Batman v Superman causa dança das cadeiras entre executivos da Warner

Os efeitos de Batman v Superman – A Origem da Justiça (BvS) foram fortes nos escritórios da Warner Bros. Tudo começou com boatos indicando a insatisfação de alguns executivos para com o diretor Zack Snyder. Muitas pessoas, inclusive fãs, o culpam pela má receptividade do filme e petições pedindo sua saída do DC Films foram feitas antes mesmo de Batman vs Superman estrear nos Estados Unidos.

De acordo com nota publicada na madrugada desta quarta-feira (18) no The Hollywood Reporter, os boatos parecem estar cada vez mais próximos da confirmação. Aparentemente, a receptividade pífia da crítica atacou diretamente os ânimos da Warner, obrigando os executivos a fazerem mudanças para tentar mudar o rumo da situação.

dc-films-promo-jla-bvs

Jon Berg, vice-presidente executivo da DC Entertainment, e ninguém menos que Geoff Johns, diretor criativo da empresa e um dos principais escritores da DC e de suas séries de TV nos últimos 15 anos, assumirão a produção de todos os lançamentos do DC Films. Além de ter roteirizado episódios muito bem sucedidos de Smallville e The Flash, Johns acompanhou de perto as produções das séries Arrow e Supergirl e dos filmes da Mulher-Maravilha e do Esquadrão Suicida. Ele também tem vasta experiência com o Universo DC nos quadrinhos, o que deve ter sido um diferencial na escolha dele para a posição de produtor dos próximos filmes.

A nota do THR explica que a Warner tinha muita esperança em Batman vs Superman, pois o estúdio não vem tendo bons resultados com filmes há algum tempo. Sendo assim, várias mudanças a nível de executivo estão sendo feitas nas últimas semanas para que as coisas melhorem em termos comerciais. O site informa que Courtenay Valenti, por exemplo, será responsável pelas linhas Lego e spin-offs de Harry Potter; os executivos Jesse Ehrman e Niija Kuykendall ficarão com comédias, filmes de ação e ficções científicas. Berg e Johns ficarão com os filmes da DC.

O THR ressaltou que Berg já estava envolvido com os filmes da DC pós-Homem de Aço graças à sua boa relação com Ben Affleck, com quem já trabalhou antes. Ele é um executivo experiente e sabe lidar com grandes estrelas. Johns, por outro lado, está se tornando executivo agora, mas seu background de quadrinhos é visto pela Warner como perfeito para deixar os DC Films mais coesos e agradáveis aos fãs. Ainda que ele tenha sido creditado em Batman vs Superman, a entrada oficial de Johns nessas produções é em Esquadrão Suicida, que estreia em agosto.

Foto promocional de Batman vs Superman.
Foto promocional de Batman vs Superman.

Sendo assim, fica claro que a Warner está tentando unificar elementos dispersos entre os filmes da DC através de um executivo experiente e de um profissional que conhece quadrinhos. A Marvel Studios tem essas duas coisas na figura de Kevin Feige, por exemplo. O estúdio ainda quer que cada diretor dê sua marca para cada filme, mas ele precisa que haja alguém para coordenar tudo e acrescentar mais elementos dos quadrinhos nas produções.

Portanto, o que a Warner vai tentar é uma acerto de planejamento. Isso explica por que Ben Affleck foi escolhido como produtor do filme da Liga da Justiça, por exemplo. Aliás, essas mudanças explicam a saída de Seth Grahame-Smith do vindouro filme do Flash. O THR aponta que o diretor foi considerado novo demais pela Warner, fazendo com que eles buscassem por alguém com mais experiência para lidar com um orçamento de mais de 150 milhões por filme.

Batman vs Superman estreou em 25 de março no mundo todo e ainda está em exibição nos cinemas. Seu principal concorrente, Capitão América 3: Guera Civil, já ultrapassou sua bilheteria em apenas duas semanas de exibição.

32 Comentários

Clique para comentar

14 + dezesseis =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com