[HQView] DC + Aventura nº 2 da Panini

Quando a Panini Comics anunciou que lançaria uma série de HQs a baixo custo com histórias curtas a maior parte dos leitores torceu o nariz. O objetivo destas revistas, chamadas DC + Aventura e Marvel + Aventura, é angariar novos leitores republicando clássicos das duas editoras. Se vai dar certo ainda é difícil saber, em especial porque boa parte do material escolhido é bem antigo, tornando tanto texto como arte um pouco antiquados para uma possível nova geração de leitores.

De qualquer forma a função do HQView é analisar o conteúdo da revista, independente de quem a lê, portanto vamos comentar rapidamente estas pequenas histórias publicadas na segunda edição da revista bimestral dedicada exclusivamente ao Lanterna Verde, já que o filme do herói está pertinho de estrear nos cinemas brasileiros.

Sinopse: Com a proximidade do primeiro longa-metragem do Lanterna Verde, a Panini traz para os fãs do herói dois momentos que marcaram a sua trajetória: a profecia da Noite Mais Densa e a escolha de Hal Jordan como um dos maiores defensores do universo.

Tales of Green Lantern Corps Annual #2
Título: Tigres
Roteiro: Alan Moore
Arte: Kevin O’Neil
Cores: Anthony Tollin

Um clássico de Alan Moore que definiu toda a mitologia atual dos Lanternas Verdes. A história mostra Abin Sur antes de cair com sua nave na Terra e dar origem ao que Hal Jordan se tornou. O escritor britânico acrescenta uma quantidade de elementos ao mito dos lanternas verdes que circundam profecias, destino e misticismo de uma forma inédita para estes personagens naquela época (anos 1980).

Moore é apoiado pela arte do amigo e conterrâneo Kevin O’Neil, um dos mais aclamados desenhistas ingleses até hoje. A dupla institui a profecia da Noite Mais Densa e do lanterna Sodam Yat, elementos explorados por Geoff Johns nos últimos anos. Toda a forma com a qual as profecias são apresentadas e a expansão que a cronologia dos lanternas verdes ganhou são o grande trunfo desta rápida história dos ingleses. Uma leitura definitivamente obrigatória.

A Panini fez muito bem em trazer esta história novamente às bancas brasileiras por um preço tão baixo.

Nota: 9/10

Showcase #22
Título: S.O.S. Lanterna Verde
Roteiro: John Broome
Desenho: Gil Kane
Arte-Final: Joe Giella

A história original que conta o surgimento de Hal Jordan vale mais por ser um clássico, responsável por estabelecer um dos três grandes pilares da Era de Prata, do que propriamente por ser boa. O que John Broome e Gil Kane fizeram pelos quadrinhos é tão incalculável quanto nomes como Carmine Infantino, mas é necessário transportar sua mente para esta época (anos 1950) para conseguir apreciar o conto.

Seguindo a base popular daquele período histórico, a dupla faz uso do medo nuclear e da ameaça alienígena (temas que se espalharam muito fortemente naquela época) para dar vida a um novo herói que ainda terá muito a provar. O conteúdo da história é clássico: Abin Sur morre ao cair na Terra e Hal Jordan é escolhido pelo anel como seu sucessor. E assim a vida do piloto de testes muda para sempre.

Nota: 7/10

52 #22
Título: A origem do Lanterna Verde
Roteiro: Mark Waid
Desenho: Ivan Reis
Arte-Final: Oclair Albert
Cores: Alex Sinclair

Por ser apenas um texto rápido de origem para estabelecimento rápido do mito, esta história (e as duas abaixo) não ganhará notas. Basta apenas dizer que Waid é uma grande enciclopédia de quadrinhos e não decepciona na hora de resumir o básico necessário para que os fãs entendam as origens dos personagens. De quebra Waid ainda tem Ivan Reis ao seu lado, na época uma entrela ascendente no mercado americano.

Countdown #35
Título: A origem de Parallax
Roteiro: Scott Beatty
Desenho: Ivan Reis
Arte-Final: Oclair Albert
Cores: Hi-Fi Design

Scott Beatty foi escolhido para fazer as histórias de fundo de Contagem Regressiva, reprisando o papel de Mark Waid em 52. Muitos outros personagens, sejam heróis ou vilões, ganharam pequenos contos de origem nesta série semanal, inclusive a entidade Parallax.

Beatty faz um trabalho bastante eficiente ao apresentar de forma rápida e clara quem é Parallax, qual a sua origem e como ele tem operado recentemente. Além desta eficiência toda Beatty ainda pode contar com a ótima arte do brasileiro Ivan Reis, cuja qualidade dispensa comentários.

Countdown #16
Título: A origem de Sinestro
Roteiro: Scott Beatty
Arte: Fernando Pasarin
Cores: Hi-Fi Design

Desta vez é Sinestro que tem sua origem resumida. Beatty vai direto na relação interposta por Geoff Johns, a qual envolve o clássico surgimento do inimigo com a transformação da fraqueza amarela com o poder de Parallax e do medo, mitologia desenvolvida por ele nos últimos anos. Como todas as outras citadas acima esta historinha também é eficaz e funciona para novos leitores ficarem cientes e ao mesmo tempo curiosos pelo material.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Secured By miniOrange