Mudanças editoriais na DC viram assunto na indústria

Nas últimas semanas tem havido uma grande bolha de comentários, mudanças e situações embaraçosas para o editorial da DC Comics. Há pouco tempo atrás Eddie Berganza, conhecido como braço direito de Dan DiDio e recentemente movido a Editor Executivo da DC Comics, acabou rebaixado a Editor de Grupo, enquanto Bobbie Chase foi promovida a Diretora Editorial. David Hyde deixou o cargo de Vice-Presidente de Publicidade e a editora.

Diz-se que Bob Harras, atual editor chefe da DC, foi tirando Berganza da jogada aos poucos, mas parece que a verdade é bem diferente – na verdade, eles são grandes amigos e têm um plano. De qualquer forma, independente de qualquer rumor que haja, é claro que mudanças dos cargos mais elevados dos escritórios da empresa estão acontecendo.

Rumores apontaram também, há poucos dias atrás, que Karen Berger, uma das maiores responsáveis por criar o selo Vertigo (além de ser Editora Executiva dele) e elevar o nível artístico dos quadrinhos publicados por uma grande editora americana, estava deixando de vez o cargo, fazendo com que a Vertigo fosse oficialmente reintegrada ao Universo DC. Aparentemente a revista Dial H (de China Miéville e Mateus Santolouco) seria uma evidência disso. Curiosamente todo mundo soube disso, menos ela própria:

A Vertigo está viva e é uma parte importantíssima na missão da DC Entertainment. Nada na estrutura, na equipe ou na prioridade da Vertigo foi mudado.

Portanto, tudo não passou de rumores. Karen fica onde está, por pelo menos mais um ano. Mas deve-se deixar algo bem claro: a vaga de Berganza continua aberta, portanto espera-se que ela seja preenchida muito em breve.

(via Bleeding Cool)

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com