Lenda Urbana: Jack Kirby não se importava em ter o Superman redesenhado em suas histórias?

Lenda Urbana: Jack Kirby não se importava em ter o Superman redesenhado em suas histórias?
Situação
: Falso

Aproveitando que estamos dedicando uma parte do Multiverso DC à maior criação do Rei dos quadrinhos nada mais justo que também citarmos algumas lendas urbanas que o envolveram no passar dos anos. Como já comentamos aqui várias vezes, Jack Kirby chegou na DC no início dos anos 1970 após uma conturbada saída da Marvel. Seu trabalho era revitalizar a revista de Jimmy Olsen, na qual o Superman aparecia frequentemente e lá aproveitaria para trabalhar nos primeiros conceitos do Quarto Mundo.

Foi então que muita gente pensou: “Uau, Kirby finalmente vai desenhar o Superman!”. Infelizmente não foi assim, já que a DC redesenhou todos os quadros com o herói usando artistas considerados “aceitáveis” como Al Plastino e Murphy Anderson.

Aí está um exemplo destas mudanças, cortesia do aprendiz e maior conhecedor de Kirby e seu trabalho, Mark Evanier.

Todavia é interessante notar que, por muitos anos, foi dito que Kirby não se importava com isso pois entendia a força que uma imagem conhecida do Superman tinha para a DC. Entretanto, como o próprio Evanier nos conta, isso não é verdade.

Jack estava extremamente chateado com este fato. Aliás, que artista não ficaria? Ele tinha os chefes da DC pedindo a ele, constantemente, que sua criatividade fosse a responsável por levar todo o universo da editora a novas direções e que ele criasse elementos que seriam utilizados mais profundamente no futuro, para então recusarem seu próprio desenho pois não se parecia com o que publicado na época. A própria escolha de Al Plastino foi absurda, já que ele nem trabalhava nas revistas do herói.

Jack não conseguia aceitar este fato, mas era relativamente novo dentro da editora e teve que aceitar determinadas coisas para que outras de suas idéias fossem executadas sem interferências. Para os editores é provável que ele tenha dito que aquilo não lhe importava muito, mas fazia questão de citar aos amigos e pessoas próximas o tamanho do absurdo que aquilo representava, tanto pela falta de respeito à sua pessoa como para os próprios leitores.

Hoje os originais deste material só podem ser encontrados em livros sobre o autor e outros trabalhar que o homenagearam, como as próprias coletâneas escritas por Evanier.

1 Comentário

Clique para comentar

14 + 5 =

  • […] Todo leitor tem seu desenhista favorito. De todos os tempos ou de um período específico. Pergunte a qualquer fã do Superman no mundo sobre isso e o nome de Curt Swan será dito pela maioria deles. Não é à toa: Swan desenhou o Homem de Aço em diversas revistas por três décadas, imortalizando o visual do herói nos quadrinhos. Seu nome era uma marca tão importante para a DC (inclusive quando os artistas ainda não eram creditados) que, quando Jack Kirby passou a desenhar o herói nas revistas dos Novos Deuses, Al Plastino redesenhava o rosto dele para se parecer com os traços dele e de Swan – saiba mais sobre isso aqui e aqui. […]

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com