[Pitaco] Aquaman: As Profundezas e Flash: Seguindo em Frente

Recentemente, a Panini Comics lançou dois encadernados capa dura dos Novos 52: Aquaman: As Profundezas e Flash: Seguindo em Frente. Ambos reúnem as primeiras histórias das revistas mensais de cada personagens surgidas após o estabelecimento dos Novos 52. Nos Estados Unidos, a DC vem lançando encadernados sob este selo regularmente desde 2012, algo incomum no mercado editorial brasileiro. O Terra Zero teve o prazer de receber da editora os dois lançamentos e se propôs a comentar cada um deles neste artigo.

Aquaman e Flash. Créditos: Ivan Reis, Joe Prado, Rod Reis, Francis Manapul e Brian Buccellato.
Aquaman e Flash. Créditos: Ivan Reis, Joe Prado, Rod Reis, Francis Manapul e Brian Buccellato.

Começando com os medalhões da editora (Superman: À Prova de Balas e Batman: A Corte das Corujas), entre dezembro de 2014 e março de 2015, a Panini obteve sucesso com os lançamentos e deu continuidade à coleção, colocando no mercado Aquaman: As Profundezas e Flash: Seguindo em Frente.

A graça destes lançamentos é que eles reúnem grandes histórias da fase mais moderna destes personagens em volumes luxuosos mas de acesso muito fácil. Os encadernados estão sendo vendidos em bancos e livrarias a R$ 25,90 e R$ 29,90, respectivamente. Aquaman reúne as seis primeiras edições de Aquaman Vol.7; Flash reúne as oito primeiras edições de The Flash Vol.4. As histórias dispensam apresentações, principalmente no Terra Zero, onde elas foram comentadas, analisadas e resenhadas quando saíram nos Estados Unidos e no Brasil. Os links para todos estes artigos podem ser clicados no fim do post.

Capa de Aquaman – As Profundezas, por Ivan Reis, Joe Prado e Rod Reis.
Capa de Aquaman – As Profundezas, por Ivan Reis, Joe Prado e Rod Reis.

Os tipos das histórias, nos casos dos dois personagens, foram a chave para o sucesso dos dois títulos quando eles estrearam em 2011. Geoff Johns e os brasileiros Ivan Reis, Joe Prado e Rod Reis propuseram reapresentar o Aquaman para leitores, novos e antigos, que nunca levaram o rei dos mares a sério. Com piadas bem colocadas e uma arte da mais alta qualidade, estas histórias do Aquaman conseguiram, aos poucos, trazer a perdida seriedade do Rei dosMares e colocou o titulo no topo das boas vendas da editora.

Seus coadjuvantes foram reapresentados, a mitologia foi reconstruída – com respeito a alguns elementos que foram estabelecido nas décadas anteriores – e o universo aquático da DC se tornou novo e refrescante (com o perdão do trocadilho). Unir Johns e Reis em um título assim foi o maior acerto da DC para que o Aquaman voltasse a figurar entre os grandes da editora. O time, que ainda tem apoio de Prado e (Rod) Reis, é infalível.

Capa de Flash - Seguindo em Frente, por Francis Manapul e Brian Buccellato.
Capa de Flash – Seguindo em Frente, por Francis Manapul e Brian Buccellato.

O caso do Flash é ainda mais interessante. Poucos anos antes dos Novos 52 a DC, graças a um esforço de Johns, Grant Morrison e Dan DiDio, Barry Allen foi restabelecido como o Flash oficial e Wally West foi colocado de lado. Com o advento dos Novos 52, a família West passou por uma mudança completa, Barry foi rejuvenescido (assim como todos os outros personagens da DC) e passou a ter uma personalidade jovial, leve e cheia de energia. Curiosamente, não se sabia que o Velocista Escarlate teria um seriado próprio a esta época, mas foi esta a abordagem usada para seu programa de TV.

Manapul e Buccellato oferecem as doses certas de ação, drama e diversão com suas histórias. A abordagem visual dos dois é impressionante e extrapola os limites da narrativa visual, o que engrandece as características singulares do Flash.

O mais bacana dos lançamentos, além de sua acessibilidade, é que eles possuem edição realmente profissional e digna de uma coleção fechada com os outros volumes já lançados de Batman e Superman. Mais que isso, ambos trazem material extra em português, como rascunhos e estudos visuais de personagens dos desenhistas Ivan Reis e Francis Manapul.

Aquaman: As Profundezas e Flash: Seguindo em Frente são obrigatórios para os fãs da DC Entertainment e para fãs de quadrinhos em geral. Ainda que a editora tenha sofrido críticas dos fãs, depois de reiniciar todo o seu universo, as novas histórias de Aquaman e Flash foram algumas das que mostraram o verdadeiro potencial de se perseguir novos rumos editoriais em um mercado tão saturado.

Links Recomendados:

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com