[HQView] Lex Luthor: Homem de Aço da editora Panini

Texto escrito por Phelipe Peregrino, do blog http://privilegiodosbufoes.blogspot.com/, especializado em Neil Gaiman

Desde que comecei a ler HQ’s eu me perguntava o que há nas mentes dos grandes vilões. Claro que vilões como o Coringa se divertem sendo o elo caótico do mundo. Mas, o que passa na mente do Lex Luthor que o motiva a querer, desesperadamente, destruir o Superman? Eu parto do princípio de que ele, sendo o homem mais inteligente do mundo, vê no Superman algo que eu (ou ninguém mais) vê. Talvez responder essa pergunta seja o grande trunfo de Lex Luthor: Homem de Aço.

Sinopse: Superman já foi chamado de muitas coisas desde que veio a público: de defensor da verdade e justiça a Maior Escoteiro do Mundo. Conseguiu tornar a si mesmo tão humano que quase todo mundo esqueceu que ele não é um de nós. Quase todo mundo. Apenas Lex Luthor se opõe ao Último Filho de Krypton para fazê-lo se dar conta do que verdadeiramente é: uma perigosa ameaça a toda a humanidade. O fim da missão eterna de Luthor para deixar Superman a seus pés nunca esteve tão próximo… Da aclamada dupla responsável por CORINGA, o roteirista ganhador do Prêmio Eisner Brian Azzarello e o artista Lee Bermejo, surge uma história que perscruta o gênio maligno de Lex Luthor, o verdadeiro benfeitor e única esperança de Metrópolis.

Lex Luthor: Man of Steel #1-5
Roteiro: Brian Azzarello
Arte: Lee Bermejo
132 páginas.
R$ 12,90

Brian Azzarello nos oferece uma inversão dos valores dos quais estamos acostumados. Uma perspectiva diferente do mais clássico dos confrontos entre o bem e o mal dos quadrinhos: Superman VS Lex Luthor. Não que uma história focada no Luthor ou mesmo narrada por ele seja algo, de fato, inédito, mas Lex Luthor: Homem de Aço nos fornece uma mudança de valores tão profunda que, por um instante, você chega a acreditar em tudo que Lex prega. Isso tudo sem descaracterizar nenhum dos lados desse “Davi e Golias” moderno.

Superman não é humano… Ele não é e nunca vai ser um de nós! É simples e até curioso o modo como nos esquecemos disse, vez ou outra. E quanto mais conscientes dessa condição do Homem do Amanhã, mas teríamos noção da ameaça que voa sobre os céus de Metrópolis. Pode parecer simplório, mas fazer com que as pessoas se dêem conta disso acaba se tornando o maior objetivo de Lex…

Em Lex Luthor: Homem de Aço, Lex QUER salvar a humanidade. Ele quer mostrar que nós poderíamos esperar mais e ambicionar mais e vê no Superman um ameaçador estandarte que vai sempre lembrar: “Não importa o quanto vocês se esforcem, vocês nunca vão chegar onde eu cheguei”. É esse pensamento que faz com que Lex esteja tão dedicado, ou mesmo obcecado, a derrubar o Superman. Ele acredita tão profundamente que o Superman não apenas é uma ameaça, mas um outdoor constante voando e esfregando na cara da humanidade de que em nossos melhores dias, jamais chegaremos aos pés dele.

A arte de Lee Bermejo é um elemento fundamental na história. Enquanto Lex é retratado como alguém de sorriso cativante, carismático e que dá a devida atenção à cada pessoa que encontra, temos um Superman implacável, ameaçador e de olha incandescente (quase monstruoso). O Superman, por sinal, esta tão assustador em alguns quadros que nos perguntamos “como confiar nele?”. O motivo disso é simples: É assim que o Lex o vê. Um monstro! Um monstro que precisa ser detido!

Conforme a história se desenrola, vamos nos aprofundando na mente daquele que é o homem mais brilhante da Terra, e na forma perfeitamente racional que ele trata cada uma de suas decisões e seus sacrifícios, afinal, ele é o herói da humanidade… E, todos nós sabemos, ser herói demanda uma série de sacrifícios.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Secured By miniOrange