Resenha: Batwoman em A Sombra do Batman 4

[Leia a resenha da edição #1 aqui] [Leia a resenha da edição #2 aqui] [Leia a resenha da edição #3 aqui]

Enfim acaba Elegia, o primeiro arco da Batwoman como protagonista de Detective Comics e que foi publicada mensalmente aqui no Brasil pela Panini na revista A Sombra do Batman, das edições nº 1 até a nº 4. Obviamente os roteiros continuam a cargo do criador da personagem, Greg Rucka, enquanto a arte é do inigualável J.H. Williams III, co-criador dela e um dos desenhsitas mais fantásticos que a indústria já viu.

Rucka fecha a história com um movimento muito bom e intenso, sabendo dosar bem a ação e os diálogos, assim como as atitudes de cada personagem a fim de nos dar profundidade e reconhecimento com cada um deles. Kate Kane é realmente única e está num ponto que consegue convencer qualquer leitor de que deve existir uma Batwoman. Os elementos aplicados na história são muitos, variando de protocolos militares a influências ainda mais pesadas de Alice no País nas Maravilhas – e artes plásticas, no caso de J.H. Mesmo que seja a revista de uma heroína mascarada e com bastante ação é, acima de tudo, uma revista com conteúdo.

O detalhe mais fantástico e que muita gente não pegou de início é que o tempo todo a diagramação de Williams focava na dualidade: de um lado a heroína, do outro a vilã. Elas pareciam ser lados diferentes da mesma moeda, mas cada um à seu modo. E então temos a revelação bombástica na última página: Kathy e Alice são irmãs.

Elegia foi um ótimo arco de apresentação e que terminou de forma excelente e muito curiosa: ela não tem um fechamento, de fato, mas sim um gancho doloroso para a personagem que nos segura para a próxima parte desta jornada que está só começando.

A primeira Batwoman foi Kathy Kane, criada na era de prata por Bob Kane e Sheldon Moldoff, em especial devido a perseguição macartista proposta pelo psicólogo Fredric Wertham na época. Durante os anos ela foi totalmente esquecida, para ser trazida apenas nesta última década na série 52, como uma lésbica e ex-namorada de Reneé Montoya, atual Questão. Publicada por alguns meses em Detective Comics nos EUA, além de ter sido extremamente bem aceita foi sucesso de vendas, crítica e prêmios.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com