Esquadrão Atari terá reimpressão pela Dynamite

A Dynamite Entertainment e a Atari anunciaram uma parceria ontem (06), que envolve publicações colaborativas. O acordo firmado tem como produto inicial um livro contando a história da produtora de games, que irá explorar seus produtos e reimprimirá quadrinhos antigos, incluindo o cultuado título do Esquadrão Atari.

Capa da primeira edição promocional de Esquadrão Atari, por José Luis Garcia-Lopes
Capa da primeira edição promocional de Esquadrão Atari, por José Luis Garcia-Lopez

A Atari foi fundada em 1972 e foi pioneira em jogos de fliperama e consoles de videogame. Os produtos da empresa, tais como Pong e o console Atari 2600, ajudaram a definir a indústria do entretenimento eletrônico desde 1970 até meados dos anos 1980.

Além do livro contando a história da empresa, a Dynamite tem a possibilidade de criar novas histórias de franquias da Atari, tais como: Asteroids, Centipede, Crystal Castles, Missile Command, Tempest, Yars’ Revenge e centenas de outras.

A Dynamite também abriu a possibilidade para reimpressões de matérias clássicos como Esquadrão Atari, revista que fez muito sucesso nos EUA entre 1982-1986, produzida em uma parceria entre a DC Comics e a Atari e que teve artistas como Gerry Conway, Roy Thomas e José Luis García-López envolvidos na criação da história.

No Brasil, a revista foi lançada entre 1984 e 1986 nas revistas Heróis Em Ação e Superamigos, da editora Abril. O desenhistas Marcio Fiorito, Jean Sinclair e Daniel HDR contaram sobre a influência da série na sua vida de leitor e artistica.

Marcio Fiorito: Conheci o Esquadrão Atari na primeira revista que comecei a colecionar mensalmente, Heróis em Ação, da Editora Abril. Comprava por causa do Novos Titãs, do Marv Wolfman e George Pérez, mas aos poucos ia lendo aquela história meio maluca. Um sci-Fi meio super-heroico, que me cativou graças à arte do mestre José Luis García-López. Aquilo pulsava com uma vida diferente dos demais quadrinhos da época (o que quer dizer muito, se lembrarmos que o George Pérez estava ali do lado). Nem ligava para o logo da Atari ali (afinal, não tinha nada a ver com os jogos), mas a história e os personagens começaram a cavar um espaço na minha jovem mente, sem precisarem ter vindo de desenhos na TV ou de tampas de margarina.

Jean Sinclair: Esquadrão Atari remete basicamente ao meu inicio como colecionador, quando eu sai das revistas do Spectreman pra Supers. De cara revista era completamente diferente do que saia na época… tudo bem mais “sério” que os heróis da DC.
O que vi, anos depois , essa seriedade vinha do trabalho incrivel do José Luis Garcia Lopez…que acabei descobrindo as artes dele aqui,junto com o álbum Heroís em Ação. Virei fã da arte dele na hora!
Então, poder rever as Artes dele hoje reimpressas com qualidade pela Dynamite será uma realização e tanto.

Daniel HDR: Esquadrão Atari foi uma das séries que descobri e aprendi a gostar depois de meu pai, colecionador de HQs, ter falecido. Ela me apresentou um García-López ousado, inventivo e mais dinâmico do que nunca, e uma história com personagens carismáticos! Esse material saindo novamente só corrobora em justificar porque eu admiro tanto caras como o García!

Nossos amigos do Argcast também fizeram um podcast bem bacana sobre Esquadrão Atari. Escute lá.

1 Comentário

Clique para comentar

18 + treze =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com