[HQview] Fábulas – Volume 4: A Marcha dos Soldados de Madeira

Dando sequência à retomada da Vertigo pela Panini Comics, a editora devolveu às bancas uma das melhores séries do selo: Fábulas! E começou extremamente bem, pois o encadernado reúne o especial “O Último Castelo”, que conta a resistência derradeira da terra natal das fábulas, e a saga em oito partes que dá nome à revista, “A Marcha dos Soldados de Madeira”. Vamos à sinopse:

Durante séculos, as fábulas vigiaram os portais entre nosso mundo terreno e sua terra mágica perdida, sempre em busca de qualquer indício de invasão ou da chegada de novos fugitivos. Agora, após décadas de calma, parece que alguém finalmente escapou da opressão do Adversário e conseguiu chegar em busca de proteção. Mas, aparentemente, esse novo visitante não vem sozinho e o que ele traz consigo pode causar a destruição total da Cidade das Fábulas! Os tempos de paz acabaram, agora é guerra!
E ainda: Acuados no fim de seus antigos domínios, as fábulas que conseguiram resistir ao Adversário reuniram-se no Último Castelo para a resitência definitiva. Conheça a verdadeira história por trás da mais dramática batalha das terras natais!
Com roteiros de Bill Willingham e arte de Mark Buckingham, Steve Leialoha e P. Craig Russell, este volume reúne as edições 19 a 21, 23 a 27 de FABLES e o especial FABLES – THE LAST CASTLE.
Encadernado especial
Formato americano (17 x 26 cm)
244 páginas, papel LWC
Distribuição setorizada.
Preço R$ 32,90
(Fables 19 a 21, Fables 23 a 27, Fables – The Last Castle)

Roteiro: Bill Willingham
Desenhos: Mark Buckingham, Craig Hamilton e P. Graig Russel

Pra início de conversa, eu nunca tinha lido nada de Fábulas. Comprei essa edição meio com um pé atrás, mais decidi arriscar, pois ouvi tantas pessoas falarem tão bem dessa série que achei que pelo menos ruim não deveria ser. Mas me surpreendi, porque essa história é muito melhor do que eu tinha ouvido falar!

A Panini, que não é boba nem nada, sabia que, assim como eu, muitas pessoas que não conheciam a série poderiam começar a lê-la por essa edição. Então eles prepararam um texto introdutório e um guia de personagens que já fisgam o leitor logo de cara (pelo menos aqueles de nós que tiveram infância), ao nos fazer relembrar as clássicas fábulas infantis, mas colocando-as em uma roupagem totalmente nova, e o mais interessante, fazendo-as interagir entre si, e se comportando como adultos. E esse é exatamente o tom da série.

A primeira história do encadernado, “O Último Castelo”, é na verdade um especial da série. Ele mostra a Branca de Neve e o Garoto Azul no aniversário do último barco vindo das terras natais das fábulas para o nosso mundo. É uma data muito triste pro Garoto Azul, que estava no barco, e ele resolve contar tudo sobre aquela partida. Sobre a resistência final das fábulas no último castelo, o sacrifício de muitos pra salvação de poucos e seu amor por uma garota de capuz vermelho que conseguiu fugir até o castelo e se apaixonou por ele, mas que acabou se perdendo na batalha, deixando-o partir sozinho.

Se os textos de introdução já tinham me conquistado, essa história só me deixou com mais vontade ainda de ler a série. Ver personagens conhecidos, como a Chapeuzinho Vermelho e Robin Hood, lutando lado a lado contra as tropas do Adversário e sendo obrigados no final a deixarem sua terra foi extremamente tocante. Bill Willingham fez eu me importar com aquelas pessoas, mesmo com as fábulas que eu não conhecia (pois elas são muitas), com seu roteiro centrado nos personagens e em suas emoções. A arte é excelente por resgatar muito do visual das ilustrações dos livros de fábulas, mas me causou certa estranheza esta mesma arte sendo usada nas sangrentas batalhas que tomam parte na história, pois é um estilo que não combina com tanta brutalidade. No final, fica a frase dita para o Garoto Azul, preso eternamente no corpo de uma criança: “Um moleque que nem você não viveu e não sofreu o bastante pra tocar blues.”

A história principal, “A Marcha dos Soldados de Madeira”, é um excelente entrelaçamento de vários plots. A chegada de Chapeuzinho Vermelho na Cidade das Fábulas leva Bigby (anteriormente conhecido como o Lobo Mau) a investigar a situação, pois a mais de 200 anos não apareciam fábulas novas no mundo real. Ao mesmo tempo, Branca de Neve tem que lidar com uma gravidez indesejada e o Príncipe Encantado resolve concorrer à prefeitura da Cidade das Fábulas, ameaçando o mandato perpétuo do Rei Cole. Todos esses plots vão se encontrar na grande Batalha da Cidade das Fábulas, quando um exército de soldados de madeira criados por Gepeto (o pai do Pinóquio) é enviado para matar todas as fábulas.

Bill Willingham realmente merece todos os prêmios que essa série ganhou, pois ele consegue fazer com que acreditemos na realidade da história. Todos os personagens são tratados de maneira incrivelmente natural, nada é forçado. Um grande exemplo disso é o Rei Cole, que como todo bom político ignora toda a suspeita da polícia quando vê na Chapeuzinho sua chance de levantar a moral do povo pra conseguir se reeleger. Mas os personagens que mais se destacam aqui são Bigby, com sua investigação e depois seu retorno triunfante, João das Lorotas e seu golpe dos feijões mágicos e principalmente o Garoto Azul, que apanha tanto na história que chega a dar pena. Mas um dos grandes destaques também vai pras composições dos quadros, sempre com formatos, símbolos e enfeites que indicam o tom da página e os personagens que participam dela.

Um detalhe que talvez poucas pessoas tenham percebido: os três soldados de madeira que aparecem no início dizem que seus nomes são Hugo, José e Luiz. Pois coloquem esses nomes no diminutivo e teremos um easter egg!

A edição da Panini está muito boa, com um texto introdutório, lista de personagens e todas as capas originais, em papel de boa qualidade e capa cartonada. O papel especial e o número de páginas deixa o preço um pouco salgado, mas vale a pena. Pra terminar, uma cena de quando João das Lorotas, o grande mentiroso, tenta explicar que foi realmente agredido, e isso não é mais uma mentira:


Nota: 9,5

Pra comprar:

Links:

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com