Superman Entre a Foice e o Martelo Parte 02: “Por Stalin, socialismo e a expansão do Pacto de Varsóvia”

Por Luis Alberto

Tudo começa com a primeira aparição global do Superman, a URSS exibindo orgulhosa o seu mais robusto filho, e os EUA receosos com o que pode significar os comunas terem uma “arma” tão poderosa. A fim de encontrar uma solução, o governo americano recorre ao “homem mais inteligente do mundo”, Lex Luthor, e manda o agente James Olsen (!) averiguar o progresso de sua pesquisa. Numa jogada arriscada, Luthor tira o satélite Sputinik 2 de órbita, jogando-o contra o próprio EUA. Superman, para a surpresa de todos (com exceção de Lex), salva o dia, dando a população de Metrópolis mais um dia para viver.

Millar nessa hora, faz uma brincadeira com o mito do Superman, através da fala em que Lex diz: “Eu sabia que esses atos aleatórios de heroísmo não estariam confinados aos parâmetros da mãe soviética. Eu sinceramente acredito que se esse Super-Homem e eu teríamos sido grandes amigos se ele tivesse brotado na América”. Engraçado como até mesmo ele pode se enganar, não? Bem, deixemos o humor escocês de lado e voltemos a história.

Temos então um interlúdio até a revelação do real plano de Luthor. Esse meio tempo, na verdade, é usado para a apresentação de três personagens: Pyotr Roslov, o filho desgarrado de Stalin, Diana de Themyscera, a bela princesa e embaixadora amazona, e por último, um desconhecido de origem bem conhecida por nós: um garoto vê seus pais serem mortos à sangue frio na sua frente. Neste caso o assassino fora Pyotr, matando os pais do garoto por serem insurgentes contra o governo Stalinista. Impondo medo desde novo (afinal, não é todo mundo que tem uma sombra de demônio à qualquer luz), o garoto encara o algoz de seus pais, fazendo Pyotr gelar de medo e afogar as mágoas na boa e velha Vodka.

A história avança ao ponto que temos o Super-Homem Americano, uma versão BIZARRA do Homem de Aço Soviético. No fundo, ele traz em si, muito do conceito do Superman Bizarro da Era de Ouro, cujos poderes eram invertidos (por exemplo, possuía sopro de calor e visão congelante ao invés de visão de calor e sopro congelante). Após a morte de Stalin, uma batalha entre os dois super-seres se trava na fronteira entre o ocidente e o oriente, atingindo em cheio a Inglaterra. Numa luta que acarreta no ferimento de dezenas de pessaos, o Super-US-Man se sacrifica para salvar Londres de ser destruída por um míssil. A edição 1 termina enfim, com Luthor “fazendo uma limpa” nos laboratórios S.T.A.R., e com Superman, vendo seu povo ainda passando por necessidades, o que o faz se decidir com relação a sua posição, com relação ao governo.

[continua]

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com