[#Entrevista] Luke Ross fala sobre HQ de Star Wars: O Despertar da Força

Todos os filmes de Star Wars ganharam adaptações em quadrinhos e não seria diferente com Star Wars: O Despertar da Força. Sétima obra da franquia, o filme dirigido por J.J. Abrams se tornou rapidamente na terceira maior bilheteria do mundo, perdendo apenas para Titanic e Avatar, os dois filmes de James Cameron que dominam o topo da lista de bilheterias há anos.

O anúncio do quadrinho de Star Wars: O Despertar da Força foi feito há alguns dias. Chuck Wendig, autor do livro Star Wars: Marcas da Guerra, escreve a adaptação enquanto o quadrinista brasileiro Luke Ross, desenha. Ross conversou exclusivamente com o Terra Zero para falar sobre o quadrinho e seus trabalhos com a Marvel. Confiram abaixo o bate-papo!


Terra Zero: Luke, você já trabalhou em outras franquias licenciadas antes como artista regular ou convidado, seja Buffy The Vampire Slayer e Dark Tower. Qual é a diferença entre trabalhar em projetos assim e quadrinhos tradicionais de super-heróis?

Luke Ross: A diferença mais visível está na abordagem dada aos personagens. Os filmes oferecem um vasto material de referencia e pedem uma certa semelhança física com os atores e ambientes que já foram criados previamente. Essa identidade visual tem que ser mantida; já os quadrinhos de super-heróis oferecem uma certa liberdade em relação a isso. Em projetos assim procuro ser um pouco mais contido em relação a alguns recursos gráficos de narrativa, como a quantidade e o formato dos quadros usados, além do ritmo, exagero em poses e expressões.

Em 2005 você fez páginas para a revista Star Wars: Republic #78. Como foi entrar nesta franquia? Você é fã de Star Wars?

Foi uma experiência fantástica, pois pela primeira vez eu pude desenhar nosso querido vilão Darth Vader, o Imperador Palpatine e a guarda imperial, além de ter criado o visual de um novo personagem para o universo de Star Wars, Reymet Autem. Tudo bem, ele não é conhecido, mas é muito legal saber que algo pequeno que eu ajudeia criar faz parte daquilo tudo.

Darth Vader em arte de Luke Ross.
Darth Vader em arte de Luke Ross.

Gostou de O Despertar da Força?

Confesso que evitei ler qualquer informação sobre o filme antes de ir ao cinema. Na verdade, eu estava um pouco apreensivo sobre o que iria encontrar, já que a segunda trilogia não causou o mesmo impacto em mim que a primeira, a trilogia classica. Claro que muitos fatores poderiam explicar isso, mas o fato é que eu temia algo superficial, feito só para vender produtos. A surpresa então foi maravilhosa quando percebi que O Despertar da Força tinha vários elementos que me eram familiares, principalmente a estética inspirada nos três primeiros filmes, os personagens que admiro desde criança e as cenas de ação. Mas embora o filme tenha ecoado esses elementos, descobri uma historia nova, densa, com novas tramas e novos personagens bem interessantes e cativantes. Acredito ser esse um novo recomeço com a rara capacidade de agradar gerações distintas.

Falando nele, a adaptação do filme para a HQ está artisticamente a seu cargo. Pode nos falar sobre o convite e o processo de criação desta obra?

O convite partiu de Jordan White, editor da linha Star Wars da Marvel. Em uma linda sexta-feira ele me enviou uma mensagem com o título “Oportunidade Star Wars”, dizendo que em uma reunião na Marvel para escolher um artista para um novo projeto o meu nome surgiu na mesa. Esse novo projeto seria a adaptação do filme O Despertar da Força. Ele me disse que uma vez que esses projetos são feitos em parceria coma Lucasfim, o artista precisa ser aprovado por eles também.

Então, Jordan seguiu perguntando se eu gostaria de desenhar a adaptação do filme, e se caso eu tivesse interesse, que eu preparasse alguns desenhos de rostos dos principais personagens para a aprovação da Lucasfilm e da Marvel. Eu fiz uma séries com os principais personagens e mandei para a Marvel, eles adoraram e encaminharam para a Lucas, Após alguns dias, já com dores nos dedos (cruzados), Jordan me enviou um novo e-mail, e a minha resposta para esse e-mail foi:

Yes! Yes! Yes!Yes!Yes!Yes!Yes!  Jordan, can you imagine a 43 years old dude dancing a funny dance?”

Qual o nível de liberdade que você tem para dar sua identidade artística aos personagens e aos cenários do filme?

Não sei ainda, pois não recebi o roteiro, após ler o roteiro saberei se eu poderei acrescentar algo ao universo do filme. Tomara! (risos)

Já sabe quais serão seus próximos projetos depois desta adaptação?

Ainda não, mas eu nem me preocupo pois o meu foco esta em fazer um bom trabalho neste projeto. Nos mais, a Marvel tem sempre me presenteado com trabalhos bem interessantes, posso confiar que virá coisa legal.


Vale lembrar que o croata Esad Ribic fará as capas desta adaptação. Ele também conversou com o Terra Zero exclusivamente na CCXP e a entrevista pode ser conferida aqui.

Além de produzir esta HQ, a Marvel também lançará uma revista mensal chamada Star Wars: Poe Dameron, focada no piloto de X-Wing apresentado no filme. Ela começará a sair em abril lá fora.

A primeira edição de Star Wars: O Despertar da Força será lançada em junho nos Estados Unidos. Não há previsão para lançamento no Brasil.

Comente

Clique para comentar

vinte − três =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com