Hera Venenosa ganha título, 50 anos depois

Foi em junho de 1966 que a botanista Pamela Isley, a Hera Venenosa, surgiu nos quadrinhos da DC Comics, usando seus conhecimentos sobre as propriedades químicas das plantas para pôr o Batman contra o Robin. Desde então, a personagem apareceu em inúmeras histórias, conquistando vários fãs e marcando presença em outras mídias. Porém, Hera nunca ganhou um título próprio, a despeito de colegas de vilania como Mulher Gato e a Arlequina (confira aqui).

Desde quarta-feira (20), no entanto, está a venda nas bancas estadunidenses a primeira edição de Poison Ivy: Cycle of Life and Death, minissérie em seis edições que irá trabalhar em cima da complexidade da personagem. Os roteiros são de Amy Chu e os desenhos, de Clay Mann. Capas variantes ficam a cargo de Terry e Rachel Dodson.

É uma nova chance para um título próprio da personagem, que teve raras oportunidades de protagonismo em seus cinquenta anos de carreira, mas sempre fazendo parte de um time (como foi visto recentemente no título Gotham City Sirens). Nas raras vezes em que seu nome protagonizou uma edição, sempre foi sob a chancela de um evento (como o mês dos vilões durante a saga Forever Evil) ou sob a chancela de outro personagem (como foi o caso da graphic novel Batman: Poison Ivy, publicada em 1997, na qual era era a protagonista – e que abriu as portas para uma nova visão, menos dicotômica, da personagem).

Hera Venenosa Brian Stelfreeze
Capa de Batman: Poison Ivy, de 1997. Arte: Brian Stelfreeze.

Confira abaixo um preview da revista:

 

2 Comentários

Clique para comentar

20 − dois =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com