DC Universe Rebirth tem arte de Gary Frank, Ethan Van Sciver, Ivan Reis e outros artistas convidados.

33 Comentários

Clique para comentar

1 × dois =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com