Como a mudança da DC para Burbank pode refletir em seus produtos

Ontem à tarde a DC Comics, através de Diane Nelson (presidente da DC Entertainment) confirmou a mudança da editora de Nova York para Burbank, na Califórnia. A mudança era motivo de conversas desde 2010, quando Dan DiDio e Jim Lee se tornaram co-publishers (e têm base natural na Costa Oeste dos Estados Unidos) e Geoff Johns foi realocado para lá, além de assumir o posto de diretor de criação da DC.

DC-logo-versions_02

Neste ano, Kevin Tsujihara foi apontado como novo CEO da Warner Bros., e seu principal foco dentro do conglomerado é fazer com que haja união entre plataformas multimídia. Em termos práticos, ele quer que quadrinhos se tornem games, filmes, seriados, desenhos e vice-versa. Levando-se em conta que toda a criação digital da DC, assim como a própria Warner, estão na Califórnia, a mudança para Burbank aconteceria mais cedo ou mais tarde.

Em carta oficial aos seus empregados, Diane Nelson informou que toda a equipe de Nova York será convidada a trabalhar em Burbank, já que a mudança será tranquila e aos poucos, efetuando-se por completo apenas em 2015. Todavia, isso não impedirá que pessoas sem condição de se mudarem para o outro lado do país acabem ficando sem emprego por lá.

Esta mudança traz ainda duas quebras de paradigmas importantíssimos para a DC e para a indústria como um todo. Primeiramente, é a primeira vez que uma grande editora americana se estabelece fora de Nova York, onde o coração criativo dos quadrinhos daquele país se encontra. Esta é a quebra de paradigma histórico, mas há também o de negócios.

Em termos financeiros, a Warner pode estabelecer uma base extremamente lucrativa ao unificar seus talentos das mais diversas plataformas num único e gigante escritório como parte do conglomerado Warner Bros. Por que lucrativa? Porque os criadores das mais diversas mídias estarão mais próximos uns dos outros para criarem ideias que funcionem em diversas plataformas de consumo de entretenimento.

Os quadrinhos digitais da DC são um sucesso, e todos são produzidos em Burbank – claro, os talentos envolvidos são das mais diversas partes do mundo, mas editoração, formatação e publicação acontecem na base californiana. Logo, é bem possível que para os talentos em si (em especial aqueles que já vivem fora de Nova York) não haja diferença nenhuma. Mas para outros talentos, em especial editores e criadores que trabalham dentro do prédio da DC em NY, a união com os talentos da Costa Oeste pode gerar produtos muito lucrativos para a Warner.

A editora prometeu maiores novidades sobre este feito histórico a partir de hoje. Fiquem ligados!

4 Comentários

Clique para comentar

dois + 19 =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com