Pérez sai e Jurgens e Giffen comandam a nova DC Comics

[o artigo abaixo contém spoilers]

Superman sai perdendo seis meses depois de debutar no DC Relaunch. Foi confirmado pelo site Newsarama, na última sexta-feira, que George Pérez está saindo do título homônimo do Homem de Aço, e em seu lugar ficar Dan Jurgens e Keith Giffen. Depois de John Rozum saindo de Static Shock e J.T. Krul sendo substituído pelos mesmos Jurgens e Giffen em Green Arrow, esta torna-se a perda mais significativa no reboot.

A saída de Pérez coloca Superman numa situação complicada. Dan Jurgens é um bom talento veterano da indústria, mas possui defeitos, e todos eles foram bastante acentuados durante sua controversa passagem pelo personagem nos anos 1990. Já Keith Giffen também vem apenas cumprindo prazos para garantir a aposentadoria, escrevendo e desenhando tudo apenas na base do mandate. Portanto o mais óbvio que podemos concluir com estas notícias é que o Superman ficará numa situação ruim mais uma vez, bem como vem acontecendo com ele desde que Geoff Johns saiu de Action Comics – claro que o trabalho de Paul Cornell antes do reboot é muito bom, mas foi focado em Lex Luthor, e não no herói.

O que a DC vai fazer? Não sabemos, mas podemos sonhar um pouquinho. Dentro do que a editora tem a oferecer de talentos neste momento, o mais sábio seria colocar o próprio Grant Morrison (responsável por Action Comics) para comandar totalmente o universo do herói kryptoniano. No entanto sabemos que Morrison tem uma linguagem própria e que não agradaria todos os superfãs. Portanto, quais nomes caberiam bem aí? Temos algumas sugestões.

Geoff Johns: depois de uma passagem muito boa por Action Comics e ter feito uma excelente estreia com Aquaman no DC Relaunch, Johns poderia reconstruir o universo do Superman para novos leitores facilmente – afinal, é isto que ele faz de melhor, e jamais transformara Kal-El num babaca;

Paul Cornell: o autor britânico já mostrou que sabe lidar com personagens DC muto bem, seja quem for. Obviamente ele teria que se desdobrar pra escrever mais uma revista além das duas que já comanda, mas sua pegada incomum nas histórias cairia muito bem para um personagem com tanta bagagem cronológica (mesmo que ela tenha começado de novo);

Brian Azzarello: depois de um início na Mulher-Maravilha, por que não assumir mais uma ponta da Trindade? Azzarello certamente partiria para o não convencional e nos mostraria histórias com sangue novo;

São apenas alguns nomes, mas seriam bons. E você, leitor, acha que quem deveria assumir? Ou você tem esperanças que Jurgens e Giffen façam um trabalho muito bom com o Superman? Comente abaixo!

Superman foi o primeiro super-herói dos quadrinhos e hoje é considerado um símbolo da cultura americana. O herói foi criado em 1938 pelos judeus Joe Shuster e Jerry Siegel, mas tem uma origem messiânica e cristã: Kal-El, o último filho do moribundo planeta Krypton, foi enviado à Terra por seu pai Jor-El para ser o único sobrevivente de seu povo. Na Terra ele foi criado por um maravilhoso casal de fazendeiros, Jonathan e Martha Kent, recebendo o nome de Clark Kent. Hoje um repórter renomado no Planeta Diário, ele também age como Superman graças aos incríveis poderes que possui sob a radiação do sol amarelo. Inspirador, o Superman é o maior símbolo heroico da DC Comics, dentro e fora do universo fictício.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Secured By miniOrange