Batman – Descanse em Paz: O Morcego no Submundo

[Parte 1: Meia-Noite na Casa da Dor]

batman-677-capaNa primeira página de O Morcego no Submundo, o herói cai. Cai como um demônio que se afunda nas profundezas do Inferno subterrâneo, um local que deixa nosso personagem preso por todo o restante da edição. Perceba que, nas capas, nós nunca vemos o Batman emergir do fundo, mas sim o vemos descer cada vez mais fundo, dentro de suas próprias incertezas e loucuras – isso pode ser visto na página quatorze desta edição, quando Bruce, uniformizado mas sem o capuz, está sob uma quantidade imensa de Bat-Cópteros e Bat-traquitanas que o cercam como como tubarões. Ele se rebaixa aos círculos do inferno como acontece no Inferno de Dante, no livro A Divina Comédia, de uma forma inconsciente à la Jung – algo que Morrison adora!

A essa altura do campeonato, muitos fãs deixaram de confiar em Jezebel, e enxergaram a psicologia dela como uma subversão da mente do garoto vingativo – aliás, isso é um bom conselho aos leitores do site! Se você tem um relacionamento e estava confiando plenamente em Jezebel até aqui, é melhor ter uma conversa com sua(seu) namorada(o)! IHAAIUHAIUAHI. Mas o mais divertido dessa sequência toda é que, se você pegá-la e mostrar pra alguém que nunca leu Batman na vida, essa pessoa provavelmente vai pensar: “este cara é doido! Ele devia ouvir o que sua esposa está dizendo”, pois Jezebel argumenta com ele de uma forma completa de razão. Entretanto, Bruce adverte que é isso que a Luva Negra quer, que ele pareça um louco! Eles estão usando sua própria mente e dúvidas como arma.

Excessivamente paranóico, sem dúvida, mas Bruce está certo! Seguir os argumentos lógicos de Jezebel teriam colocado-os exatamente nas mãos da Luva Negra. Apenas com uma fé quase infundada na persona do Batman, Bruce consegue prevalecer sobre as forças do mal. Morrison está usando o absurdismo mais uma vez, recompensando a escolha ilógica de Bruce de permanecer como o Batman frente à dezenas de maneiras diferentes de fazer o bem sem precisar dessa loucura toda. A discussão dele e de Jezebel toma um ar religioso, com a racional (e ateia) Jezebel contra o devoto Batman, proseando sob o sagrado templo da Batcaverna. Tudo culmina com o heroi, louco pela conversão, levando Jezebel à sua Bíblia Santa – o Bat-Computador, no qual todas as respostas estão contidas. “Se sou eu, o Bat-Computador vai saber”. O problema é que o Batman não consegue ler a Palavra, que pra ele se torna estática. Novamente Morrison se usa do absurdismo, referenciando uma outra história escrita por ele mesmo: O Evangelho do Coiote! (dessa vez vamos longe na maluquice toda =D).

evangelho-do-coyote-pg01 evangelho-do-coyote-pg02 evangelho-do-coyote-pg03

Naquela história, o coiote é o profeta e o Homem-Animal é apenas um observador. No caso do Batman, Morrison inverte a situação, portanto a escritura está perdida para o profeta, mas faz perfeito sentido para o observador – e há uma boa razão para esta inversão! No Evangelho do Coiote, o Homem-Animal não consegue decifrar o documento que foi feito por Deus em pessoa, explicando um ciclo interminável de sofrimento. Enquanto o coiote sofreu com as violências do mundo, vivendo esse sofrimento todos os dias de forma interminável, o pacifista Homem-Animal não consegue perceber isso. Na história do Batman, o heroi não decifra o que está em seus monitores porque eles evocam uma parte de sua insana memória que ele não consegue encarar, deixando-a afundada em sua mente. Enquanto Jezebel livremente percebe os absurdos das aventuras de Bruce Wayne, emblematizados pelo Zur En Arrh, Bruce não consegue encarar o símbolo de seu contraditório passado – ele não consegue suportar essas verdades que destroem suas próprias crenças.

batman-677-pg04

Perceba que, mesmo com toda a conversa sobre os casos estranhos, Bruce nunca os lê, de fato. Alfred os deixa na mesa dele, ou repassa para tudo para um cartão de memória, sempre pronto para guardá-los para Bruce. Como vimos nesta edição, a cabeça dele não aguenta este tipo de coisa.

Referências e Anotações

1-O gárgula está armado com uma espada que, como vemos na página 7, está coberta com uma droga de ação rápida, que puxa o gatilho da frase programada mais tarde nesta edição.

3-O “filme velho” faz alusão ao filme da Luva Negra, cujo pôster nós vimos no arco do Clube dos Herois.

4-“Eu acredito que passei todas as suas anotações para os arquivos do bat-computador”. Isso se inicia em Batman #664. “Amantes inocentes, corrompidos e destruídos” – John Mayhew e a Luva Negra culpou o amante de sua quinta esposa, Mangrove Pierce, pelo assassinato dela.

5-Essa é a primeira citação do Batman de uma ligação de seus pais com A Luva Negra, o que podia ter sido feito antes, já que ouvimos falar de John Mayhew e o Luva Negra em Batman #667. Além disso, Mangrove Pierce mudou seu nome para “Mongrove”, o que, na cabeça dele, soa menos gay. O que os monitores estão mostrando parecem ser os rostos de Marsha lemarr, a quinta esposa de Mayhew, além de Pierce e o próprio Mayhew.

6-“Nada menos que a ruína de um nobre espírito humano.”. O Demônio não poderia pedir menos.

9-“É como se eu te conhecesse por toda minha vida. Parece que encontrar você sempre foi pra acontecer.”. O Batman jamais foi apaixonado desse jeito, com cara de adolescente. O Luva Negra mexeu em sua cabeça para que ele ficasse caído pela Jezebel.

10-“Ed Shaldrake” pode estar relacionado a Cyril Sheldrake, o Cavaleiro. É provável que o Luva Negra esteja tentando criar a ilusão de que todos os amigos de Bruce Wayne estão contra ele. “Esquizofrênico?”. Nesta página, Morrison alinha o pessoal importante na história: Bruce Wayne, Thomas Wayne e Alfred – eles são os verdadeiros “camisas vermelhas” =D

13-Conhecem aquele uniforme de Morcego ali? Vamos falar dele no próximo capítulo.

16-A referência do pôquer aqui veio de Universo DC #0, caso tenham esquecido.

19-Nos monitores pode-se ver o monstro com o qual Bruce alucinou em Robin Morrerá ao Amanhecer e em Batman #672.

Próximo capítulo: Zur En Arrh!

11 Comentários

Clique para comentar

sete + 14 =

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Secured By miniOrange