[Estação WHIZ: Team-Up] As Brigas do Superman com o Capitão Marvel no Tribunal

Por Diego Bachini & o Incrível, inigualável e mastodôntico Renegado Primeiro e Único.

Esta é a tradução de um texto escrito por C.C. Beck, o criador do Capitão Marvel, em 1981 e extraído do Fawcett Companion.

O Desperdício de Tempo e Dinheiro Mais Poderoso do Mundo – Batalha Judicial Absurda: Os Processos da DC contra a Fawcett

SZXSM

“É absolutamente incrível”, diz David Weiss, um repórter de tribunal que desencavou documentos e transcrições da famosa ação judicial DC-Fawcett. “Vocês não acreditariam nas papeladas, pilhas, prateleiras e salas cheias de material que este julgamento produziu. É absolutamente incrível!” diz Weiss.

Nós estamos felizes que os advogados que trabalharam neste caso produziram algo pelo dinheiro gasto. Weiss me informou que os repórteres de tribunal são pagos por página e eles fazem muito bem. Como todos nós sabemos, os advogados ganham grandes somas de dinheiro pelos seus serviços – e até testemunhas e jurados são pagos pelo tempo deles no tribunal.

Roteiristas e desenhistas de revistas em quadrinhos são pagos por página, também, mas infelizmente eles nunca ganham muito dinheiro. O que roteiristas e desenhistas de revistas em quadrinhos podem dizer conseguem dizer em meia dúzia de páginas, um advogado levaria várias centenas de páginas para dizer a mesma coisa.

capsup

Eu fui chamado para depor em uma das sessões do tribunal em 1944. Aqui está a transcrição do depoimento:

ADVOGADO DA DC: Todas essas conversas, eu assumo, aconteceram no outono de 1939?

BECK: Isso está correto.

ADVOGADO DA DC: Teve algo dito sobre as características sobrenaturais deste indivíduo nesse tempo?

BECK: Nós as chamávamos de “mágica”, sim, senhor.

ADVOGADO DA DC: Eu não te perguntei como vocês às chamavam. Eu te perguntei o que foi dito pelo Sr. Parker a você ou para o Sr. Parker sobre características sobrenaturais que este indivíduo ia ter.

BECK: Eu não me recordo dele usando a palavra “sobrenatural”.

SZXSM2

Os advogados da DC fizeram o melhor que podiam para arrumar testemunhas para dizer que eles copiaram ou “roubaram” material das histórias do Superman. Aqui está o modo como Morris J. Siegal da Republic Pictures respondeu a tais insinuações:

[Nota: Republic Pictures era uma corporação produtora e distribuidora de filmes independentes estadunidense com instalações para filmagem, ela funcionou de 1935 a 1959 e foi ela que produziu a série de episódios em live-action “Aventuras do Capitão Marvel” em 1941. Saiba mais sobre a série aqui. ]

ADVOGADO DA DC: Quando e sob que circunstâncias você viu qualquer tira de quadrinhos contendo a figura ou personagem Superman?

SIEGAL: Bem, nós adquirimos os direitos para fazer uma série do Superman, e foi nesse tempo que eu acho que eu vi algumas tiras do Superman.

ADVOGADO DA DC: O que aconteceu em respeito à produção da série em live-action do Superman?

SIEGAL: Subsequentemente, vários meses mais tarde, eu entendi que existia algum problema legal envolvido, e nós descontinuamos o trabalho na série.

ADVOGADO DA DC: No tempo da produção da série do Capitão Marvel você estava então familiar com a história e personagens retratados na série do Capitão Marvel.

SIEGAL: Sim, eu conversei sobre isso e sabia no geral como o personagem era.

ADVOGADO DA DC: Você se lembra se a história ou qualquer dos personagens ou incidentes na série do Capitão Marvel continham qualquer material que tinha sido reaproveitado da série do Superman proposta?

SIEGAL: Minha recordação é que nada do material do Superman foi usado na preparação do material do Capitão Marvel.

ADVOGADO DA DC: Anterior ao tempo que você ouviu falar pela primeira vez deste processo você já teve, ou você tem agora, qualquer conhecimento ou informação de que qualquer material em qualquer tira em quadrinhos contendo a figura ou personagem do Capitão Marvel, ou na série em live-action intitulada “As Aventuras do Capitão Marvel”, ou que em qualquer material escrito para tal série, foi tirada ou apropriada ou copiada de qualquer tira em quadrinhos ou quadrinhos envolvendo a figura ou personagem do Superman?

SIEGAL: Não.

capsup1

Se este tipo de besteira da pior qualidade parece ridículo hoje em dia, isso deve ter parecido um pouco bobo para os advogados da DC também.

A editora do homem de aço começou o processo contra a Fawcett em 1941 e o caso se arrastou por volta de dez anos. Quantidades enormes de dinheiro foram gastas para preparar cartelas e listas disto e daquilo e para convocar e interrogar pessoas não só da indústria dos quadrinhos, mas de todo negócio relacionado.

Apesar dos maiores esforços dos advogados do azulão para arrumar uma testemunha – qualquer testemunha – para dizer que o Capitão Marvel era um plágio do Superman, nenhum deles (pelo menos de acordo com o material que David Weiss forneceu) alguma vez conseguiu.

O motivo é óbvio: o mortal mais poderoso do mundo não foi copiado de coisa alguma, muito menos do homem de aço. Os advogados da DC então prepararam uma lista de coisas que eles clamavam ter sido copiado: invulnerabilidade a balas, facas e espadas; voar mais rápido do que um carro veloz; erguer enormes pedras e segurar objetos pesados; quebrar barras de ferro, arrebentar algemas, quebrar portas.

Aí os advogados da Fawcett mostraram que o Capitão Marvel já podia voar antes que o Superman pudesse (saiba mais sobre isso aqui ), que ele tinha tido um personagem garoto nas suas histórias muito antes do homem de aço ter, e que tudo usado nas histórias do kryptoniano já tinham sido usadas antes na literatura.

SupermanvsShazam

Os advogados da DC devem ter começado a sentir que tudo aquilo seria jogado pra fora do tribunal a menos que eles pudessem conseguir algo para mostrar, aqueles montantes enormes de dinheiro estavam em jogo. Em 1948 eles fizeram a seguinte declaração: “Fawcett terá que prestar contas de pelo menos $2.300.000 em lucros derivados da venda de suas revistas em quadrinhos. De 1940 a 1948 a Fawcett vendeu aproximadamente 200.000.000 cópias de suas revistas infringentes.”

Aparentemente nada aconteceu; quatro anos depois os advogados do Superman disseram:

“A Fawcett tem persistido no seu plágio deliberado, descarado e safado. Se nós adicionarmos as vendas dos anos 1949, 1950, 1951, e 1952 nós chegamos à cifra de $766.000 a ser adicionado ao valor pré-existente. As vendas e lucros das revistas do Superman têm sido seriamente diminuídos por causa da circulação da imitação, a revista do mortal mais poderoso do mundo. A própria existência da imitação do Superman pertencente à Fawcett tem reduzido o impacto do Superman original sobre o público consumidor e tem limitado seu êxito no campo das histórias em quadrinhos.”

Eles tinham razão. O Capitão era tão melhor do que o azulão que as pessoas estavam lendo suas revistas em vez das dele, como elas fizeram desde o início. Mas este fato não tinha nada a ver com a alegação do Superman de que ele tinha sido copiado. Se o queijão vermelho era só uma imitação do homem de aço (como muitos outros personagens eram) as suas vendas deveriam ter sido tão baixas quanto aquelas do Super e seus imitadores.

Na verdade, em 1952, as vendas de todas as revistas em quadrinhos estavam caindo. Centenas de editoras gananciosas tinham a fonte de água dos gibis, e ninguém mais estava conseguindo dinheiro. A Era de Ouro tinha acabado, e era tarde demais para se fazer qualquer coisa sobre isso.

capsup2

Se a Fawcett conseguiu realmente três milhões de dólares ou não como era suposto, isso nunca foi provado. Os advogados e contadores do Superman chegaram a essa cifra; a Fawcett nunca disse uma palavra que tinha ou não. Talvez o montante fosse mais alto. Talvez a Fawcett estivesse envergonhada pela sua enormidade.

No início dos anos 50 as séries de revistas em quadrinhos estavam morrendo como moscas por todo o país. A Fawcett Publications, como todas as editoras, tinha centenas de spin-offs das suas revistas em quadrinhos. Em adição a uma série live-action fracamente produzida, eles tinham objetos que iam de figuras horríveis a aviões de papel a vestidos da Mary Marvel e gravatas de clips do Capitão Marvel. Eles até fizeram uma “flauta mágica” do Capitão Marvel que tocava só uma única nota antes de se tornar permanentemente inoperante.

Tudo isso desapareceu em 1953. Os advogados da DC queriam milhões de dólares por danos, mas a Fawcett mostrou que pelos últimos anos ela perdeu tanto dinheiro nas suas outras revistas em quadrinhos que até as revistas do Capitão Marvel não podiam cobrir suas perdas.

A Fawcett descontinuou todas as suas revistas em quadrinhos, o que deve ter deixado os advogados e a editora do Superman felizes afinal. Todos os advogados foram pagos (provavelmente não tanto quanto eles esperavam) e nenhuma revista em quadrinhos da Fawcett foi vista novamente. Todas elas tiveram uma morte lamurienta e miserável.

capsup3

Renegado

Bem, a popularidade do Capitão Marvel estava realmente incomodando a DC e ela fez o que pôde para tirá-lo da jogada, é assim que as coisas funcionam no mundo empresarial.

Embora o Capitão Marvel e o Superman possuam poderes semelhantes, a mitologia deles é muito diferente. O Superman é o único sobrevivente de outro planeta e ganhou seus poderes sob a luz do nosso sol amarelo enquanto que o Capitão Marvel é um garoto que recebeu dons provenientes de deuses e figuras mitológicas dados por um mago, e por aí vai.

Essa batalha judicial ter ocorrido me entristece porque a partir daí o personagem entrou em decadência e jamais retornou novamente ao lugar mais alto dentre os super-heróis. E ainda, a DC nunca tratou o herói com o respeito que ele merece, inclusive fazendo-o passar pelo constrangimento de outra editora conseguir os direitos sobre seu nome.

image

Diego Bachini Lima

Eu fico impressionado com esse tipo de coisas. Todas as declarações aqui, é tão claro que são personagens diferentes. Não é possível que ainda hoje alguém levante essa polêmica. Os advogados tentando achar pelo em ovo. E falharam miseravelmente. A batalha só foi perdida por causa do tempo. Se não fossem os problemas do final da era de ouro, o mundo hoje poderia ter o mortal mais poderoso do mundo ocupando o lugar que é hoje do Superman. Afinal todo o sucesso dele incomodava.
Ela ainda confirma o fato que apresentei na coluna sobre quem voou primeiro. Enfim, a resposta final é esse depoimento.

2 Comentários

Clique para comentar

4 × 1 =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com