Alan Moore fala sobre Providence, seu projeto inspirado em H.P. Lovecraft

Para o autor, Providence será a história Lovecraftiana definitiva, e diz que o momento para seu lançamento não poderia ser melhor.

Providence é o novo projeto de Alan Moore, inspirado na obra de H.P. Lovecraft, publicado pela Avatar Press. Com artes de Jacen Burrows, Providence segue uma tradição iniciada por Moore em The Neonomicon e The Courtyard, ambas publicadas também pela Avatar Press. A obra promete ser uma experiência de leitura única e singular, tanto para quem já está familiarizado com as histórias de Lovecraft quanto para aqueles que são novos nesse universo.

terra-zero-moore-providence-002

“Eu acho que Providence está saindo em um momento ideal, levando-se em conta a crescente popularidade e reputação que H.P. Lovecraft tem na cultura americana”, disse Moore, que também falou sobre o atual cenário em que a HQ está sendo publicada: “Parece que ela [a popularidade de Lovecraft] está alcançando proporções de uma massiva e negra bola de neve, provavelmente com pedaços de frutos do mar presos nela (risos)”.

Eu tenho trabalhado em Providence, especificamente, há três ou quatro anos e isso é algo que, provavelmente, começou quando eu e comecei a fazer meu trabalho sobre as culturas Yuggoth, nos anos 90. O fato de tudo isso vir à mente agora é tão oportuno que quase me assusta. Eu estou muito satisfeito com o resultado.

 

Moore lembrou que, em 2015, Lovecraft completaria 125 anos, e salientou que, mesmo esse fator foi uma grande convergência de fatores que fez com que Providence tivesse iniciado sua publicação agora, em 2015. “Mesmo se tivesse saído há um ano, não teria alcançado o interesse que eu sinto nesse momento em relação ao público que, mesmo que ainda não saibam, estão famintos por uma reavaliação de Lovecraft”.

terra-zero-moore-providence-003

Eu quero criar uma visão de H.P. Lovecraft que, eu creio, seja adequada ao nosso atual e extraordinário século e adequada ao que nós entendemos, hoje, sobre Lovecraft e seu trabalho.

 

Explicou sobre seus objetivos em relação à Providence: “Acho que a forma com que vemos a obra de Lovecraft é datada, provavelmente há uns 40, 50 ou 60 anos atrás”.

Moore defendeu que Lovecraft sempre esteve presente nas obras de quadrinhos, e usou um artigo que havia lido para elucidar seu raciocínio.

O que ele [o artigo] estava fazendo era listar as referências à Lovecraft nos quadrinhos, e a lista começa com a primeira aparição cânone da Liga da Justiça da America. A história foi escrita por Gardner Fox, um grande fã de Lovecraft, que já havia, eu acredito, feito algumas referências Lovecraftianas vagas nas histórias da Sociedade da Justiça da America nos anos 40. Mas no primeiro número da Liga da Justiça, ele mostra uma gigantesca criatura estrela do mar, e essa estrela está se manifestando na cidade de Happy Harbor, Rhode Island. Então, essa foi mais um sinal de Gardner Fox para H.P. Lovecraft. Além disso, o editor dessa revista foi Julie Schwartz, que foi o agente de H.P. Lovecraft no livro At the Mountains of Madness. Então, sim, existem histórias Lovecraftianas nos quadrinhos.

terra-zero-moore-providence-001

Eu espero, criar uma visão mais poderosa, mais chocante e mais intensa sobre Lovecraft do que qualquer leitor já tinha visto. Sei que é uma afirmação bem ousada, mas se não for verdade, que eu seja arrastado, gritando e balbuciando, para um abismo transdimensional enquanto escrevo freneticamente em meu diário.

 

Providence #1 chega às bancas americanas no dia 27 de Maio. A série está prevista para ter 12 edições.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com