Mais novidades e informações sobre “The Multiversity”

[o artigo abaixo contém “spoilers“]

E não param de chegar informações e novidades sobre a tão aguardada “The Multiversity“, minissérie de Grant Morrison que finalmente fechará sua grande odisseia pelo Multiverso DC. A revista Wired divulgou nesta quarta-feira uma prévia de seis páginas da primeira edição, que tem a arte dos brasileiros Ivan Reis e Joe Prado, já mostrada aqui no Terra Zero.

Grant Morrison vem falando bastante sobre seu ambicioso projeto e dá a entender que muitos outros detalhes de seu plano serão revelados e muitas experiências, referências e novidades tendem a se revelar no leque de possibilidades que se abrirá diante dos olhos dos leitores a cada quadro da mini. Morrison vem prometendo “Multiversity” desde 2009 quando finalizou “Crise Final“. A história expandirá todo o Multiverso e levará o leitor a conhecer novos e repaginados personagens e dimensões nunca imaginados antes numa narrativa que tanto margulhará fundo na ficção em uma estrutura alucinante, como também irá quebrar a quarta parede e lidará diretamente com quem estiver com a revista nas mãos.

MULTIV_Cv1

E como o escocês tem falado publicamente sobre o projeto por pelo menos cinco anos, os leitores já sabem alguns dos muitos personagens e universos alternativos envolvidos na trama: A Terra Trovão de Billy Batson e seus amigos, os personagens da Charlton em Pax Americana, o aparecimento do Superman Nazista e o Novo Reichsmen, os heróis pulp da Sociedade dos Super-Heróis, e a nova geração de heróis da DC que povoam o mundo de The Just.

Na última revelação, em entrevista à Wired, Morrison disse que Multiversity irá incluir uma série de Bruce Wayne alternativos. Cada um deles encontrou algo além de um morcego inspirador quando decidiu combater o crime, adotando, consequetemente e obviamente, codinomes e uniformes diferentes dos Batmen que conhecemos.

Morrison disse que a ideia foi inspirada por uma série de quadrinhos publicadas pela DC nos anos 1970, sendo a história “If Bruce Wayne Had Not Become The Batman“, publicada originalmente em “Batman Vol.1 #256” de 1974, obra das mentes criativas de Marty Pasko e Pat Broderick, a principal fonte de inspiração. A história mostrou um Bruce Wayne que, depois que seus pais foram mortos , vi uma armadura e se tornou o Iron Knight, além de Bruces que se inspiraram em escorpiões, arraias, corujas e estrelas cadentes.

batman256-2

batman256-1

Eles estão de volta agora“, disse Morrison, indicando que teremos Batmen em diferentes terras que foram inspirados por coisas diferentes, em seguida, acrescentou: “Quão longe você pode incitar [Batman] antes de ele deixar de ser Batman?

O escritor já havia chamado “Mutliversity” de”bizarro” e algo que vai “chocar as pessoas” – o que não é novidade para Morrison, cuja alucinante narrativa fez dele um queridinho dos críticos após a série de sucesso Grandes Astros Superman e seu aclamado run em Batman, o que lhe dá todos os méritos para escrever Batman, sendo ele o responsável por resgatar e aumentar grande parte de toda batmitologia. O próximo lançamento de Morrison é “Earth One: Wonder Woman“, história esta que segundo ele tem influenciado seu trabalho em “The Multiversity“.

O artigo da Wired também indica que Morrison terá textos explicativos, não só para antigos projetos seus como “Crise Final” e “Sete Soldados da Vitória”, mas também para “Crise nas Infinitas Terras”.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com