DC Comics Destaque Dossiê

Como Alfred conheceu o Batman?

A cronologia dos quadrinhos americanos foi se moldando com muita cautela numa série de aspectos, em especial a rica mitologia do Batman. Um dos super-heróis mais venerados da cultura pop, o Homem-Morcego é famoso não apenas pelas suas qualidades, mas também pelos personagens que estão à sua volta.

O mordomo Alfred J. Pennyworth, um dos coadjuvantes mais famosos de toda a cultura popular americana, seja pelo seu cinismo, ou por ser uma figura paterna única, demorou um pouquinho para se transformar nisso, passando por uma série de mudanças e evoluções com o passar dos anos.

Alfred apareceu pela primeira vez em Batman #16 (de Don Cameron, Bob Kane, Jerry Robinson e George Roussos), lançada em 1943, nada menos que 4 anos após o surgimento do herói. Aqui, descobre-se que antes de Alfred havia um mordomo na mansão Wayne chamado Jarvis. Como uma promessa a Thomas Wayne por uma antiga amizade, Alfred torna-se o novo mordmo.

Quase 15 anos depois, em 1957, a revista Batman #110 de Bill Finger, Sheldon Moldoff e Stan Kaye dá uma origem completamente diferente para o mordomo. Na história, Alfred começa a escrever uma carta de despedida aos seus patrões, pois começa a ser ameaçado por bandidos interessados em informações da família Wayne. Nesta carta, Alfred relembra sua chegada, mudando mais uma vez sua origem.

Muitos anos depois, já na década de 1980, uma das histórias mais importantes do Batman de todos os temos lançou um novo olhar sobr a origem de Alfred. A Lenda de Batman, já analisada no Terra Zero, foi feita por Len Wein e Jim Aparo, unindo vários aspectos das origens anteriores em algo mais coeso.

Depois disso, em Batman: Ano Um, Frank Miller estabeleceu que Alfred era mordomo dos Wayne desde que Bruce era criança, tornando-se portando a figura paterna conhecida ao cuidar do pequeno quando seus pais são assassinados.

Por fim, em 1969, ele ganhou o sobrenome Pennyworth. A revista é Batman #216, que mostra muito mais do passado e das relações que Alfred tinha antes de se tornar mordomo dos Wayne. Nesta revista, o leitor o vê pela primeira vez envolvido com muitos de seus familiares britânicos num plano para pegar Bruce Wayne.

(via Comics Should Be Good)

Bob Kane criou o Batman em 1939, herói que é o mais popular da DC Comics há décadas. Bruce Wayne virou órfão ainda criança com assassinato de seus pais pelo ladrão Joe Chill, o que mudou sua vida pra sempre. Tendo tornado-se o elemento mais sinistro e calculista do Universo DC, seu capuz já foi vestido por Jean-Paul Valley (Azrael) e Dick Grayson, mas voltou ao seu dono original. O herói marcou pra sempre o universo de quadrinhos e literário com obras clássicas como Ano Um, Cavaleiro das Trevas, Asilo Arkham e A Piada Mortal. Ainda hoje seus títulos estão entre os mais lucrativos da DC Comics, bem como sua franquia animada e cinematográfica.

7 Comentários

  • Humm..se o primeiro nome do mordomo anterior ao Alfred for Edwin eu já sei onde ele foi parar!

  • Sempre tive curiosidade de ler mais sobre o passado do Alfred. Quem sabe uma minissérie explorando o passado do personagem mostrando as missões que ele viveu e como conseguiu toda sua experiência,

  • Nas histórias recentes do batman foi mostrado que o pai do Alfred serviu como moromo dos Wayne até os 3 anos de idade do Bruce, depois o Alfred vai trabalhar lá..

  • E quando o Alfred ficou puto e virou vilão por umas duas semanas…acho que ele tava até na cadeira de rodas…

  • Jarvis ficou puto, foi pra Marvel, foi contratado pelo Stark e acabou virando uma voz do além…

  • *AVISO DE SPOILER*

    Acho que valeria citar o Alfred completamente diferente de “Batman: Earth One”. Não gostei muito dessa tentativa de fazer um novo “Ano Um”, mas a viagem até que ficou legal: o Alfred tem perna mecânica e chega a dar uma surra homérica no Bruce Wayne. Vale a pena pela ruptura total com o que já estamos acostumados.

Deixe um Comentário

five + seventeen =

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com