Especial pode trazer Combatentes da Liberdade à DC

[o artigo abaixo contém spoilers]

Phantom Lady #1 por Amanda Conner
Phantom Lady #1 por Amanda Conner

A Lady Fantasma, uma das mais antigas super-heroínas femininas dos quadrinhos estadunidenses, ganhará uma minissérie própria no próximo mês de agosto. Tal informação foi confirmada na última sexta-feira pela DC Comics em seu blog oficial.

Juntamente com o anúncio da minissérie, que terá 4 edições, confirmou-se também a equipe criativa, formada por Jimmy Palmiotti e Justin Gray (roteiros), Cat Staggs e Rich Perotta (arte). O mais interessante deste anúncio, no entanto, foi a possibilidade que ele deixou aberta.

Meses atrás a editora lançou uma minissérie no mesmo formato (e com os mesmos escritores) do Ray, personagem que, assim como a Lady Fantasma, fez parte dos Combatentes da Liberdade. Nos últimos anos a editora tentou, em 2010, estrelar mensais da equipe depois de duas minisséries muito bem recebidas nos anos anteriores, mas ela cabou cancelada por baixas vendas depois de apenas 9 edições.

Última edição dos Freedom Fighters no velho UDC
Última edição dos Freedom Fighters no velho UDC

Vale dizer que esta finada mensal, bem como as minisséries anteriores, foram todas escritas por Palmiotti e Gray. Portanto, há grandes indicações de que a DC esteja tateando como lidar com estes personagens no DCnU para relançá-los de vez no mercado.

Phantom Lady #1, com capa de Amanda Conner, sai em 29 de agosto.

Tio Sam e Os Combatentes da Liberdade foram criados para a extinta editora Quality Comics, que foi comprada pela DC Comics anos mais tarde reunindo-se pela primeira já sob o guarda-chuva desta editora. A primeira aparição deles deu-se na Liga da Justiça em 1973 em história de Len Wein. Obviamente os desafios destes heróis têm mais a ver com a história dos EUA do que propriamente vilões genéricos.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com